Www altos citas

No había nadie en el mercado dispuesto a ofrecer una experiencia social y de citas totalmente inclusiva con altos estándares de seguridad y una interfaz de usuario funcional intuitiva. Así que ahí es donde nos dirigimos a continuación. Taimi se convirtió en la mejor y más inclusiva aplicación de citas LGBTQ + en solo un año. ALTOS ANDES. Altos Andes es el distribuidor exclusivo de la marca coreana SsangYong, empezó operaciones en el Perú en el año 2002 y cuenta con el mismo accionariado del Grupo Euromotors. Altos Andes se dedica a la comercialización de vehículos, venta de repuestos y accesorios de la marca Ssangyong. Actualmente comercializa diferentes modelos de camionetas, entre ellas SUV´s y Pick Up´s ... Lugares altos - Diccionario de Jerusalen . culto en los lugares altos. Lugares altos - Diccionario Mundo Hispano (heb., bamah, ramah, elevación). Desde tiempos remotos la gente ha tendido a escoger lugares altos para sus ritos de adoración, ya sea al verdadero Dios o a los falsos dioses que el hombre ha inventado. Esta es una de mis citas favoritas, ¡porque es completamente cierto! Mi madre acostumbraba a decirlo en voz baja y siempre que lo decía tenía razón. Benjamín Brafman. 6. “Si yo soy yo porque tú eres tú, y tú eres tú porque yo soy yo, entonces yo no soy yo y tú no eres tú. Bibliotecarios de apoyo . Si tienes dudas, escribe un correo a [email protected] con tu consulta sobre la elaboración de citas y referencias o sobre el uso de gestores bibliográficos. No olvides indicar tu ID de estudiante y en qué Campus estudias. Citas rapidas cerca de wycombe altos fantastic location in central London The West End makes us a great choice to learn English in the home of the English language. Our English Language School has a quiet student area with free internet on several computer terminals as well as free wi-fi throughout the building. San Antonio De Los Altos Mujeres Con Interés En Citas Citas ¿Estás buscando en San Antonio De Los Altos Mujeres? Busca los perfiles debajo y podras descubrir tu pareja ideal. Envia un mensaje y ten una cita esta semana. ¡Nuestra pagina tiene cientos solteros que quieren ver a una persona como tu! Crea tu Cuenta 100% Gratis Hoy Use messages to strike up a conversation and get to know someone! Pero para que sea sostenible conforme a los requerimientos de nuestras leyes debe reducir gastos. La inversión de cartera y el crédito bancario aumentaron, pero han mostrado mayor inestabilidad, y se redujeron de manera abrupta a raíz de las acelerar citas de altos ingresos financieras de finales de los años noventa. Cómo citar dentro de un texto en formato MLA. El estilo de citas de la Asociación de Lenguas Modernas (MLA) requiere una página de referencias bibliográficas al final del documento junto con citas entre paréntesis. Coloca una cita al final...

Os Feitos de Thomas Sankara

2020.10.16 00:36 DIOgenes_123 Os Feitos de Thomas Sankara

  1. Ele vacinou 2,5 milhões de crianças contra meningite, febre amarela e sarampo em questão de semanas
  2. Ele iniciou uma campanha nacional de alfabetização, aumentando a taxa de alfabetização de 13% em 1983 para 73% em 1987.
  3. Ele plantou mais de 10 milhões de árvores para prevenir a desertificação
  4. ⁠ Ele construiu estradas e uma ferrovia para unir a nação, sem ajuda estrangeira
  5. ⁠ Ele nomeou mulheres para altos cargos governamentais, encorajou-as a trabalhar, recrutou-as para o serviço militar e concedeu licença-gravidez durante os estudos
    1. ⁠ Ele proibiu a mutilação genital feminina, os casamentos forçados e a poligamia em apoio aos direitos das mulheres
    2. ⁠Ele vendeu a frota do governo de carros Mercedes e fez do Renault 5 (o carro mais barato vendido em Burkina Faso na época) o carro de serviço oficial dos ministros.
    3. ⁠Reduziu os salários de todos os servidores públicos, inclusive os seus, e proibiu o uso de motoristas do governo e passagens aéreas de 1ª classe.
    4. Ele redistribuiu as terras dos proprietários feudais e as deu diretamente aos camponeses. A produção de trigo aumentou em três anos de 1.700 kg por hectare para 3.800 kg por hectare, tornando o país autossuficiente em alimentos
    E de novo 10. Ele se opôs à ajuda externa, dizendo que “quem te alimenta, te controla”. 11. Ele falou em fóruns como a Organização da Unidade Africana contra a penetração neocolonialista contínua da África através do comércio e finanças ocidentais. 12. Ele apelou a uma frente única das nações africanas para repudiar a sua dívida externa. Ele argumentou que os pobres e explorados não tinham a obrigação de devolver dinheiro aos ricos e exploradores. Em Ouagadougou, Sankara converteu a loja de abastecimento do exército em um supermercado estatal aberto a todos (o primeiro supermercado do país). 13. Ele forçou os funcionários públicos a pagar o salário de um mês para projetos públicos.) 14. Ele se recusou a usar o ar condicionado em seu escritório, alegando que tal luxo só estava disponível para um punhado de burkinabes 15. Como presidente, ele reduziu seu salário para US $ 450 por mês e limitou seus bens a um carro, quatro bicicletas, três guitarras, uma geladeira e um freezer quebrado 16. Ele próprio um motociclista, ele formou uma guarda pessoal de motociclistas só para mulheres. 17. Ele exigia que os funcionários públicos vestissem uma túnica tradicional, tecida com algodão burkinabe e costurada por artesãos burquinenses. (A razão é se apoiar na indústria e identidade locais, em vez da indústria e identidade estrangeiras) 18. Quando questionado por que ele não queria que seu retrato fosse pendurado em lugares públicos, como era a norma para outros líderes africanos, Sankara respondeu: "Há sete milhões de Thomas Sankaras." 19. Um guitarrista talentoso, ele escreveu o novo hino nacional sozinho 20. Ele renomeou seu país do depreciativo "Alto volta" para "Burkina Faso, a terra de homens íntegros" 21. Sua política externa estava centrada no anti-imperialismo, com seu governo evitando toda ajuda externa, pressionando por uma redução da dívida, nacionalizando todas as terras e riquezas minerais e evitando o poder e a influência do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial. 22. A administração de Sankara foi o primeiro governo africano a reconhecer publicamente a epidemia de AIDS como uma grande ameaça à África 23. Projetos de infraestrutura e habitação em grande escala também foram realizados. Fábricas de tijolos foram criadas para ajudar a construir casas em um esforço para acabar com as favelas urbanas 24. Em Ouagadougou, Sankara converteu a loja de abastecimento do exército em um supermercado estatal aberto a todos (o primeiro supermercado do país)
    Ele liderou um dos programas mais ambiciosos de reformas radicais já vistos na África. Ele procurou reverter fundamentalmente as desigualdades sociais estruturais herdadas da ordem colonial francesa.
    Essas desigualdades deixaram uma maioria de marginalizados, principalmente rurais, pobres e mulheres, na base da sociedade, muitas vezes sob a exploração de uma minoria de burocratas, empresários, militares e chefes tradicionais. Sankara concentrou os recursos limitados do estado na maioria marginalizada do campo. Quando a maioria dos países africanos dependia de alimentos importados e assistência externa para o desenvolvimento, Sankara defendeu a produção local e o consumo de produtos feitos localmente. Ele acreditava firmemente que era possível para os burquinenses, com muito trabalho e mobilização social coletiva, resolver seus problemas: principalmente a escassez de alimentos e água potável. No Burkina de Sankara, ninguém estava acima do trabalho agrícola ou das estradas de cascalho - nem mesmo o presidente, ministros do governo ou oficiais do exército. A educação intelectual e cívica foi sistematicamente integrada ao treinamento militar e os soldados foram obrigados a trabalhar em projetos de desenvolvimento da comunidade local.
    De acordo com Ernest Harsch, autor de uma biografia recente de Sankara, Burkinabe construiu pela primeira vez dezenas de escolas, centros de saúde, reservatórios de água e quase 100 km de ferrovia, com pouca ou nenhuma ajuda externa. A produção total de cereais aumentou 75% entre 1983 e 1986. Em 1984, seu governo, desafiando o ceticismo das agências doadoras, organizou a vacinação de 2 milhões de crianças em pouco mais de duas semanas. Ele também defendeu a preservação ambiental com campanhas de plantio de árvores e projetos de verde.
    Seu estilo informal de liderança estava em uma categoria própria. Harsch cita um ex-assessor que descreve Sankara como “um idealista, exigente, rigoroso, um organizador”. Essa disciplina e seriedade começaram com ele mesmo. Ele havia sido o primeiro entre os principais líderes a declarar voluntariamente seus modestos bens e entregar ao tesouro dinheiro e presentes recebidos durante as viagens. Harsch cita familiares que disseram que Sankara disse a eles para não esperar nenhum benefício dele porque ele é o presidente. Na verdade, na época de sua morte, seus filhos frequentavam a mesma escola pública, sua esposa estava subordinada ao mesmo emprego de funcionário público e seus pais moravam na mesma casa.
    Sankara desdenhou a pompa formal e baniu qualquer culto à sua personalidade. Ele podia ser visto casualmente andando pelas ruas, correndo ou deslizando visivelmente no meio da multidão em um evento público. Ele era um orador entusiasmado que falava com franqueza e clareza incomuns e não hesitava em admitir erros publicamente, castigar camaradas ou expressar objeções morais a chefes de nações poderosas, mesmo que isso o colocasse em perigo. Por exemplo, ele criticou o presidente francês François Mitterand durante um jantar oficial por receber o líder do Apartheid na África do Sul.
    Livros de Sankara:
    Somos os herdeiros da revolução mundial
    A libertação das mulheres e a luta pela liberdade africana
    Thomas Sankara fala
    Uma citação do livro - "Nosso país produz o suficiente para alimentar todos nós. Infelizmente, por falta de organização, somos forçados a implorar por ajuda alimentar. É essa ajuda que instila em nossos espíritos a atitude de mendigos." -Thomas Sankara
    “A revolução e a libertação das mulheres caminham juntas. Não falamos da emancipação das mulheres como um ato de caridade ou por causa de uma onda de compaixão humana. É uma necessidade básica para o triunfo da revolução. As mulheres sustentam a outra metade da céu. "- Thomas Sankara.
    Sankara é frequentemente referido como "Che Guevara da África". Sankara fez um discurso marcando e homenageando o 20º aniversário da execução de Che Guevara em 9 de outubro de 1967, uma semana antes de seu próprio assassinato em 15 de outubro de 1987
tradução deste comentário no communism
submitted by DIOgenes_123 to SocialismoBrasileiro [link] [comments]


2020.10.09 17:57 Subversivo-Maldito CRONOLOGÍA de la "pieza 10" en dónde el CASO VILLAREJO, gracias a la colaboración de las CLOACAS POLICIALES, MEDIÁTICAS Y JUDICIALES, acaba por convertirse en el CASO PABLO IGLESIAS...


1º) El 27 de marzo de 2019 el juez ofrece al líder de Podemos personarse como perjudicado en el 'caso Dina', en dónde constaba que se habia ROBADO un móvil a Dina Bousselham..
2º) Todo ello había sido sido "manipulado", "a bombo y platillo", por varios MEDIOS DE INFORMACIÓN.
3º) Pues bien, en estos momentos, el Juez García-Castellón acusa: 1º) A Dina de difundir la noticia. 2º) A Pablo Iglesias de llevar a cabo un montaje con fines electorales...
Existe un problema: los dos primeros apartados están claramente PROBADOS, mientras que el tercer apartado HAY QUE PROBARLO, ya que no existen pruebas que respalden tal acusación...
La cuestión es GRAVISIMA!!!!
Y es que estamos asistiendo a algo surrealista y rocambolesco:
a) Una persona a la que una Audiencia tilda de PERJUDICADO, pasa, de repente a SOSPECHOSO..
b) Todo ello, además, inserto a la denominada PIEZA DEL CASO VILLAREJO, el cual, por otro lado, está en la CARCEL...
c) La PIEZA 10 VILLAREJO ha pasado a convertirse en un asunto secundario para el Juez y la Fiscalía Anticorrupción...
d) En la PIEZA VILLAREJO lo que que está en juego es, nada más y nada menos, el decidir si existió o no una policía política que atacó a la oposición durante la primera legislatura de Mariano Rajoy con la connivencia de algunos medios de comunicación.
e) En tales medios de comunicación se dedicaron horas y horas en cuestionar a la Fiscalía Anticorrupción, personalizando los ataques en uno de los fiscales del caso, Ignacio Stampa, que investigaban la organización criminal que dirigía el comisario Villarejo.
No perdamos la MEMORIA:
Estamos en noviembre de 2015. Podemos, después de que irrumpiera en el panorama político en las elecciones europeas de mayo de 2014, sigue un trayectoria ascendente. En esos momentos, Pablo Iglesias, compagina la dirección de partido con su escaño en el Europarlamento.....Por su parte, una de sus colaboradoras más próximas es Dina Bousselham....Un buen dia acude al Ikea de Alcorcón, y, en un descuido le roban varias pertenencias, entre ellas su móvil de Bousselham....Lo denuncia ante la Policía Nacional de la localidad madrileña.
El día 12 de enero de 2016, dos periódicos digitales de Madrid, Okdiario y El Confidencial, "a bombo y platillo", nos "informan" del contenido de un informe policial sobre la presunta financiación irregular de Podemos....Por supuesto tal "información" NO SE ENMARCA EN NINGÚN TIPO DE CAUSA JUDICIAL...Las publicaciones se producen coincidiendo con el arranque de las conversaciones entre Podemos y PSOE para una posible coalición de Gobierno.
En este contexto, "Manos Limpias", utiliza el informe de OkDiario y El Confidencial, para denunciar ante el Tribunal Supremo tanto a Iñigo Errejón como a Pablo Iglesias... Sin firma, ni sello, su contenido fue despreciado por el Alto Tribunal y por la Audiencia Nacional.
Y ahora llega el momento en que la POLÍCÍA de Jorge Fernández Díaz, Ministro de Interior, hace su aparición para remitir el MISMO INFORME al Tribunal de Cuentas...Y, poco después, sale a la luz un ESCANDALO del que apenas se habló: resulta que tal INFORME había sido confeccionado en la Dirección Adjunta Operativa, nido de la brigada política....
¡DEMENCIAL!
Resulta, además, que sabemos que uno de los COMISARIOS investigados en el caso Kitchen atribuyó la autoría de tal INFORME al comisario Andrés Gómez Gordo, el policía asesor de María Dolores de Cospedal.
Sobre todo este tema, SILENCIO SEPULCRAL....
PARALIZACIÓN DE LA INVESTIGACIÓN, Y, DESVIACIÓN DE LA ATENCIÓN HACIA LAS CUENTAS DE PODEMOS Y EL CASO DINA....
Pero, sigamos sin PERDER LA MEMORIA, con la descripición de los hechos...
Llega enero del 2016...
Ahora nos encontramos con la figura de Antonio Asensio Mosbah, propietario entonces del Grupo Zeta...
Un día, 20 de enero del 2016, el Señor Antonio Asensio, escribe por Telegram a Pablo Iglesias. Lo cita para entregarle un material que ha llegado a la revista Interviú y que incluye fotografías de la que el editor piensa que es la pareja del líder de Podemos. Durante 40 minutos, Iglesias dispone de un ordenador para, en privado, poder ver el material. No es su pareja la que aparece en fotos íntimas junto a capturas de chats del partido y otro material relativo a Iglesias y la formación. Se trata de Dina Bousselham, de la que había surgido el FALSO rumor de que mantenía una relación con su jefe.
Desde la dirección de Interviú, se afirma que la tarjeta del teléfono llegó de forma ANÓNIMA a la revista....Deciden que no era material de interés periodístico y se la entregan a Pablo Iglesias..
Pablo Iglesias se quedó con la tarjeta, pese a no pertenecerle, durante al menos seis meses. Después ha explicado que quería proteger a Bousselham, bastante afectada por entonces de las informaciones FALSAS que le vinculaban sentimentalmente a Iglesias.
Todo podría haber finalizado aquí...aunque siempre con la duda de que "algo olía mal en relación con lo sucedido"....Y es que, por un lado, la Polícía tenía la denuncia de Dina de que le habían robado la tarjeta (?????), y, por otro lado, tal tarjeta no aparece en manos de la Policía, que se supone de debió investigar los hechos, sino en manos de una Revista de dudosa reputación...Pero, cabe preguntarse, ¿qué podía haber hecho Pablo Iglesias? Si el caso está denunciado, pues dejar que la Polícía investigue...Si una revista le dice que tiene la tarjeta del movil robado de la que se considera su pareja, ¿debió también denunciarlo a la Policía?...Pero si la Polícia lo sabía ya todo!...A que estamos jugando?
Pero sigamos, sin PERDER LA MEMORIA:
Llegamos a Febrero de 2016...Pablo Iglesias tiene la tarjeta con fotografías de un movil robado a quien se considera que es su pareja...Son fotografías personales, en dónde no hay indicio alguno de delito...
Pues bien, es en estos momentos, en dónde hace su aparición el Sr. Villarejo....En Febrero de 2016, el comisario Villarejo se pone en contacto con los periodistas de Interviú y les dice que sabe que tienen la tarjeta y que la necesita para sus trabajos policiales.
La dirección de la Revista, MUY ATENTA ELLA, y, SERVICIAL, se reúnen con él para COMER EN UN RESTAUTANTE, y, así, sin más ni más, le entregan el material....Nótese que tanto el policía, entonces en activo, y, los dos periodistas de Interviú, se encuentran imputados por un delito de revelación de secretos.
Y ya la tenemos líada: el COMISARIO VILLAREJO tiene en sus manos todo el material recibido por INTERVIÚ...Y, entretanto, la POLICÍA ¿a qué conclusiones había llegado en relación con el robo de la tarjeta y el hecho de que ésta apareciese como de la nada, en una Revista como Interviú?...
Cada uno que piense lo que quiera...Yo tengo formada mi opinión...
Pero la vida seguía en esos años, y, de ese modo llegamos al Junio del 2016...Villarejo llevaba ya 5 meses en posesión de la tarjeta...¿Cuáles serían sus movimientos?
Los podríamos adivinar observando los acontecimientos del 21 de Junio del 2016
Ese día se celebran las elecciones generales y Podemos no logra su objetivo de dar el 'sorpasso' al PSOE....Sin embargo, Podemos obtiene 72 escaños, y eso abre la puerta a un Gobierno de coalición con Pedro Sánchez....En julio del 2016, Pablo Iglesias, formaliza su oferta al líder de los socialistas.
Y llega el momento de la CLOACA MEDIÁTICA, a través de la figura de Eduardo Inda...
El 22 de julio de 2016, Okdiario, dirigido por Eduardo Inda publica una información que adjunta el pantallazo de un chat interno de Podemos en el que Pablo Iglesias afirma: "La azotaría hasta que sangrase… Esa es la cara B de lo nacional popular… un marxista algo perverso convertido en un psicópata". Iglesias se disculpa públicamente del comentario en el chat privado: "Siento mucha vergüenza de haber hecho una broma machista".
Las cosas se complican, para las CLOACAS..
En el año 2017, el comisario José Manuel Villarejo Pérez, jubilado en el verano de 2016, es detenido en su chalet de Boadilla del Monte...El materila incautado ha servido para abrir más de 30 piezas vinculadas a "ENCARGOS" realizados al comisario cuando estaba en activo.
Las CLOACAS se revuelven "como gato panza arriba"....
De esta forma llegamos al año 2019...Ese año se remite un oficio al juez informando de que han aparecido dos archivos, DINA 2 y DINA 3, que albergan "una multitud de información de la usuaria, tanto datos personales, bancarios, fotografías de carácter íntimo, además de contener comunicaciones con terceros a través de correo electrónico diversas aplicaciones para telefonía móvil (Whatsapp, Telegram), archivos de vídeo y audio, estando buena parte de esos documentos fechados en los años 2014 y 2015”.
NOTA: ¡En la página 2 del informe se reproduce el mismo pantallazo del mismo chat que había publicado Okdiario!.
¡Qué mal pensados somos algunos!
Las CLOACAS deciden desviar la atención sobre sus DELITOS, intentando desprestigiar a Podemos...
¡No perdamos la memoria!
Descripción de los hechos, a partir a la aparición de los ARCHIVOS DINA 2 Y DINA 3
El 27 de marzo de 2019, Pablo Iglesias, y, Dina Bousselham declaran ante el juez Manuel García-Castellón....Pablo Iglesias reconoce que se quedó con la tarjeta cuando la recibió de manos de Asensio Mosbah (Interviú)...Por su parte, Bousselham cuenta al juez también que no pudo consultar su contenido después de que se la entregara Pablo Iglesias. El magistrado ofrece a ambos personarse como PERJUDICADOS en el caso...Además, en esos momento, García-Castellón, elogia la exposición del líder de Podemos...demostrando que todo se ha tratado de una estrategia para perjudicarles. El magistrado instructor llega a decir a Iglesias: "Sabe usted que aquí estamos investigando implicaciones muy serias del Ministerio del Interior…".
¿Qué es lo que ha cambiado en este tiempo? ¿Tendrá algo que ver que Pablo Iglesias es vicepresidente en un Gobierno de Coalición, al que muchos tachan de ILEGITIMO?
Y de este modo llegamos al 2020...
Durante un tiempo, el CASO DINA parece haberse diluído en un segundo plano...De repente, sin embargo, vuelve a REPUNTAR...El 18 de mayo de 2020 la POLICÍA CIENTÍFICA entrega un informe al juez sobre el contenido de la tarjeta y los famosos "pantallazos" y, sobre todo, los "daños" causados a la tarjeta...Esto hace que, a partir de ahora, se señale a Pablo Iglesias Iglesias como autor de dos delitos: daños informáticos por haber entregado la tarjeta a su dueña en un estado dañado; y otro de revelación de secretos, por haber guardado durante al menos seis meses el dispositivo que le había entregado Interviú sin trasladárselo a su legítima dueña....En esos momentos se solitica que se RETIRE a Pablo Iglesias la condición de PERJUDICADO...
De esa forma llegamos al 25 de mayo de 2020....
Ahora el Juez retira la condición de perjudicado a Pablo Iglesias...
Pero va aún más allá: emprende una investigación contra el lider de Podemos en dónde se le acusa de ser PRINCIPAL SOSPECHOSO DE LA PIEZA 10...¿Se acuerdan de la Pieza 10?...Si no lo hacen, deberían ir al inicio de esta cronología de las CLOACAS DEL ESTADO ESPAÑOL....
Y, de ese forma, como por arte de magia, VILLAREJO, el PRINCIPAL SOSPECHOSO DE LA PIEZA 10, queda como marginado en su propio CASO...Su lugar, lo pasa ocupar Pablo Iglesias...
¡ALUCINANTE!
¿Cuales son las medidas que García-Castellón decide llevar a cabo, en esos momentos?
1º) Ordena a Dina Dousselham que deje de compartir abogado con Iglesias...
2º) Comisión rogatoria a Gales para que la empresa que intentó recuperar el contenido de la tarjeta, explique si llegó dañada "físicamente"...
3º) Los policías de Asuntos Internos tienen que repasar la declaración de Ricardo Sa Ferreira, expareja de Boussleham.
Y en todo este lío, claro está, no podía faltar VOX:
EL 10 julio de 2020 Vox denuncia a fiscales del caso Villarejo...Se acusa a Ignacio Stampa de haber facilitado información confidencial a Podemos, en el transcurso del caso Villarejo...La denuncia ya ha sido archivado dos denuncias ya que no aprecia irregularidad alguna...Además, Vox, no tiene reparo en emponzoñar entrando en los bulos y mentiras referidas a las relaciones personales...Han llegado a dar por cierta una relación personal del fiscal y la abogada de Iglesias...pese a que ella niegue que haya relación alguna.
Malas noticias para las CLOACAS:
El 26 julio de 2020. La empresa galesa que analizó la tarjeta que Iglesias le devolvió a Bousselham contesta al juez que ésta no estaba dañada "físicamente"...Un informe posterior de la Policía Científica confirma que esos daños materiales fueron producidos por los trabajos iniciales de recuperación de la empresa
CONCLUSIONES:
1º) Ninguna de las diligencias ordenadas por el juez permiten avanzar en los indicios contra Pablo Iglesias.
2º) Entre tanto, García-Castellón rechaza tomar declaración de nuevo a Bousselham, como solicita Anticorrupción...¿Será porque en tal declaración EXCULPARÍA a Pablo Iglesias?
Otro "PETARDO" más...Llega la hora de CALVENTE.
En septiembre de 2020, declara ante la Audiencia Nacional José Manuel Calvente, antiguo abogado de Podemos.
Habia sido despedido por supuesto acoso a la abogada Marta Flor, aunque tal acusación ha sido rechazado los tribunales.
Calvente acude a la Guardia Civil en Barcelona, donde vive, para denunciar supuesta financiación irregular de Podemos.
La denuncia acabó en un juzgado de Madrid que investiga en la actualidad a la formación.
A partir de esos momentos, Calvente, se convierte en un asiduo de la medios y de algunas portadas de periódicos...En una entrevista a El Mundo presenta la tesis de que Podemos utilizó el caso Dina de forma falsaria para presentarse víctima de las cloacas policiales.
Ante tal declaración, RAPIDAMENTE, [con que rapidez se mueve la Justicia, en algunos casos] el juez considera que debe declarar en la Audiencia Nacional.
En la Audiencia, Calvente y presenta una teoría que dice que le HA CONTADO "alguien" de dentro del partido sobre quien se niega a revelar la identidad....
¡EL GLOBO DE LAS CLOACAS SE DESINFLA DE NUEVO!
El 16 de septiembre de 2020, la Sala de lo Penal de la Audiencia Nacional obliga a García-Castellón a que el líder de Podemos figure de nuevo como víctima y perjudicado en todo este embrollo.
Al mismo tiempo, sin embargo, los jueces, a la hora de tratar el tema VILLAREJO, que sigue en la CARCEL, hablan de “meras hipótesis alternativas” al referirse a la posibilidad de que Villarejo no esté detrás de la filtración a los medios...
No sirve de nada RECODARLES que VILLAREJO tenía en su casa la información que luego fue publicada por Okdiario, El Confidencial y El Mundo, sobre el Caso Dina...
¡Y VUELTA LA BURRA AL TRIGO!
Manuel García Castellón, el juez que investiga al excomisario José Villarejo, parece importarle un comino el CASO VILLAREJO, y, parece dispuesto a seguir R con R con el CASO IGLESIAS...
Y es que el 7 octubre de 2020, el juez toma la decisión de que las "hipótesis alternativas", sobre el Caso Villarejo, deberían ser investigadas por otra instancia
Al mismo tiempo, eleva exposición razonada al Tribunal Supremo en la que acusa a Iglesias de dirigir un montaje para sacar "rédito político".
Su acusación se basa en la declaración de Calvente que el magistado considera "minuciosa".....Todos sabemos que tales declaraciones están basadas en rumores y "dimes y diretes"...
El juez solicita también que se investigue a Gloria Elizo, a Raúl Carballedo, y a la abogada Marta Flor. También pide imputar a Bousselham y su exmarido por falso testimonio....Si por él fuera, todos los de Podemos seríamos imputados...
Y el "CULEBRÓN" SIGUE...
Y SI LLEGA A FINALIZAR, VENDRÁN MÁS....
Pero, eso sí, cada vez, con menos intensidad porque la CATARSIS que este País necesitaba ya lleva años llevándose a cabo...En algún momento veremos sus EFECTOS...y, las CLOACAS serán, no solamente totalmente descubiertas, sino también desmanteladas...
¡SI, SE PUEDE!
[Fuente: https://www.eldiario.es/politica/cronologia-pieza-10-acabo-iglesias-acusado-tarjeta-colaboradora-incautada-villarejo_1_6279911.html?fbclid=IwAR0NAH_d_7dC2YReg_q-E-zyMMzzqzqTm7-DKSHh1UJnx7wooWmbGKFzurg]
submitted by Subversivo-Maldito to podemos [link] [comments]


2020.09.24 07:15 altovaliriano Septão Barth está sempre correto?

Septão Barth foi Mão de Jaehaerys I por 41 anos. Ele era um simples septão, filho de um ferreiro, entregue à Fé ainda jovem, que trabalhava na biblioteca da Fortaleza Vermelha e acabou se tornando amigo do rei.
Suas especulações são tratadas com ceticismo na Cidadela, mas os leitores sabem que elas têm fundo de verdade, podendo até que todas sejam verdadeiras.
De todo modo, há citações demais a Septão Barth nos livros principais e secundários para que possamos simplesmente ignorar suas idéias.

Irregularidade das estações tem fundamento mágico

A principal especulação que sabemos ser verdade é aquela que diz qie a irregularidade das estações em Westeros são resultado de magia em vez de um fenômeno natural:
O Septão Barth parece argumentar, em um tratado fragmentado, que a inconsistência das estações é um assunto para as artes mágicas, em vez de conhecimento confiável.
(TWOIAF, A Longa Noite)
Sabemos que esta será a solução apresentada por GRRM no final da saga:
Ele [GRRM] nos garantiu que um dia descobriremos como as estações funcionam em seu mundo, e que não será uma explicação científica porque, hello!, é um romance de fantasia. Ele disse que alguns fãs lhe escreveram apresentando explicações fantásticas envolvendo dois sóis, um dos quais é uma estrela negra anã, mas eles ficarão desapontados.
(SSM, 21/07/2006)
:::
As estações são "completamente baseadas em fantasia". Não há nenhum elemento tipo ficção científica nisso.
(SSM, 06/05/2005)

A Perdição de Valíria foi causada pela ganância e negligência

Aqui já começamos a entrar em terreno pantanoso, mas esta especulação de Barth já é tomada como verdadeira entre os fãs.
O septão teria influenciado o surgimento da noção de que a destruição de Valíria teria ocorrido porque os valirianos não conseguiram manter o controle mágico de seus catorze vulcões:
Um punhado de meistres, influenciados por fragmentos do trabalho do Septão Barth, asseguram que Valíria usou feitiços para domar as Catorze Chamas por mil anos, que seu apetite incessante por escravos e riquezas era tanto para sustentar esses feitiços quanto para expandir seu poder e que, quando finalmente os feitiços falharam, o cataclismo se tornou inevitável.
(TWOIAF, A Perdição de Valíria)

Dragões não têm sexo

Outra afirmação de Barth que têm muita repercussão entre personagens e leitores é a de que os dragões seriam uma espécie de hemafroditas sequenciais.
A crença de que os dragões podiam mudar de sexo se necessário é errônea, segundo a obra Verdade, do Meistre Anson, enraizada em uma má interpretação de uma metáfora esotérica que Barth proferiu enquanto discutia os mistérios mais elevados.
(TWOIAF, O Norte: Winterfell)
Essa metáfora de Barth é explicada por meistre Aemon a Samwell:
Os dragões não são nem machos nem fêmeas, Barth viu aí a verdade, mas ora uma coisa, ora outra, tão mutáveis como chamas.
(AFFC, Samwell IV)

Os valirianos criaram dragões com magia de sangue

Essa é uma afirmação mais controversa, mas é necessário observar que Barth pode estar se referindo a dragões de valíria, e não a todos os dragões em geral.
Em Dragões, Wyrms e Serpes, o Septão Barth especula que magos de sangue de Valíria costumavam usar caldo de serpes para criar dragões. Embora seja alegado que os magos de sangue experimentavam fortemente suas artes não naturais, essa afirmação é considerada absurda pela maioria dos meistres. Entre eles, o Meistre Vanyon, em Contra o não Natural, apresenta certas provas de que dragões existiam em Westeros até mesmo nos dias mais distantes, antes que Valíria ascendesse ao poder.
(TWOIAF, Sothoros)

Corvos falavam as mensagens dos Filhos da Floresta

Esta é uma especulação de Barth que tem algum suporte em texto.
Embora considerado desonroso nos dias atuais, um fragmento de História Antinatural do Septão Barth provou ser uma fonte de controvérsia nos salões da Cidadela. Alegando ter consultado textos preservados no Castelo Negro, o Septão Barth diz que os filhos da floresta podiam falar com corvos e fazê-los repetir suas palavras. Segundo Barth, este alto mistério foi ensinado aos Primeiros Homens pelos filhos da floresta, para que os corvos pudessem levar mensagens a longas distâncias. Isso foi passado, de forma “degradada”, aos meistres de hoje, que não sabem mais como falar com as aves. [...] Alguns meistres, devotados ao elo de aço valiriano, argumentaram que Barth estava certo, mas nenhum foi capaz de provar suas afirmações conseguindo uma conversa entre homens e corvos.
(TWOIAF, A Era da Aurora)
Aparentemente, a capacidade se perdeu porque os Filhos falavam com os corvos na Língua Verdadeira, que os humanos atuais não sabem falar:
[…] aqueles que cantam a canção da terra era o nome que eles mesmos se davam, na Língua Verdadeira que nenhum humano podia falar. Mas os corvos podiam.
(ADWD, Bran III)
Segundo uma canção nortenha, os Filhos teriam ensinado sua língua a Brandon o Cosntrutor, que possivelmente foi quem ensinou a outros primeiros homens (e meistres):
Ele foi levado a um lugar secreto para se encontrar com eles, mas, no início, não entendeu seu idioma, descrito como algo parecido com a canção das pedras em um riacho, do vento através das folhas ou da chuva sobre a água. O modo como Brandon aprendeu a linguagem dos filhos é um relato à parte, e não vale a pena ser repetido aqui.
(TWOIAF, A Era da Aurora)

O ouro de Rochedo Casterly destruiria os valirianos

Outra especulação de Barth controvertida, mas que os leitores atribuem um significado metafórico a fim de tornar verdadeira:
A riqueza das terras ocidentais combinava, em tempos antigos, com a fome da Cidade Franca de Valíria por metais preciosos. Mesmo assim, parece não haver evidências de que os senhores de dragões chegaram a fazer contato com os senhores do Rochedo, Casterly ou Lannister. O Septão Barth especulou o assunto, referindo-se a um texto valiriano já perdido, sugerindo que os feiticeiros da Cidade Franca haviam previsto que o ouro de Rochedo Casterly os destruiria.
(TWOIAF, As Terras Ocidentais)
Os leitores geralmente alegam que esta profecia teria sido mal interpretada, pois na verdade se referia a derrocada da Casa Targaryen pelas mãos de Tywin e Jaime.

A Perdição do Homem viria de Westeros

Em O Mundo de Gelo e Fogo, meistre Yandel está explorando a suposição de que a fortaleza na base da Torralta era de origem valiriana, quando cita Barth sobre estes visitantes que ali apareceram em tempos longíquos:
A afirmação do Septão Barth, de que os valirianos vieram a Westeros por causa das profecias de seus sacerdotes de que a Perdição do Homem viria da terra além do mar estreito, pode ser deixada de lado com segurança, como muitas das estranhas crenças e suposições de Barth.
(TWOIAF, A Campina: Vilavelha)
Muitos leitores encaram estas profecias estudada por Barth como sendo uma referência aos Outros e à Longa Noite.

Algo mágico mata os animais em Asshai

Barth acredita que a razão por que todos os animais levados a Asshai morrem tem relação com magia e não a fenômenos naturais do rio Cinzas:
Não há cavalos em Asshai, nem elefantes, mulas, burros, zebralos, camelos ou cachorros. Tais animais, quando levados para lá por navios, logo morrem. A influência maligna do Cinzas e suas águas poluídas têm sido implicadas nisso, já que é bem compreendido em Sobre Miasmas, de Harmon, que animais são mais sensíveis à impureza que emana dessas águas, mesmo sem bebê-las. Os escritos do Septão Barth especulam de maneira mais descontrolada, referindo-se a mistérios superiores com poucas evidências.
(TWOIAF, Asshai da Sombra)
--------------------
Em quais destas especulações de Barth vocês acreditam?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.08.28 00:41 futebolstats Coluna – GDLK conta apenas uma parte da história dos games

Já é chavão comentar que a indústria de games movimenta mais dinheiro que o cinema e a música juntos. Ou defender que videogames são, sim, uma forma de arte. Mas você já parou para pensar que essa mídia tão nova, com pouco mais de 50 anos, tenha histórias fascinantes de bastidores? Nos últimos anos, vimos muitas delas se tornarem livros de sucesso, como Guerra dos Consoles, Sangue, suor e pixels_e _Masters of Doom.
Mas agora, parece que o mercado televisivo e de cinema também está interessado nessas histórias. Não, eu não estou falando de trabalhos de ficção baseados em games, que há alguns anos já lotam as salas de cinema – vide o sucesso recente de Sonic – O Filme. Eu me refiro a produções que discutam os altos e baixos no processo de criação de alguns dos games mais famosos de todos os tempos. E é exatamente essa a proposta por trás de High Score, série documental da Netflix, dividida em seis episódios, que estreou na semana passada. Por aqui, a série ganhou o estranho nome de GDLK, uma abreviação de godlike, ou "como um deus" na tradução literal em português, expressão usada para elogiar grandes jogadas (confesso que eu mesmo tive que pesquisar para entender o significado dessa sigla).
A série expõe os primórdios dos videogames, desde Spacewar!(1962), considerado o primeiro videogame, até Doom(1993). Cada episódio traz uma temática diferente, de forma que não é sequer necessário assistir aos episódios na ordem, ainda que seja recomendado para quem não tem familiaridade com o que aconteceu no universo dos games até o início dos anos 1990. Todo o conteúdo é apoiado por uma narração divertida e animações bem coloridas. Assistir à série assim torna-se uma experiência bem prazerosa, em que os minutos parecem passar tão rápido que percebermos.
Apesar disso, o documentário não se aprofunda em nenhuma questão, e deixa de lado vários momentos importantes da história dos games. Se por um lado esse estilo pode tornar a série acessível até mesmo a quem não gosta muito de videogames, por outro tende a complicar a compreensão do assunto para os não iniciados. E não me surpreenderia se muitos destes esquecessem em pouco tempo o conteúdo tratado ali.
O documentário traz entrevistas com figuras importantes como Toru Iwatani, criador de Pac-Man, e Nolan Bushnell, fundador da Atari, mas foca principalmente em nomes com menor repercussão na indústria. Apesar de suas grandes contribuições em alguns dos jogos mais importantes da história, esses criadores não estavam sozinhos. Não dá para falar de Sonic sem citar Yuji Naka, ou Final Fantasy sem Hironobu Sakaguchi e Nobuo Uematsu. A falta de entrevistas dessas figuras da indústria pode explicar as escolhas feitas por parte dos roteiristas da série. Ainda assim, acredito que um bom trabalho de pesquisa e edição poderia solucionar isso. Algo semelhante ao que foi feito no episódio com os bastidores da produção do game Star Fox, que cita a importância de Shigeru Miyamoto no processo de desenvolvimento do jogo, ainda que não conte com uma entrevista do famoso designer japonês.
Acredito que a série também perca o foco ao relembrar antigos vencedores de campeonatos de e-sport nos anos 90. Embora os primórdios do esporte eletrônico já rendessem um documentário bastante interessante, _High Score_opta por narrar apenas a experiência pessoal desses campeões que, na época, eram crianças ou adolescentes, sem entrar em detalhes sobre as competições em si ou sequer entrevistar outros interlocutores relevantes. Nem mesmo os pais, ou outros parentes próximos, foram ouvidos. São no máximo relatos curiosos, sem muita relevância no contexto geral dos games ou mesmo do e-sport.
A razão por trás dessa abordagem rasa talvez esteja no formato adotado pela Great Big Story, uma empresa de mídia subsidiária do canal de tevê CNN, responsável pela série. O grupo surgiu em 2015 produzindo mini-documentários, de menos de dez minutos, geralmente focados em apenas um entrevistado cada. Episódios muito bem produzidos e publicados em mídias sociais como Facebook e YouTube. Alguns dos games expostos em GDLK, inclusive, já foram tema de vídeos do grupo, como E.T. e Street Fighter II, embora a série da Netflix conte com material original, com abordagens diferentes para estes jogos. Cada episódio de GDLK tem, em média, 42 minutos, nos quais reúne três histórias conectadas de uma maneira um tanto forçada em alguns casos, o que dá a impressão que os roteiristas apenas amarraram entrevistas pré-produzidas independentemente.
Por enquanto, não há uma segunda temporada confirmada. Portanto, se você gostou da série, vale dar uma conferida no canal oficial do Great Big Story_no YouTube, em especial a série _8Bit Legacy, indicada ao Emmy em 2018. Destaque também para o vídeo sobre Charles Martinet, famoso dublador do personagem Mario e que, inclusive, narra a série da Netflix. Outros canais no YouTube também têm investido em conteúdo documental de alta qualidade, como o NoClip, Gaming Historian e o People Make Games. Nenhum dos conteúdos citados neste parágrafo, porém, conta com opções de legendas em português.
O post Coluna – GDLK conta apenas uma parte da história dos games apareceu primeiro em Futebol Stats.
from Futebol Stats https://bit.ly/2QwjjBM
via IFTTT
submitted by futebolstats to SiteFutebolStats [link] [comments]


2020.08.16 07:44 Samus_ Resumen de r/Uruguay - 2020-08-04

DENUNCIA FALSA - VIOLENCIA DOMÉSTICA Y DE GÉNERO 59 comentarios (1 nuevo)
Que drogas consumen los lectorea de uruguay? 101 comentarios (1 nuevo)
Calle Francisco Vidal - 1933 44 comentarios (2 nuevos)
Radío plantea flexibilizar registro y que la venta de marihuana no sea solo en farmacias 12 comentarios (1 nuevo)
Gobierno divulgó protocolo para cines y teatros: enterate cuáles serán las reglas para asistir 4 comentarios (1 nuevo)
the_talvi on suicide watch 36 comentarios (1 nuevo)
Manini Ríos propuso "reinstalar" la ley de caducidad 20 comentarios (1 nuevo)
Argentino que se quiere mudar al Uruguay porque acá se fue todo al carajo pide ayuda porque no entiende nada. 38 comentarios (1 nuevo)
Partido Nacional dispuesto a analizar propuesta de Manini de reinstalar ley de caducidad 58 comentarios (3 nuevos)
Che, que onda con la Pepsi cambiando la fórmula sin avisar nada? 30 comentarios (6 nuevos)
Ya hay asado argentino en supermercados y carnicerías 24 comentarios (8 nuevos)
Idea surgió hablando de política mientras jugábamos al Mikado 12 comentarios (1 nuevo)
NoFAP 39 comentarios (2 nuevos)
Esta muchacha Alaska conduce un programa en TNU 64 comentarios (3 nuevos)
Steam com Redpagos 6 comentarios (1 nuevo)
Hay necesidad de comprar avisos para una obra de la intendencia? 99 comentarios (2 nuevos)
Sorpresa en Uruguay: comerán asado argentino 23 comentarios (1 nuevo)
Laptop en Uruguay 21 comentarios (3 nuevos)
Si se genera una votación para prohibir el comunismo, sus símbolos, etc, votas por el si o por el no? 95 comentarios (5 nuevos)
Operación Océano: investigan si niño menor a 6 años fue abusado sexualmente 14 comentarios (1 nuevo)
Que tal anda "Anda"? 10 comentarios (2 nuevos)
Préstamo para vivienda 21 comentarios (3 nuevos)
Soy baterista y de Uruguay, me ayudarían mucho pasándose por mi canal de YouTube, este cover lo subí hace unos minutos. (Ni idea qué Flair poner LOL) 17 comentarios (6 nuevos)
Policías robaban armas y las entregaban a organizaciones de crimen organizado 17 comentarios (1 nuevo)
Por brote de Covid-19 Intendencia de Montevideo y Grupo Centro suspendieron peatonalización de 18 de Julio 7 comentarios (4 nuevos)
Esgrima en Montevideo 5 comentarios (1 nuevo)
Hice un bot que hace un scraping de la pagina del registro civil para poder pedir una cita 17 comentarios (4 nuevos)
Bueno, les dejo este memazo 32 comentarios (19 nuevos)
Novick era real, ES real. 10 comentarios (1 nuevo)
Que tan patriotas somos? 28 comentarios (12 nuevos)
Denuncias sobre violencia de género y acoso contra Alvaro Villar. Comunicado de un grupo feminista. 47 comentarios (21 nuevos)
Como estuvo ese finde?? 24 comentarios (12 nuevos)
Competencia 8 comentarios (1 nuevo)
Ta linda la piedra 8 comentarios (5 nuevos)
Population Density of the World 8 comentarios (2 nuevos)
Viajar a comprar una laptop 7 comentarios (4 nuevos)
Ola, gostaria de cambiar de pais e viver en uruguay. 7 comentarios (3 nuevos)
Sobre Antel y Dedicado, consulta 17 comentarios (14 nuevos)
Cómo se hace un "Giro" a una cuenta del Brou? 11 comentarios (1 nuevo)
Hice un video hablando sobre el futbol femenino 3 comentarios (2 nuevos)
rastrear celu movistar 5 comentarios (4 nuevos)
Para mí es el pico estelar 2 comentarios (2 nuevos)
Insultos uruguayos 19 comentarios (15 nuevos)
Alguien tiene el PDF de las 50 posibles explicaciones a la paradoja de Fermi? 2 comentarios (2 nuevos)
Lunes de los sueños. 13 comentarios (13 nuevos)
Arte de Uruguay 2 comentarios (2 nuevos)
Futuro de Antel en disputa: polémica por fibra óptica 93 comentarios (93 nuevos)
Futbol Uruguayo por Internet 5 comentarios (5 nuevos)
Javier Máximo Goñi, relator de barricada 0 comentarios
Esta misma interacción ya se dio anteriormente. Lo posteo contar con datos actualizados 7 comentarios (7 nuevos)
CheNetflix on Twitter: un documental de Natalia Oreiro en su gira de 2014 en Rusia a bordo del transiberiano llega el 6 de agosto 10 comentarios (10 nuevos)
¿tienen algún lugar para ir a estudiar o desestresarse de algún día de mierda? definitivamente este es el mejor lugar de Maldonado, la Aguada. 7 comentarios (7 nuevos)
Consulta "musical" compañeros. 10 comentarios (10 nuevos)
Sobre delivery y propinas 22 comentarios (22 nuevos)
Llora a lo Soyjak: Noooo! Talvi no dejó a la deriva! 3 comentarios (3 nuevos)
Sugerencias de lugares para desestresarse y disfrutar!!! 10 comentarios (10 nuevos)
Tarjeta Itaú internacional: Transacciones negadas. 24 comentarios (24 nuevos)
Si 29 comentarios (29 nuevos)
A alguien mas le paso esto al querer abrir la cuenta de itau u25? 9 comentarios (9 nuevos)
Uy recibirá medicamento contra Covid 25 comentarios (25 nuevos)
Antonio Ladra on Twitter: La casa en construcción en la playa La Serena, Rocha tiene como titular a Lorena Ponce de León 29 comentarios (29 nuevos)
An International Psychiatry Project About Covid and Dissociation 1 comentario (1 nuevo)
Cuál es el apartamento que está más alto en Montevideo?, Hay algún proyecto de edificio con apartamentos más alto para los próximos años? 6 comentarios (6 nuevos)
[Serio] Costo de mantener un auto en Uruguay? 29 comentarios (29 nuevos)
Partido Nacional vs Partido Colorado 17 comentarios (17 nuevos)
Fuentes renovables abastecen el 98% de la generación eléctrica en Uruguay 25 comentarios (25 nuevos)
Los políticos quieren danette 20 comentarios (20 nuevos)
Adeom protestó por creación de 1.000 puestos y reclamó el ingreso de 400 trabajadoras 2 comentarios (2 nuevos)
Me quedo con Mar A Lago? 6 comentarios (6 nuevos)
Precio de vacuna para gatos? 5 comentarios (5 nuevos)
¿Dónde pedir un buen chivito? 8 comentarios (8 nuevos)
Neon Genesis Pou 8 comentarios (8 nuevos)
Solidaria.. 9 comentarios (9 nuevos)
Hice un video de alguna de las veces que Uruguay aparece en películas de Hollywood. Por ahí a alguno le interesa jeje 11 comentarios (11 nuevos)
Del país del Arroyo seco y Punta gorda 3 comentarios (3 nuevos)
Perros en freezers, denuncias de zoofilia y torturas: requisa por maltrato animal 5 comentarios (5 nuevos)
No vengo a mangear encuesta, pero la duda existencia que tengo es: Cúal es el mejor alfajor??? 13 comentarios (13 nuevos)
Países por afiliación religiosa. 20 comentarios (20 nuevos)
Regular los Slots online en Uruguay. 0 comentarios
Minuto 8:50 “el peor presidente de Uruguay”. 12 comentarios (12 nuevos)
¿Ya se puede usar casinos online en uruguay? 5 comentarios (5 nuevos)
Lacalle Pou le bajó el pulgar a Manini por Ley de Caducidad: "Muchos sectores necesitan respuestas" 3 comentarios (3 nuevos)
Todos los dias desde las 20:30 voy estar enseñando aprendizaje automatico en youtube con python 12 comentarios (12 nuevos)
comprar por ebay 3 comentarios (3 nuevos)
Sectores del Frente Amplio 11 comentarios (11 nuevos)
Sobre propinas 11 comentarios (11 nuevos)
Contendiente a Maneco y Bonanza en Minas. Barba falsa y vuela. Tas loco. 4 comentarios (4 nuevos)
Batnini 0 comentarios
"Dios nos mandó a Manini Ríos y tenemos un nuevo general" para guiarnos. 4 comentarios (4 nuevos)
Luna Llena / @astropolo_ 11 comentarios (11 nuevos)
Me recomiendan algun corto uruguayo? 6 comentarios (6 nuevos)
A quien no le pasó? 2 comentarios (2 nuevos)
Otra vez Instagram no me decepciona. 9 comentarios (9 nuevos)
La casa en construcción en la playa La Serena, Rocha tiene como titular a Lorena Ponce de León. Cuando creas un Ministerio de Ambiente y en simultáneo tenes la habilitación para construir una casa en medio de las dunas, a pocos metros del océano. ESO SÍ ES AMBIENTE SUSTENTABLE! 4 comentarios (4 nuevos)
Pregunta más estupida del mundo 5 comentarios (5 nuevos)
este que aman u odian, edificio ciudadela, suchero bouret, 1958 - 1963 0 comentarios
lo aman o lo odian. edificio ciudadela, 1958 - 1963, sichero bouret, 3 comentarios (3 nuevos)
From Little Havana to the sub 9 comentarios (9 nuevos)
🌕🪐 0 comentarios
Buenas que es mejor la salud publica o las mutualistas? 0 comentarios
Soledad, amigos y adolescencia. 0 comentarios
¿Saben de algún lugar donde podría conseguir una conexión rápida de internet? 0 comentarios
2020-08-03 07:00 - 2020-08-04 07:00
submitted by Samus_ to ResumenDeUruguay [link] [comments]


2020.07.18 04:18 darkssister As coisas que faço por amor: Vida e morte

Voltando para analisar mais dois ensaios de A Guerra dos Tronos e a Filosofia, dessa vez já na Parte Dois chamada “As coisas que faço por amor”. Enquanto a parte um foi mais política essa julga mais a moral da personalidade e das escolhas das personagens. Escolhi analisar só dois textos dessa parte por achar que eles trazem mais reflexões interessantes.
5-O INVERNO ESTÁ CHEGANDO: A SOMBRIA BUSCA PELA FELICIDADE EM WESTEROS por Eric J. Silverman
Para Platão, a vida de justiça e virtude é uma vida feliz, logo o homem justo é feliz, e o injusto é desgraçado (p.77). Silverman pontua que em outras estórias épicas essa premissa é verdadeira, em ASOIAF não é bem assim. Nós vemos o justo e honrado Lorde Stark ser executado e traído:
(...) No que parece ser o repúdio da visão platônica, a virtude e a justiça não trazem felicidade para ele.
Mas talvez “viver feliz para sempre” não seja o tipo de felicidade ao qual Platão se referia ao alegar que o homem justo é feliz. (...) ele não pode estar dizendo que o homem virtuoso tem a garantia de uma vida bem sucedida em termos de felicidade material terrena. (p. 78)
Essa felicidade parece estar então ligada ao imaterial e não apenas ao prazer, podendo também estar ligada ao divino. Como exemplo Silverman traz a jornada de Bran que teve seu corpo quebrado.
Mas ele vive um tipo diferente de sucesso, desenvolvendo habilidades psíquicas como troca-pele, que pode ver tudo que as antigas árvores, chamadas represeiros, viram. Como promete o tutor de Bran, Brynden: “Você não voltará a andar...mas voará.” (p.80)
Será que podemos mesmo considerar isso enquanto um sucesso? E para além disso, Bran Stark é uma pessoa justa para merecer tal sucesso divino?
A Pessoa cruel é feliz?
Há pessoas injustas que enganam para parecerem virtuosas e assim adquirir benefícios (alô Maquiavel). Para Silverman essa é a principal estratégia de Cersei, mas ele deixa claro que essa não é uma estratégia confiável porque os atos cruéis dela exigem engodos constantes que podem ou não dar certo ou não o que a leva a cometer mais e mais maquinação. Entre essas maquinações de Cersei o autor cita a morte de Jon Arrys que nós sabemos bem que não está na cota de crimes da rainha. O autor deveria saber já que ele faz uma análise da personalidade paranoica de Cersei da qual temos contato em AFFC. Para ilustrar ele até utiliza de uma fala de Tyrion presente em ADWD na qual ele analisa a irmã.
Cersei é tão gentil como o Rei Maegor, tão altruísta como Aegon, o Indigno, tão sensata como Aerys, o Louco. Nunca esquece uma afronta, real ou imaginária. Confunde cautela com covardia e divergência com desafio. E é gananciosa. Tem ânsia de poder, de honra, de amor.
(ADWD, Tyrion VI)
Cersei nunca está feliz pois nunca está satisfeita. Para Platão, o problema mais grave do tirano cruel é a psique dominada pelo que há de pior nele e para Silverman, Cersei é a epítome daquilo que Platão alerta para ter cuidado: uma alma cruel, dissonante e instável.
“A vida não é uma canção, querida. Poderá aprender isso um dia, para sua mágoa”
Temos que concordar que só a justiça não é suficiente para alcançar a felicidade, mesmo que imaterial. Aristóteles em sua Ética a Nicômaco também concorda conosco. Conhecemos o interior de Eddard Stark e sabemos o quanto de sofrimento ele carregava.
(...) alguém pode ter virtude e ao mesmo tempo estar “sujeito aos maiores sofrimentos e infortúnios, e, afora quem queira sustentar a tese a qualquer preço, ninguém jamais considerará feliz um homem que vive nessas condições”. (p.84)
Nesse momento o autor erra ao dizer que Catelyn não queria que Eddard fosse para Porto Real, ele deve ter se confundido com a série. sabemos que na verdade ela tem medo que Robert suspeite que Ned se opõe a ele, completamente influenciada pelo mau pressagio da imagem da loba morta com o chifre de veado preso na garganta.
Em conclusão, Silverman acredita que jogar o jogo dos tronos é tolice caso esteja à procura de felicidade, pois se “ganha-se ou morre” o risco é alto demais e os ganhos não são assim tão positivos.
juro-lhe, nunca me senti tão vivo como quando estava ganhando este trono, nem tão morto como agora que o possuo.
(AGOT, Eddard II)
8-SERIA UM ATO DE MISERICORDIA: ESCOLHA ENTRE A VIDA E AMORTE PARA LÁ DO MAR ESTREITO por Matthew Tedesco
O autor faz um comparativo entre o estado de vida e morte de Bran e Drogo. Ele informa que enquanto Bran está sendo cuidado por um meistre da Cidadela, Daenerys recorreu a magia de Mirri Mas Durr. Porém Tedesco não cita que, antes da magia Mirri trata Drogo de uma forma muito parecida com a que um meistre da Cidadela faria (AGOT, Daenerys VII).
Ele faz uma digressão sobre as escolhas medicas da eutanásia a partir da frase “seria um ato de misericórdia” dita por Jaime a Tyrion em relação a Bran. Por mais cruel que seja essa frase (além de é claro o interesse de Jaime ser na possibilidade do segredo ser descoberto) ela faz um certo sentido quando se vai discutir sobre eutanásia ativa ou passiva “matar ou deixar morrer”.
De acordo com Brock, matar é causar a morte de modo intencional, não importando como ela ocorra. Como a eutanásia passiva é intencional e resulta em morte, trata-se de um ato de matar, tanto quanto a eutanásia ativa. (P.117)
Depois desse soco, Tedesco vai discutir algo ainda mais polêmico: a eutanásia em crianças, já que Bran Stark tem apenas 7 anos. Eu não vou discutir muito aqui sobre essa digressão que o autor faz (que diga-se de passagem é muito bem feita e detalhada trazendo até casos reais da medicina) pois não é algo que estou apta a falar.
Voltando ao assunto da misericórdia, o autor diz que o leitor fica obviamente horrorizado com a sugestão de Jaime Lannister, mas não é a mesma reação que temos quando Daenerys decide por matar Drogo. Ele atribui isso à vida que o leitor espera que Bran tenha depois de sua recuperação, já Drogo estará para sempre em estado vegetativo. Para entender melhor isso ele vai tratar sobre a diferença entre ser humano e ser pessoa.
Michael Tooley, por exemplo, alega que ter consciência e uma concepção de si como indivíduo contínuo de experiências são os critérios fundamentais para definir uma pessoa. (...) Mary Anne Warren cita uma lista de cinco critérios (consciência, raciocínio, atividade automotivada, capacidade de se comunicar e presença de autoconceitos) e argumenta que um número não especificado deles corresponde a uma pessoa. (p. 123)
Portanto o assassinato de Bran seria condenável por ele ser uma pessoa, mas o assassinato de Drogo não seria nem mesmo um assassinato. Seria? “as respostas raramente são fáceis” (p.124).
submitted by darkssister to Valiria [link] [comments]


2020.06.24 13:14 Subversivo-Maldito Javier Marías, los ministros inexistentes y el pedestal

Leo con asiduidad los artículos de Javier Marías en El País Semanal más con la curiosidad por los asuntos que aborda que con la de la búsqueda de contenidos estrictamente literarios. A través de esos textos, muchas veces polémicos, Marías se ha construido un perfil de enfant terrible del mundo cultural (y político) basado en ciertos desdenes que unas veces se asientan en la crítica genérica al Estado, y a los políticos, y otras en la descalificación de ciertos movimientos sociales que cuestionan algunas tradiciones hispanas: pienso en el feminismo, en el ecologismo, en la versión española del movimiento Me Too, en la llamada “cultura oficial”. Marías suele situarse en el pedestal, es el ciudadano inmaculado que observa el mundo tras haber sido vacunado contra cualquier debilidad y se apresura a sentar cátedra. Unas veces en positivo. Otras, con la descalificación poco documentada y basada en lugares comunes.
El pasado 7 de junio dedicó su columna a los “ministros inexistentes” de cultura con el foco puesto en el actual Rodríguez Uribes aludiendo a tres aspectos de la vida cultural de los últimos meses, con dos de los cuales, por diversas razones, he tenido algún grado de relación. El primero fue el rechazo del dominio público de las obras literarias, calificándolo como “confiscación a los 70 años de la muerte de sus creadores”. El segundo, una descalificación global del ministro a propósito, de un lado, de las decisiones adoptadas en relación con el supuesto comportamiento del tenor Plácido Domingo con distintas mujeres, y de otro, de las “ayudas ridículas” al sector del libro para hacer frente a la pandemia junto a la alusión al supuesto desprecio hacia la cultura del propio ministro. Me llamó la atención, a este respecto, la saña, equiparable a la que a veces se suele leer en artículos de insignes tertulianos, casi siempre ajenos al mundo literario, con que se expresó en el artículo. Hay en él una afirmación que destaca por su tono poco amable, casi insultante: “Estas semanas” –escribía Marías– “debería haberse celebrado la Feria del Libro del Retiro. Es de suponer que Uribes y los demás estarán encantados de que se haya suspendido: se han zafado del tremendo engorro de aparecer por allí algún día para fingir que les interesa la literatura”. Es obvio que Marías no ha tenido interés alguno en conocer la biografía del ministro, que opina desde la convención y el lugar común y que establece un juicio de intenciones inaceptable. Él sabrá. Pero más allá de la cita, vayamos a algunas de las ideas que transmite en el artículo.
Solemos elogiar la llamada excepción cultural de algunos países europeos, especialmente de Francia, pero nos resistimos a buscar fórmulas de excepción en el tratamiento de las “herencias literarias”
La primera atañe a su condena del dominio público, al que llama confiscación. De todos es sabido que esa figura supone una “entrega a la sociedad” de creaciones artísticas (literarias para el caso que nos ocupa) producto del trabajo de autores con nombre y apellidos. Ese debate, que en España asomó a los medios hace un par de años con motivo de las sanciones a escritores que habían compatibilizado pensión y derechos de autor entre 2011 y 2014, es una asignatura pendiente de la cultura europea y un debate sin concluir. Ante la “enmienda a la totalidad” de Marías, ¿qué procedería hacer? ¿Suprimir el dominio público y aplicar a un bien cultural como la obra literaria la legislación que regula las herencias de inmuebles y otros bienes materiales y sólo reconocer en los herederos, no siempre interesados en la literatura y en el valor de la cultura, la posibilidad de explotar y difundir las obras o de relegarlas al olvido? No creo que sea lo más razonable. A mi juicio, es necesario buscar una solución distinta a la que se aplica de manera general a las herencias. Se trataría de no poner obstáculos a la publicación de obras en dominio público con la condición de beneficiar, mediante un mínimo gravamen por ejemplar vendido de cada obra, al colectivo de autores creando un fondo que atienda las necesidades de escritores y traductores, especialmente después de la jubilación, en una sociedad que tiende a olvidarlos y arrinconarlos (conozco casos especialmente dramáticos) teniendo en cuenta que son muy pocos los que logran un patrimonio solvente para afrontar esa etapa de la vida. Es, ciertamente, un asunto polémico y discutible, jurídicamente complejo, pero probablemente sea una solución razonable, a medio camino entre el dominio público puro y duro y la restitución de los derechos de los autores fallecidos a sus herederos sin plazo alguno de prescripción. Solemos elogiar la llamada excepción cultural de algunos países europeos, especialmente de Francia, pero nos resistimos a buscar fórmulas de excepción en el tratamiento de las “herencias literarias”. La literatura es un bien inmaterial que enriquece la convivencia, ahonda en los valores democráticos y conforma el patrimonio cultural de un país y de una lengua. Y es una excepción en relación con el resto de los bienes que debe ser tratada como tal.
Es poco habitual que un autor defienda al ministro de cultura. Casi va con el título o la profesión ponerlo a parir. Sin embargo, creo que los debates hay que abordarlos con un mínimo de rigor
En lo que se refiere al caso Plácido Domingo no creo que quepa demasiado debate. Se trata de un ámbito en el que sobran los paños calientes y los eufemismos. La decisión ministerial no podía ser otra salvo que hubiera optado por un catálogo de excusas y atenuantes que no habrían sino rodeado de sombras la posible opción por el mantenimiento de sus contratos: la imagen del Auditorio de Salzsburgo ovacionando al tenor dando por buenas sus alusiones al contexto social y cultural en que se produjeron los acosos no fue de lo más edificante. La decisión del ministro fue solo cuestionada desde foros tradicionalmente recelosos de cualquier legislación que avance en la igualdad y apunte caminos que rompan el techo de cristal. Las disculpas del propio afectado, reconociendo lo inadecuado de su comportamiento, aportan algo más que pistas.
Y queda el asunto de las “ayudas ridículas” del ministerio al sector cultural. Vaya por delante que comparto buena parte de las críticas del sector por lo limitado de estas. Sin embargo, no creo que sean ridículas. Menos aún si tenemos en cuenta nuestro Producto Interior Bruto. Hubo, es cierto, confusión en los primeros momentos, tras la declaración del estado de alarma, por el uso por parte del ministro de una cita de Orson Welles que algunos medios reprodujeron incompleta. “Primero va la vida y luego, el cine”, destacaron algunos medios. Pero olvidaron la segunda parte de la cita: “pero la vida, sin cine y sin cultura, tiene poco sentido y es poco humana”. No era difícil de entender su sentido teniendo en cuenta que aquellos días en España se estaba produciendo la muerte diaria de un promedio de 500 personas por la Covid 19, pero una parte de la industria cultural se centró en la primera frase obviando la segunda. En paralelo (algo que fue escasamente publicitado) se estaba desarrollando un proceso de diálogo, de recogida de propuestas de las entidades profesionales que se tradujo en un paquete de medidas articulado de manera escalonada en las semanas posteriores. Participé, junto a otros representantes de asociaciones del sector del libro, en tres vídeo-reuniones con el equipo del ministro. También tuve la oportunidad de intercambiar impresiones con no pocos autores (y de polemizar en las redes sociales) y conocer las ayudas que se han dado en otros países europeos. Teniendo en cuenta el principio de que para la cultura cualquier ayuda siempre será insuficientes dada la situación de partida, creo que el paquete aprobado en España (66 millones de euros para todo el sector cultural, de ellos algo más de 6 millones para el libro) es comparable al de otros países europeos, incluso superior al de países como Francia (22 millones para toda la industria cultural, 5 para el libro) o Alemania, tal y como se refleja en el informe-encuesta publicado por el Consejo Europeo de Escritores (EWC) el pasado 6 de junio. Sólo desde el desconocimiento se puede hablar de “ayudas ridículas”. Y hago esa afirmación sin tener en cuenta los más de 6.000 creadores literarios (datos de finales de abril) y traductores, cotizantes a la seguridad social como autónomos, que han visto cubierta una buena parte de su pérdida de ingresos a través de las ayudas aprobadas en el programa general de actuación del gobierno ni la puesta en marcha de la prestación por desempleo específica para los artistas. Sin contar tampoco con los casi 800 millones de euros en créditos blandos para todo el sector cultural. Reitero que todo ello es insuficiente, que la cultura precisa mucho más tras la devastación de la pandemia, pero son datos que ponen de relieve un esfuerzo sin precedentes que no podemos pasar por alto.
El paquete de medidas aprobado en España es comparable al de otros países europeos, incluso superior al de países como Francia o Alemania
Es poco habitual que los escritores entremos en debates sobre nuestro oficio y sobre la situación del sector cultural, algo nada saludable, por cierto (por aquello de que si no lo haces tú lo harán otros por ti), y es también excepción que se cuente con la opinión de los escritores en los foros que abordan la situación y la perspectiva de la industria del libro. Es también poco habitual que un autor defienda al ministro de cultura. Casi va con el título o la profesión ponerlo a parir. Sin embargo, creo que los debates hay que abordarlos con un mínimo de rigor (criticamos los populismos pero no ponemos nuestros textos frente a su espejo) para no generar ficción en vez de análisis, para no caer en el lugar común y en la demagogia y para evitar la tentación del pedestal. En mi modesta opinión, sólo la relación permanente entre las organizaciones profesionales del sector y las administraciones públicas, comenzando por el ministerio, promoviendo un pacto por la cultura que implique, además, a las comunidades autónomas y ayuntamientos, puede ayudar a ello. No hay otra: sobre todo si valoramos el tormentoso tiempo que se avecina en la economía y que tenemos por delante el desarrollo y la concreción de una conquista histórica para el mundo de la cultura: el Estatuto del Artista. Una norma que no ha caído del cielo, por cierto.
https://www.nuevatribuna.es/articulo/cultura---ocio/javier-marias-ministros-inexistentes-pedestal/20200624023540176437.html?fbclid=IwAR1Nz4MSFMIiz3MWhfdk6gGQoBFQjpbktmYlp1Ifx-IU1ASkAdOiwVT5H50
submitted by Subversivo-Maldito to podemos [link] [comments]


2020.06.04 03:32 Beginning_Beginning Drug trafficking as a convenient excuse for intervention in Venezuela

I just saw an article here at the sub on the US offering 5MM USD for the Arrest of Venezuela’s Crypto Chief. A quote from that article:
Geoffrey Berman, district attorney, of New York, accused him last month of being part of a corrupt group of high-ranking Venezuelan officials – including President Nicolas Maduro – running a “narco-terrorism partnership” intent on flooding “the United States with cocaine in order to undermine the health and wellbeing of our nation.”
So, the theory is that Maduro wants to flood the US with cocaine and that the entire Venezuelan government is a huge drug-trafficking enterprise that supports this purpose. I think some people honestly believe that this is true. Perhaps others believe that there might or not be truth to the idea of the Venezuelan narco-state but still support the premise because it serves as a way to achieve foreign military intervention in the country. I won't even attempt to argue that the Venezuelan government does not engage in drug trafficking but only to present some sources that question a) the idea of Venezuela flooding the US with drugs; b) that neighboring countries like Colombia are trully concerned with drugs trafficking in general; and c) that the US government is truly concerned with drugs undermining the health and wellbeing of the nation.
Venezuela isn't flooding the US with drugs
Just today, Colombian political magazine Semana published a report titled "La principal ruta de la droga sigue siendo el Pacífico y no Venezuela" - "The main drug (trafficking) route continues to be the Pacific and not Venezuela"
https://www.semana.com/nacion/articulo/narcotrafico-en-colombia-las-rutas-de-salida-de-la-droga/661805
El informe da cuatro datos reveladores. El primero es que para el año 2017, según los datos de instituciones de los Estados Unidos, el 85 % del tráfico de drogas fue marítimo, por lo cual se deduce que el 15 % fue aéreo. Pero del total del tráfico marítimo, el 70 % pasó por el Pacífico, lo que significa que el 30 % restante pasó por el mar Caribe.
Lo anterior indica que Venezuela no es la principal ruta de salida de la droga que se produce en Colombia. Además, en el informe se cita un reporte de la organización Wola, que dice que los datos de la Base de Datos Antidrogas Consolidada Interagencial (CCDB, por su sigla en inglés) de los EE. UU. muestran que los flujos de cocaína a través de Venezuela han disminuido desde su pico en 2017. Según los datos de CCDB, la cantidad de cocaína que fluye a través de Venezuela cayó un 13 por ciento de 2017 a 2018, y parecía continuar disminuyendo ligeramente hasta mediados de 2019.
So, not only is Colombia the main producer of cocaine and the US the main consumer, but Colombia also the main exporter by far. And not just that, Venezuela has actually been reducing cocaine traffic through it's territory for years.
If this wasn't enough, Colombia under Duque's presidency broke the dishonourable record of most coca plants cultivated area in its history: 212 thousand hectares in 2019.
Un tercer dato que trae el informe es que, según el Departamento de Estado de los Estados Unidos, en 2019 Colombia llegó a la cifra más alta de cultivos de hoja de coca en su historia, con 212 mil hectáreas. En 2018 fueron 208 mil. Es decir, se produjo un leve aumento. De fondo, lo que existe es que aquella idea de que el aumento de los cultivos era producto de una mano blanda y que cuando el gobierno de Iván Duque llegara todo iba a cambiar, pero no fue así.
Neighboring governments aren't trully concerned with drugs traffick in general
Today, it was reported in Colombia that a woman named Maria Claudia Daza and known by the nickname "Cayita" held a first interrogation with prosecutors because she was recorded - as part of an investigation by Colombian intelligence services - talking to a famous drug trafficker known as Ñeñe Hernandez and proposing him to "pasar plata debajo de la mesa" - that is, to provide non-traceable funds to buy votes for then presidential candidate Ivan Duque in the northern coastal states.
https://www.elespectador.com/noticias/judicial/maria-claudia-daza-guardo-silencio-durante-interrogatorio-por-nenepolitica-articulo-922447
Yesterday, General Raúl Antonio Rodríguez Arévalo droped out of the Colombian Army where he was acting as Chief of the Army Operations Staff because of his links to drug trafficker Ñeñe Hernandez.
https://www.semana.com/semana-tv/semana-noticias/articulo/alto-mando-del-ejercito-vinculado-con-el-nene-hernandez-pide-su-retiro/67559
In mid march an ambulance airplane that left Olaya Herrera airport (the urban airport in Medellin) crashed in Honduras full of drugs.
https://www.eltiempo.com/unidad-investigativa/cae-en-honduras-avioneta-ambulancia-con-coca-colombiana-474616
A couple of months ago the police found and incinerated a drug lab at a farm belonging the Colombia's ambassador in Uruguay - Fernando Sanclemente Alzate - capable of processing one ton of coke a month. The ambassador resigned to his post and returned to Colombia where he denied any wrongdoing.
https://www.elheraldo.co/colombia/hallan-laboratorio-de-coca-en-finca-familiar-de-embajador-de-colombia-en-uruguay-701565
I find it curious that his name came up last weekend on an investigative report by Daniel Coronel titled "El vuelo fatal" ("The fatal flight") - https://losdanieles.com/daniel-coronell/el-vuelo-fatal/
Last week Coronell reminded Colombians that a young Alvaro Uribe sold an apartment back in the seventies to a guy named Israel Londoño Mejía - a drug trafficker who was the brother in law of Jorge Luis, Juan David and Fabio Ochoa Vásquez. The Ochoa brothers were, along with Pablo Escobar, the capos of the Medellin drug cartel. Uribe of course denied that they had a relationship beyond having met some time in college. But Coronell showed documents proving that less than a year later, Uribe - acting as chief of Aeronáutica Civil - authorized the import of a civilian helicopter for Israel Londoño. In September of 1983, the Minister of Justice of that time suspended the operation of 57 aircraft, including the aforementioned helicopter, because they actually belonged to drug cartels through a number of figureheads.
Years later somehow the helicopter ended up in the hands of an amnestied drug dealer named Luis Guillermo ‘Guillo’ Ángel who was close to the Ochoas back then, This helicopter had a fatal crash in 2006 in which a local politician by the name Pedro Juan Moreno Villa, who had a Secretary post for Uribe when he was governor but who had distanced himself from him during his presidency, died. Supposedly Moreno had information on Uribe's provided air logistics for a paramilitary incursion called the "Masacre del Aro". Several years later, the investigators of the case published a judiciary report stating that the most probable cause of the accident was criminal sabotage, however Uribe's Aeronautica Civil emited a preliminary report which shows a number of inconsistencies, detailed in Coronell's piece. This report was signed by its then chief Fernando Sanclemente Alzate, the same guy who's farm was found to host a coke lab just a couple of months ago.
You can read about Moreno's death from Corporación Nuevo Arco Iris - https://www.arcoiris.com.co/2016/04/quien-mato-a-pedro-juan-moreno/
I just mentioned some examples from the past days, but Colombia is rife with these "fortuitous" ocurrences and with almost daily instances of drug scandals that involve every instance of society. Colombia is the narco state par excellence. I'm sure there's plenty of people that has big interests in drug traffick flourishing, and probably through Venezuela too and not just the Pacific.
The US government isn't truly concerned either with drugs undermining the health and wellbeing of the nation
A couple of weeks ago I read a news article titled "Some Pa. Republicans are open to legalizing marijuana after coronavirus blew a hole in the budget: ‘It’s inevitable’"
https://www.inquirer.com/business/weed/pennsylvania-marijuana-legalization-recreational-use-gop-20200521.html
All it took was an economic crisis for these people to go from "devil's lettuce is destroying America" to "let's make money from recreational marijuana". With that sort of willpower and commitment to the health and wellbeing of their nation. If we are being honest, it seems that US's focus on drugs is focused primarily on the economics of it. Again. if it was a matter of flooding the US with a drug that undermines the health and wellbeing of that nation, the Slackers would have all gone to jail a long time ago.
"The family behind OxyContin pocketed $10.7 billion from Purdue Pharma. Meet the Sacklers, who built their $13 billion fortune off the controversial opioid" - https://www.businessinsider.com/who-are-the-sacklers-wealth-philanthropy-oxycontin-photos-2019-1
And obviously, the focus of the cocaine crackdown wouldn't be the Venezuela but some of its neighbors, including but not limited to Colombia.
An afterword
I suspect that some of the people that read this post will be tempted to ignore all of my sources and comment on my defending of a criminal regime, etc. I wanted to add that I really don't have a problem with drugs themselves. As a matter of fact, I believe that countries should implement models of decriminalization and regularization of the production and distribution of drugs, which approach consumption as a matter of education and public health (and the dismantling of the structures of organized crime that are fueled by the punitive prohibition approach).
The war on drugs is a plague that must be dismantled. It is equally damaging be it that the president of Venezuela is Maduro or someone like Guaidó. If people do not agree with this view, at the very least I expect them to recognize some facts that run counter to the US-led information agenda.
submitted by Beginning_Beginning to venezuela [link] [comments]


2020.05.23 11:34 coup85 [Magnet] España ya era el país más polarizado de Europa. El coronavirus sólo está agrandando la brecha.

[Magnet] España ya era el país más polarizado de Europa. El coronavirus sólo está agrandando la brecha.


https://preview.redd.it/xye1v773ih051.png?width=1342&format=png&auto=webp&s=5b4ad0003809525a326bee4e658cfe6b605d2980
Magnet - España ya era el país más polarizado de Europa. El coronavirus sólo está agrandando la brecha
¿Te irías de cañas con un afiliado de Vox? ¿O con un simpatizante de Podemos? Son preguntas en apariencia triviales bajo las que subyace uno de los principales problemas políticos de España: la polarización política. La crisis del coronavirus tan sólo ha exacerbado diferencias ideológicas y afectivas que, durante los últimos años, habían aumentado notablemente. Hasta el punto de colocarse a la cabeza de Europa.

Más rotos. Lo ilustra un trabajo elaborado por un grupo de investigadores especializados en la materia. A partir de 76 encuestas realizadas en 20 países entre 1996 y 2015, la investigación discierne en qué lugares la polarización, definida como la antipatía de un votante cualquiera hacia el resto de partidos del espectro político, es un problema mayor. España es con diferencia el primero de la lista, seguido de Grecia y Francia.

¿Por qué? El estudio atribuye a las condiciones económicas, y muy especialmente a los elevados niveles de desempleo, un rol crucial. Otras investigaciones (PDF) han vinculado la desigualdad con una mayor fractura política, afectiva e ideológica interna. La búsqueda de líderes fuertes, como Orbán en Hungría o Trump en Estados Unidos, estaría vinculada con el estrés producido por la desigualdad.
Sus votantes interpretarían que el orden establecido, el curso normal del país, se ha roto, decae. Y para arreglarlo votarían a políticos autoritarios.
Hay más. En España, el deterioro percibido de la economía se dirigiría contra la clase política. En el último CIS los españoles consideran a sus dirigentes como el segundo problema del país. La ruptura de la base electoral de PP y PSOE, los dos partidos históricamente hegemónicos, habría dado pie a una mayor polarización, sintetizada en alternativas políticas más extremas tanto a izquierda (Podemos) como a derecha (Vox).
Evolución. En el camino, nos habríamos radicalizado. A finales de 2019 el 15% de los españoles se ubicaba en posiciones extremas dentro de la escala ideológica, un porcentaje que duplicaba al de principios de la pasada década. La polarización encajona posturas, penaliza los acuerdos (percibidos como "traiciones", como la prórroga del Estado de Alarma votada por Cs) y bloquea el proceso legislativo. ¿Suena familiar?
Lo ilustra este gráfico de El Mundo.
📷A Flourish scatter chart
Bloques. Es algo que hemos experimentado durante el último ciclo electoral. Más partidos que nunca llegaron al Congreso. Pero también las líneas de "bloque" (izquierda vs. derecha) quedaron más definidas que nunca, sin espacios de entendimiento en el centro. Nos abocaríamos al tribalismo: arrullados en torno a identidades definidas y muy fuertes, las diferencias ideológicas saltarían a la esfera personal. No se trata simplemente de opiniones que difieren. Como explican aquí:
Nos agrupamos en torno a grupos que compiten entre sí en un juego de suma cero, donde la negociación y el compromiso se perciben como una traición, ya sean estos grupos políticos, raciales, económicos, religiosos, de género o generacionales.
Predicción. No es un fenómeno exclusivo de España. La polarización ha aumentado en todos los países, tan dispares como la India, Polonia o Francia. Estados Unidos sería el mejor ejemplo: es posible predecir con un alto grado de acierto las posiciones políticas de una persona en función de su renta, lugar de residencia, raza, género y edad. No se trata de adoptar tal o cual política, sino de nuestra propia identidad, nuestro yo.
El otro. En tales circunstancias, las diferencias ideológicas tornan en amenaza existencial. Así, una mayoría de votantes demócratas estadounidenses rechazaría expresamente tener una cita con un votante de Trump; y crisis como las del coronavirus se interpretarían de forma radicalmente distinta no en base a las propuestas, las medidas y las ideas, sino en torno a las líneas partidistas. Los míos vs. los suyos.
En ese sentido, los últimos tres meses en España no auguran grandes cambios a corto plazo.
https://magnet.xataka.com/en-diez-minutos/espana-era-pais-polarizado-europa-coronavirus-solo-esta-agrandando-brech
submitted by coup85 to SpainPolitics [link] [comments]


2020.05.09 05:47 Packandreita LEEAN ESTO🔥🔥🔥

Les cuento que estaba relax en el mueble de mi casa el martes pasado, cuando a eso de las 8 de la noche me llega un mensaje por el buzon del OnlyFans... Era nuestra chiquilla preguntandome si estaba interesado o no en lo que habiamos conversado sobre los packs explicitos. Basicamente le comente que si estaba interesado en que hicieramos negocios pero a otro nivel, y que mas que ver sus fotos me gustaria invitarla a cenar para conocerla, en un restaurant-lounge muy famosillo entre las empresarias VIP de estas tierras, solamente como amigos (que si queria podia llevar compañia), pero que de todas maneras le iba a pagar lo que me costaba el pack, para que supiese que hablaba en serio. Note como ella se tardo un poco mas de habitual en responder luego que le dije eso, pero al cabo de unos minutos me dijo que le parecia super, y que podiamos vernos el jueves en la tarde-noche. Les confieso que no esperaba esa respuesta, sino el tipico "jajaja puede ser" que ya me habia soltado en ocasiones previas... Pero bueno, uno a veces en la vida esta mas lechuo que otras, asi que cuadramos bien la cita... Llegada la ocasion, me encontraba yo mas nervioso que la verga y sentia que todo habia transcurrido mas rapido de lo previsto, como quinceañero a punto de tener su primera cita a ciegas. Para mi mayor sorpresa, desde lejos reconozco de una el monumento de mujer entrando por el pasillo hacia la mesa que habia elegido meticulosamente en un rinconcito apartado del restaurant, pero venia sola! La saludo con un besito en la mejilla tratando de que no se me notara que me temblaban las piernas y procedo a ayudarla con la silla para que tomara asiento. Le pregunte que deseaba tomar, pero yo previamente ya me habia llevado mi botella de Buchanans 18 Años y, como parte de mi elaborado plan, la habia dejado perfectamente visible para que ella supiera, como no, que era un pantallero con billete, capaz de bajarse sabroso de la mula (obviamente no lo soy, asi que lo que hice fue llevarme la botella desde mi casa y pagar alla solamente el descorche). Pedimos su bebida, comenzamos a conversar y no perdi oportunidad para sutilmente hacerle llegar informacion sobre mis numerosas inversiones y lo estresado que me tiene la situacion del pais, ya que las ganancias este año no habian estado a la altura de los años anteriores. "Fijate tu lo vacio que esta el restaurant, cuando antes, este mismo dia y a estas horas, no cabia un alma mas, y la gente ya estaba haciendo fila afuera para poder entrar"... "No se consiguen los repuestos para la camioneta, todo hay que estarlo pidiendo en el extranjero y trayendoselo por empresas de envios"... "Antes viajaba todos los fines de semana a Los Roques, a Aruba, a Punta Cana, y en el aeropuerto uno se encontraba un poco de conocidos. Ahora lo que da es tristeza"... Fueron algunas de las perlitas que le fui soltando a lo largo de la conversacion. Tambien aprovechaba de preguntarle esporadicamente sobre sus cosas, pero obviamente no le estaba prestando demasiada atencion a sus respuestas, ya que estaba concentrado en no dejar la vista fija por mas de 5 segundos en las inmensas tetas que se asomaban a traves de una blusita transparente (debajo de la cual tenia un sosten negro que lucia algo costoso, por supuesto). Total que, para no hacerles el cuento mas largo de lo debido, al acercarse el momento de retirarnos le sugiero que no es necesario que gaste dinero en taxi para irse, que yo podia acercarla hasta donde se dirigiera luego de alli, y que la situacion estaba sumamente insegura en la ciudad a esas horas. Conmigo se iria mas segura que boveda de banco central, ya que andaba en camioneta blindada. Pues señores, dejenme decirles que esta debe ser la semana mas afortunada de mi vida, porque la demonia acepto sin chistar! Pido la cuenta, y nuevamente como parte de mi plan, le pregunto al mesonero si es posible pagar con dolares en efectivo, y que si la propina tambien la podia dejar asi. Por supuesto que la respuesta ustedes ya se la imaginaran, asi que procedo a sacar de una bonita cartera negra LV de cuero que utilizo para ocasiones especiales, par de billetes con la efigie de un tal Benjamin Franklin, diciendo al mismo tiempo "dejalo asi" y entregandole en las manos al mesonero otro billete doblado y no visible junto a la expresion "esto es para ti". Me despido de todo el que se atraviesa en nuestro camino hacia la salida como si los conociera de toda la vida y cuando llego al tipo de valet parking, le entrego el ticket de estacionamiento junto a otro billetito verde doblado y la misma frase pretenciosa. Por un instante me quedo congelado apreciando como ese par de monumentales nalgas, metidas en un pantaloncito de cuero a punto de explotar, se dirigen hacia el puesto de copiloto de mi flamante y fiel camioneta, previa ayuda (desinteresada?) de los zamuros del valet parking, quienes deben haber pensado que acababan de traerle el carro a un narco pesado, no tanto por el vehiculo, sino por la diosa que se estaba montando en el... Procedo a montarme yo tambien, le pido destino a Andreita y nos enfilamos hacia la direccion indicada. En el camino retomo el tema de las fotos sin censura que me ofrecio y le pregunto que por que no aprovecha semejante belleza para apuntar mas alto en el negocio, que con esa figura que posee, podria facilmente hacer mucho mas dinero que el que esta consiguiendo actualmente, y que conozco varios hombres de negocios, amigos mios, que estarian dispuestos a pagarle lo que pida con tal de poderla apreciar como Dios la trajo al mundo... "Jejeje, mi amor, es que yo eso ya lo hago desde hace tiempo" me responde al tiempo que trato de no chocar y de recoger la mandibula que se me acaba de caer al suelo de la camioneta, y antes de que yo pudiera siquiera balbucear cualquier comentario adicional, me lanza la estocada final diciendo "cualquiera que me quiera conocer de manera mas intima lo puede hacer, yo cobro mil dolares la hora"... Como se imaginaran, no terminamos en la direccion dada originalmente sino en un establecimiento de descanso familiar denominado "California Suites". Entramos a la suite alquilada por mi (por toda la noche, aunque ella se iba a ir al cabo de una hora), me dice que le de unos minutos y se encierra en el baño. Yo por mi parte me despojo de mi vestimenta en menos de 5 segundos y voy llenando el jacuzzi de la habitacion con agüita agradablemente caliente, aun sin poder creer por completo que eso me estuviese pasando a MI... La imagen de ese caramelo saliendo en ropa interior del baño y preguntandome si queria que se metiera conmigo en el jacuzzi, es algo que JAMAS se va a borrar de mi memoria... Muchachos, yo estaba literalmente en shock cuando se metio en el jacuzzi, se sento a mi lado, me dejo tocarle esas inmensas tetas que porta y ni se inmuto cuando comence a acercar mi boca hacia esos pezones paraditos. Sentia que en cualquier momento iba a eyacular sin remedio alli mismo y ella ni siquiera me habia tocado el machete. Les confieso que no se cuanto tiempo pase pegado como chivito a esas tetas, pero cuando vuelvo en mi, escucho que me dice "levantate" y me pide que me siente en el borde del jacuzzi. Lo unico que pude hacer antes de que mi güevo entrara en la boca mas suave, delicada y deliciosa que ha pasado por mi vida, fue clavar mi vista en uno de los multiples espejos que adornan la habitacion, ver semejantes nalgas rebotando al ritmo que me lo mamaba y fue entonces cuando un pensamiento perturbador invadio de coñazo mi mente: "sera que esto es un sueño?" Dejame pellizcarme pa ver... Hermanos, nunca, pero NUNCA en la vida hagan eso, porque si estan efectivamente soñando, van a agarrar la arrechera mas malditamente grande de este mundo cuando se despierten, COMO ME PASO A MI!!! Todo era un sueño, de esos que uno tiene pocas veces en la vida, y en los que desearia quedar atrapado para siempre tipo Inception... JAJAJA! Asi que ya saben. Postdata: para los que llegaron hasta aqui por el comentario del panita jodedor @Mrbirthmarks en el otro post, lamento decirles que eso tampoco es verdad, se trata de una desalmada fake news. El simplemente los queria trolear, y yo tampoco los iba a dejar pasar lisos dada la oportunidad, jajaja! Buenas noches, yo tambien los amo...
submitted by Packandreita to Andreitax_Garciaa [link] [comments]


2020.03.26 17:54 tatubolinha2000 Mantenha-se informado 26/03

📰 JRMUNEWS 🗞 Ano 2 – Nº 403 🗺 Notícias do Brasil e do Mundo 🗓 Quinta-Feira, 26 de março de 2020 ⏳ 86º dia do ano no calendário gregoriano 🌘 Lua Crescente 2% visível
💭 Frase do dia: "Não permita que nada tire a sua capacidade de sonhar." - Gazeta FM
Hoje é dia... 🔹 do Amigo Virtual 🔹 do Cacau 🔹 da Conscientização Sobre Epilepsia 🔹 do Mercosul 🎂 Aniversário do Club ATHLETICO PARANAENSE de Curitiba
😇 Santos do dia: 🔹 Santa Lúcia Filippini 🔹 São Bráulio
🎂 Municípios aniversariantes: Fonte: IBGE • Antônio Martins-RN • Barueri-SP • Campo Redondo-RN • Capela do Alto-SP • Carapicuíba-SP • Galinhos-RN • Ipuã-SP • Itaberaba-BA • Jaçanã-RN • Lagoa de Velhos-RN • Lindolfo Collor-RS • Mariana Pimentel-RS • Martinópole-CE • Paraná-RN • Poá-SP • Porto Alegre-RS • Reserva-PR • Riolândia-SP • Ruy Barbosa-RN • Santa Luzia-MA • Santa Rita de Cássia-BA • Santo Antônio do Jardim-SP • Terra Roxa-SP • Uruoca-CE • Vera Cruz-RN • Xangri-lá-RS
🇧🇷 BRASIL 🇧🇷 ✍ Mourão defende isolamento e diz que Bolsonaro não se expressou bem ✍ Decreto de Bolsonaro determina que lotéricas abram ✍ Presidente é alvo de panelaços, xingamentos e pedidos de renúncia ✍ Regina Duarte diz que Bolsonaro 'está certíssimo' sobre quarentena ✍ Ministro Mandetta diz que fica e vê 'grande colaboração' na fala de Bolsonaro ✍ Vice-presidente participa da primeira reunião do Conselho da Amazônia ✍ MP que criaria abono natalino para o Bolsa Família perde a validade ✒ Senado está disposto a liberar verbas para combate ao covid-19 ✒ Maia cobra do governo 'política séria' para proteger idosos pobres ✒ Câmara e Senado aprovam medidas para enfrentamento ao coronavírus ✒ Maia diz que investidores querem flexibilização de isolamento ⚖ Ministro do STF mantém MPs editadas para combater efeitos da pandemia ⚖ Ministro do STF, Alexandre Moraes suspende dívida de três estados com a União, BA, MA e PR ⚖ TJSP suspende decisão que proibia cultos religiosos no estado 📌 Governadores pedem aplicação de lei que prevê renda básica para todos os brasileiros 📌 Dois navios pedem ajuda ao Brasil para desembarcar passageiros 📌 Governador de Goiás, Ronaldo Caiado rompe com Bolsonaro 📌 Cientistas e médicos condenam discurso de Bolsonaro 📌 Crianças fazem cartinhas para agradecer profissionais da saúde 📍 Voluntários distribuem 40 toneladas de alimentos no Rio de Janeiro 📍 São Paulo pagará R$ 55 mensais a famílias de alunos carentes 📍 Sesc SP coloca estruturas físicas à disposição do estado 📍 Campanha arrecada R$ 23,5 milhões para compra de respiradores para hospitais paulistas 📍 Coletores de lixo recebem bilhetes de agradecimento em SP 🍀 Loteria: Sem vencedor, Mega-Sena sorteia R$ 2,5 milhões no próximo concurso: As seis dezenas sorteadas foram 05-09-24-27-33-46
🌎 INTERNACIONAL 🌍 🇫🇷 França retira tropas do Iraque por causa do novo coronavírus 🇬🇧 Reino Unido diz que meio milhão de pessoas pedem assistência 🇬🇧 Tribunal de Londres nega pedido de fiança de Julian Assange 🇺🇳 ONU lança apelo global de US$ 2 bilhões para ajudar países vulneráveis 🇺🇸 Senado dos EUA vota pacote de US$ 2 tri para combater coronavírus 🇺🇳 OMS diz que países devem usar tempo de confinamento para combater coronavírus 🇪🇬 Egito desinfeta área de pirâmides esvaziadas de turistas 🇻🇦 Jornal do Vaticano interrompe publicação diante de pandemia 🇷🇺 Putin adia votação de mudanças para se preservar no poder
🖤 MORTES 🖤 ✝ Stuart Gordon, diretor de 'A hora dos mortos-vivos, aos 72 anos ✝ Bill Rieflin, baterista do R.E.M, aos 59 anos ✝ Floyd Cardoz, chef do 'Top Chef', por complicações do coronavírus, aos 59 anos
🧫 CORONAVÍRUS (Covid-19) 😷 😷 Mortes por coronavírus sobem para 59 no Brasil; são 2.554 casos confirmados 😷 Há 1 mês, Itália resistia a ampliar restrições; hoje tem 7500 mil mortes 😷 Espanha tem 738 mortes em 1 dia, chega a 3.434 e ultrapassa a China 😷 França registra 1.331 mortos por coronavírus, aumento de 231 em 24 horas 😷 EUA registra mais de mil mortos e quase 70 mil casos 😷 Ao menos 25 dos 27 governadores manterão restrições mesmo após Bolsonaro pedir fim de isolamento 😷 SP vai construir hospital em 20 dias para casos de Covid-19 😷 Governo recebe doação de 25 mil máscaras de prevenção 😷 Bradesco, Itaú e Santander vão comprar 5 milhões de testes 😷 Secretário cita 'lacunas', mas propõe protocolo para uso de remédio contra a malária 😷 Hospital contratará 599 enfermeiros para o Pacaembu 😷 Criança sem sintomas ainda podem contaminar os mais velhos
💰 ECONOMIA 💲 💰 Ibovespa salta 17,9% em dois dias, maior ganho desde outubro de 2008; dólar cai a R$ 5,03 💰 Dow Jones sobe “apenas” 2,4%, após perder quase mil pontos na reta final com risco de atraso em pacote 💰 Empresas afetadas pelo coronavírus já podem pedir suspensão do pagamento ao BNDES 💰 Tesouro recompra R$ 35,5 bi de títulos públicos em março 💰 Dívida Pública Federal sobe 1,22% em fevereiro e vai para R$ 4,28 tri 💰 Refinarias da Petrobras reduzem produção com colapso do petróleo 💰 Petrobras espera que queda de preço da gasolina chegue aos postos 💲 Fundos têm captação líquida de R$ 11,9 bilhões em março até o dia 20, diz Anbima 💲 Rede disponibiliza maquininha adicional gratuitamente para varejistas 💲 JPMorgan reduz projeções para bolsas da América Latina; Ibovespa deve encerrar ano aos 80.500 pontos 💲 Fundos imobiliários de shoppings suspendem pagamentos de dividendos 💲 Banco Mundial e FMI pedem alívio de dívida para países mais pobres 💲 Contas externas têm saldo negativo de US$ 3,9 bi em fevereiro 📊 Indicadores: 🏦 Ibovespa 74955 pontos 📈 💵 Dólar Canadá R$ 3,543📈 💵 Dólar Comercial R$ 5,026📉 💵 Dólar Turismo R$ 4,83📉 💶 Euro R$ 5,432📉 💷 Libra R$ 5,924📉 💸 Bitcoin R$ 33.543,49📉 💸 Bitcoin Cash R$ 1.127,46📉 💸 XRP R$ 0,82📉 🔶 Ouro (g) R$ 261,41📉 ⚪ Prata (g) R$ 2,3279📉 💰 Poupança 0,245% a.m. 💰 Selic 3,75% a.a. 💰 CDI 3,65% a.a. 💰 IPCA a.m. fev/20 0,25% 💰 IPCA a.a. 2020 0,4605% 💰 IPCA acum. 12m 4,0049% ⛽ Petróleo Brent (barril) US$ 27.510📉 ⛏ Minério de Ferro 62% US$ 89,57 💨 Algodão (lp) R$ 291,22📈 🐂 Boi (@) R$ 199,50📈 ☕ Café (sc) R$ 589,87📈 🌽 Milho (sc) R$ 59,49📉 🥚 Ovos (30 dz) R$ 102,16↔️ 🥜 Soja (sc) R$ 99,69📈
🔬 CIÊNCIA, TECNOLOGIA & SAÚDE 💓 💓 Ministério da Saúde diz que vacina faltou onde público não prioritário foi atendido 💓 Cafeína aumenta capacidade de resolver problemas, mas não criatividade 🔬 Fósseis raros de 3 espécies de pterossauros são encontrados no Marrocos 🖱 iFood anuncia desconto de comissões e antecipação de repasse dos pagamentos para restaurantes da plataforma
🏆 ESPORTES 🏆 ☑ Capitão do Valencia lamenta que jogo da Champions possa ter disseminado coronavírus entre a torcida ☑ Técnico da seleção brasileira de esgrima morre com suspeita de coronavírus aos 79 anos ☑ Corinthians ganha homenagem com nome de avenida perto da Arena ☑ Com futebol paralisado, Flamengo coloca funcionários em férias coletivas ☑ Seleção da Espanha oferece instalações e funcionários para a saúde
🎭 ARTE & FAMA 🌟 🎙 Metallica reagenda turnê pelo Brasil para dezembro 🎙 Ed Sheeran não deixará de pagar funcionários durante surto de coronavírus 🎙 Jackson Browne, estrela do rock de 71 anos, está com covid-19 🎙 Fundação de Michael Jackson doa mais de R$ 1,5 mi contra a covid-19 🎙 Harry Styles e Camila Cabello adiam turnê europeia por causa do coronavírus 📺 Tamanho Família tem gravações suspensas 📺 Produtora de novelas da Record demite todos os seus funcionários 📺 Coordenadora do Cidade Alerta, na Record, é confirmada com coronavírus 🎞 Diretor de Bacurau disponibiliza seu primeiro filme gratuitamente
🔎 #FAKENEWS: Não é verdade que Toffoli, Maia e Alcolumbre criaram a quarentena em um pacto para derrubar Bolsonaro. Fonte: Boatos..org
🛳 TURISMO ✈️ 🎒 Conheça Itabuna-BA: A Capital do Cacau, no sul do estado da Bahia está a cerca de 430 km da capital, é a quinta cidade mais populosa do estado. A cidade de Itabuna, em conjunto com o município vizinho de Ilhéus, forma uma aglomeração urbana classificada pelo IBGE como uma capital regional B, exercendo influência em mais de 40 municípios que juntos apresentam pouco mais de um milhão de habitantes. A região servia como principal ponto de passagem de tropeiros que se dirigiam a Vitória da Conquista. Na região cortada pelo rio Cachoeira, surgiu o Arraial de Tabocas, em meio à mata que então era desbravada. O nome Tabocas, segundo a tradição, deve-se a um imenso jequitibá, de cuja derrubada fora feita uma disputa, sendo aquele o "pau da taboca", ou seja, da roça que se abria. Itabuna se destaca pela vasta cultura, com grupos de teatro, grupo de capoeira, dança e bandas musicais com trabalho autoral expressivo de diferentes gêneros. Itabuna é um centro regional de comércio, indústria e de serviços. Sua importância econômica cresceu no Brasil durante a época áurea do cultivo de cacau, que, por ser compatível com o solo da região, levou-a ao 2º lugar em produção no país, exportando para os Estados Unidos e Europa. A cidade é um importante entreposto comercial do estado situado às margens da BR-101 e BR-415 e hoje se destaca com indústrias de grande porte, consolidando como polo médico, prestador de serviços e de educação. O município conta com Shoppings, um dos maiores do interior da Bahia. Fonte: Guia do Turismo Brasil
📚 FIQUE SABENDO... ...Por que o prêmio recebeu o nome de Oscar? ⁉️ Até 1931, o troféu, era chamado apenas de estatueta. Nesse ano, conta a lenda, a bibliotecária da Academia, Margaret Herrick, ao observar a estatueta em cima da mesa de um dos diretores da Academia, comentou: "Nossa, parece meu tio Oscar". Ela se referia a Oscar Pierce, um fazendeiro do Texas. O crítico de cinema Sidney Skolsky ouviu a brincadeira e a publicou. O nome pegou. O Troféu imprensa, cópia fiel do Oscar, foi criado em 1958 para premiar os melhores da TV Brasileira. Fonte: O Guia dos Curiosos
📖 BÍBLIA: Confia ao Senhor as tuas obras, e teus pensamentos serão estabelecidos. Provérbios 16:3 🙏
Que seu dia seja como a vontade de DEUS: bom, perfeito e agradável!! 🥖
♥️ By JRMUNEWS 🐞 🗺 Pariquera-Açu-SP 📝 Fazendo diferente e a diferença
🤓 LEIA E COMPARTILHE 📤
Visite, curta, siga, comente, avalie, compartilhe nossa página no Facebook:
https://www.facebook.com/JRMUNEWS/
submitted by tatubolinha2000 to DiretoDoZapZap [link] [comments]


2020.03.04 16:04 negociovivo LOS MEJORES PLUGINS DE WORDPRESS

Agrupar los mejores plugins de WordPress no es fácil: tanto por cuestiones numéricas como por el hecho de que los desarrolladores siempre están creando nuevos, pero sobre todo porque a menudo son gustos y hábitos personales y que toda agencia de marketing y posicionamiento web debe tener en cuenta.
Para cada propósito, WordPress ofrece a sus usuarios más extensiones, a veces incluso docenas.
A pesar de ello, he intentado recopilar algunos de los plugins que personalmente considero absolutamente imprescindibles para cada sitio realizado con este CMS, sin ir a los más específicos y útiles que se encuentran en determinados contextos.
Los mejores plugins gratuitos de WordPress
Sí, el panorama de plugins ofrecidos gratuitamente por los desarrolladores es más que suficiente para crear un sitio respetable.
En algunos casos, los creadores de estos programas informáticos sólo pedirán un enlace, una cita o una pequeña donación voluntaria: si la extensión que utiliza es especialmente útil, recuerde que puede dar un gran aliento a algún pequeño desarrollador incluso con una donación de unos pocos euros.
Yoast SEO
Yoast SEO es uno de los primeros plugins que me vienen a la mente cuando hablo de WordPress. Es un instrumento muy útil que acompaña a los articuladores durante la redacción del contenido, indicando algunas directrices (para muchos bastante cuestionables) sobre la composición de los textos.
Título, meta descripción, densidad de palabras clave... los parámetros que Yoast SEO te muestra son muchos y encuentran su perfecta síntesis en el ahora famoso semáforo que debería indicar la calidad del texto.
Especialmente en el campo del SEO, este plugin se considera ahora casi inútil: personalmente, creo que sigue siendo un gran apoyo para los que se acercan a este mundo y se sienten tranquilos por el ya mencionado semáforo. Para subrayar también la frecuencia con la que, después de algunas actualizaciones, este plugin puede crear algunos problemas de más...
Jetpack
Aunque considera que este plugin es demasiado pesado en comparación con lo que ofrece, Jetpack puede ser una herramienta útil para aquellos que han empezado a usar WordPress recientemente.
Es una especie de navaja suiza, capaz tanto de monitorear las estadísticas de su sitio como de monitorear las visitas y otras estadísticas, pero también puede ayudarle con el lado SEO.
Compositor en vivo y SiteOrigin
Si expliqué antes cómo Yoast SEO no es recomendado por todo el mundo, lo mismo ocurre con los constructores.
Los constructores son plugins que permiten crear diseños avanzados, creando realmente código usando interfaces intuitivas y atractivas. La creación de páginas de destino o artículos con diseños complejos es particularmente difícil para aquellos que no están familiarizados con el HTML: gracias a los constructores, cualquiera puede crear páginas o artículos con un alto impacto gráfico.
Entre los muchos constructores existentes, dentro de lo que es gratuito yo recomendaría Live Composer, que como muchos otros constructores, se basa en la técnica de arrastrar y soltar para la creación de páginas.
Muchas características interesantes hacen de este plugin uno de los más adecuados para aquellos que no están dispuestos a gastar dinero: posibilidad de exportar e importar plantillas, muchas plantillas de páginas ya disponibles y posibilidad de trabajar directamente en la página en "vivo" sin ir al back-end son sólo algunas de las características de Live Composer.
La alternativa al constructor que acabamos de mencionar es el SiteOrigin, otra solución gratuita que garantiza una herramienta ligera y esencial (que puede ser evaluada como una ventaja o una desventaja según la ocasión).
Shareaholic
Además de crear el contenido, es esencial facilitar al máximo su difusión en los medios de comunicación social.
Para realizar esta función hay una serie interminable de plugins pero, para los que quieran quedarse en la zona libre, mi consejo es el Shareaholic. En realidad es una extensión disponible tanto de forma gratuita como de pago, pero ya en su primera versión ofrece una serie de características bastante interesantes como:
submitted by negociovivo to u/negociovivo [link] [comments]


2020.02.24 03:57 altovaliriano A Mulher Morena

“Sábado de personagens” ainda no domingo. Fazer o quê?
A mulher morena é uma das mais misteriosas personagens de As Crônicas de Gelo e Fogo. Seu nome e origem nunca foi revelado ao leitor. Pouco mais sabemos sobre ela, mas em resumo a mulher foi entregue por Euron a Victarion como um prêmio. Sabemos que ela é muda e que Victarion a considera bonita.
Porém, em determinado momento da história, fica evidente ao leitor de que a mulher morena é mais do que parece ser. A tripulação de Victarion resgata do mar Moqorro, um sacerdote de R’hllor enviado pelo Templo Vermelho para auxiliar Daenerys em Meereen, e leva-o a Victarion, pois o homem afirma estar sabendo de que o Capitão de Ferro corre perigo de morte. Quando um mal súbito atinge Victarion, ele e Moqorro vão à sua cabine e o seguinte ocorre:
Quando abriu a porta da cabine do capitão, a mulher morena se virou em sua direção, silenciosa e sorridente... mas, quando viu o sacerdote vermelho ao lado dele, seus lábios se afastaram de seus dentes, e ela sibilou em súbita fúria, como uma serpente. Victarion a acertou com as costas da mão boa e a derrubou no chão.
– Quieta, mulher. Vinho para nós dois. [...]
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
A hostilidade da mulher morena para com Moqorro parece uma indicação muito forte sobre a origem e propósito da personagem na história. A partir deste fato apenas, leitores foram levados às mais loucas especulações sobre a identidade da misteriosa serva-amante de Victarion. Entretanto, se o reino das especulações produz resultados estranhos, posso afirmar que as evidências presente no próprio texto não são menos estranhas. Se analisadas em sua literalidade, o texto produzido pelo próprio Martin aponta para direções completamente ininteligíveis.
Analisemos.

Fenótipo, aparência e semelhanças

Fenótipo é o resultado da expressão dos genes do organismo, da influência de fatores ambientais e da possível interação entre os dois. No contexto deste texto, o fenótipo da mulher morena é algo que poderia nos dar uma dica sobre sua herança genética.
Esse herança genética PODE nos ajudar a determinar a cultura na qual ela nasceu, mas é claro que isso não permite nos concluir com absoluta certeza que ela pertence esta cultura. Um bom exemplo de personagem cujo fenótipo pode ser usado para nos confundir é Sarella Sand, que pertence à cultura westerosi, apesar de que sua aparência denotaria ter nascido nas Ilhas do Verão.
Entretanto, diante das poucas informações disponíveis sobre a mulher morena, esta análise se torna necessária. Em verdade, o próprio Martin parece estar induzindo os leitores a realizar estas investigações, pois ele mesmo deposita dicas disso no texto:
Sua pele era negra. Não o marrom castanho dos ilhéus do Verão com seus navios cisne, nem o marrom-avermelhado dos senhores dos cavalos dothrakis, nem a cor de carvão-e-terra da pele da mulher morena*, mas negra. Mais negra que carvão, mais negra do que o azeviche, mais negra do que as asas de um corvo.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Na passagem acima, vê-se que Martin descarta através de Victarion que a mulher morena pertence às culturas dos Ilhéus do Verão e dos senhores de cavalo Dothraki. A exclusão das Ilhas do Verão é especialmente útil, haja vista onde Euron ALEGA ter encontrado a mulher morena:
INGLÊS: As a reward for his leal service, the new-crowned king had given Victarion the dusky woman, taken off some slaver bound for Lys.
PORTUGUÊS: Como recompensa por seu leal serviço, o recém-coroado rei dera a Victarion a morena, roubada de algum mercador de escravos a caminho de Lys*.*
(AFFC, O Pirata)
Eu acho curioso a forma como fica apenas implícito de que Euron teria capturado a Mulher Morena nos porões de um navio de escravos indo para Lys, quando, na verdade, nada disso está escrito no texto. Não se menciona qualquer navio, nem que ela era uma escrava. Tão facilmente como tomou Falia Flowers quando invadiram o Castelo dos Hewett, Euron poderia muito bem ter tomado a amante de um mercador de escravos.
Mas evitemos a interpretação segundo a qual Martin, a esta altura da história, está tentando nos confundir com jogos de palavras. Que outras opções de origem teria uma mulher “bela, com uma pele tão castanha quanto teca oleada”?
Aqueles que partirem para O Mundo de Gelo e Fogo em busca de auxílio encontrarão logo a seguinte referência sobre os habitantes de Naath:
O povo nativo da ilha é uma raça bonita e gentil, com rostos redondos, pele escura e grandes olhos suaves cor de âmbar, em geral salpicados de dourado.
[...~]
O Povo Pacífico sempre teve um bom preço, dizem, pois são tão inteligentes quanto gentis, belos de se olhar e rápidos em aprender a obediência*. É relatado que* uma casa de prazer em Lys é famosa por suas garotas naathi*, que usam diáfanos vestidos de seda e são adornadas com asas de borboletas alegremente pintadas.*
(TWOIAF, Naath)
As descrições tem certa compatibilidade com as características relatadas da mulher morena. Entretanto, os característicos olhos amarelados teriam sido notados facilmente mesmo por alguém tão tapado quanto Victarion. Por outro lado, depois da demonstração de fúria perante Moqorro, acredito que pouco classificariam a mulher morena como “gentil”.
Caso continuemos a pesquisa no livro de meistre Yandell, logo encontraremos uma outra descrição sobre o povo de Leng que é bastante capciosa:
Os lengii nativos são talvez os mais altos de todas as raças da humanidade, com muitos homens entre eles chegando a mais de dois metros de altura, e alguns até com dois metros e meio. De pernas longas e esguios, pele cor de teca oleada*, eles têm grandes olhos dourados e supostamente podem ver mais longe e melhor do que outros homens,* especialmente à noite. Embora formidavelmente altas*, as mulheres lengii são notoriamente ágeis e encantadoras, de* beleza insuperável*.*
(TWOIAF, Leng)
A descrição da pele é inteiramente simétrica àquela da mulher morena (fornecida por VIctarion). Na verdade, é curioso perceber que a única vez que a expressão “teca oleada” é usada para descrever a pele de alguém ocorre com a mulher morena. A única outra vez em que essa analogia é usada é como o povo de Leng, fora da saga principal, em um livro acessório.
Entretanto, há mais problemas aqui do que soluções. Novamente temos a descrição do dourado dos olhos (que seriam difíceis de Victarion ignorar), a altura formidável e a beleza insuperável. Ainda que possamos alegar que Victarion é um homem alto, próximo dos 2 metros de altura (segundo estimativas dos leitores), seria difícil que ele ignorasse que a mulher morena fosse muito alta para uma mulher e de beleza insuperável.
Desse modo, acredito ser seguro descartar Leng e seguir. Não há mais nenhuma referência a características que se assemelhem à da mulher morena (fora das Ilhas do Verão, que já foram descartadas em nossas premissas acima), porém existe uma referência a um povo no estrangeiro que por vezes sofre o mesmo destino reservado à mulher morena:
Não é surpresa que Sothoros seja pouco povoado quando comparado com Westeros ou Essos. Duas dezenas de pequenas vilas de comércio se amontoam na costa norte ‒ vilas de lama e sangue*, alguns dizem: molhadas, úmidas e cheias de miséria, onde aventureiros, trapaceiros, exilados e* prostitutas das Cidades Livres e dos Sete Reinos vêm fazer fortuna.
Há riquezas escondidas entre as selvas, pântanos e taciturnos rios banhados pelo sol do sul, sem dúvida, mas, para cada homem que encontra ouro, pérolas ou especiarias preciosas, há uma centena que encontra apenas a morte. Os corsários das Ilhas Basilisco atacam esses assentamentos, levando cativos que serão mantidos confinados em Garra ou na Ilha das Lágrimas antes de serem vendidos para os mercados de carne da Baía dos Escravos, ou para as casas de prazer e jardins de prazer de Lys*.*
(TWOIAF, Sothoros)
Embora seja muito vago afirmar que esta é uma origem em potencial para a mulher morena (pois, virtualmente, é o mesmo que dizer que ela poderia ter vindo de qualquer lugar do mundo), a menção de que prostitutas das cidades livres que se aventuram em Sothoryos podem acabar em Lys pode nos ajudar a esclarecer algumas dúvidas sobre seu comportamento esquisito (vide abaixo).
Portanto, ainda que não possamos determinar sua origem, a análise acima nos permite começar a descartar algumas opções. Inclusive, percebemos que a mulher morena tem um pele de uma tonalidade ímpar (teca oleada), o que pode indicar que ela pertença a um povo que ainda não foi descrito pro Martin.
Entrentanto, há uma última analogia que não pode deixar de ser registrada:
“Não quero nenhuma de suas sobras”, dissera desdenhosamente ao irmão, mas quando Olho de Corvo declarou que a mulher seria morta se não a aceitasse, fraquejou. A língua dela tinha sido arrancada, mas exceto por este pormenor estava intacta, e era também bela, com uma pele tão castanha quanto teca oleada. Mas, por vezes, quando a olhava, surpreendia-se lembrando da primeira mulher que o irmão lhe dera*, para fazer dele um homem.*
(AFFC, O Pirata)
Sendo Euron alguém conhecido por apreciar jogos mentais, a escolha de alguém que se assemelhasse com a primeira mulher que Victarion havia recebido pode ter sido deliberada. Este detalhe pode ter sido essencial para capturar a memória afetiva de Victarion e fazer com que ele mais facilmente aceitasse o presente de Euron.
Não fica claro se por “primeira mulher” Victarion está falando de sua primeira esposa (que morreu no parto de uma menina natimorta) ou se ele estaria se referindo à primeira mulher com que se deitou. Curiosamente, esta dúvida se aprofunda quando vemos observamos os pensamentos de Victarion no capítulo liberado de Os Ventos do Inverno:
[Spoilers de Os Ventos do Inverno]Enquanto estava na proa do Vitória de Ferro vendo os navios mercantes de Uma-orelha desaparecem um a um ao oeste, as faces dos primeiros inimigos que matara voltaram a Victarion Greyjoy. Ele pensou em seu primeiro navio, em sua primeira mulher.
(TWOW, Victarion)
De todo modo, o importante é que a mulher morena desperta nele esta memória afetiva. Com efeito, o próprio Victarion não parece compreender porque aceitou a mulher ou mesmo porque não cumpriu seu desejo de sacrificá-la, a despeito de ter a perfeita noção de que qualquer presente de Euron é um presente de grego:
A mulher morena não respondeu. Euron havia cortado sua língua antes de dá-la para ele. Victarion não duvidada que o Olho de Corvo tivesse dormido com ela também. Era o jeito do seu irmão. Os presentes de Euron são envenenados, o capitão lembrara a si mesmo no dia em que a mulher morena veio a bordo*. Não quero nenhum de seus restos. Decidira, então, que cortaria a garganta dela e a atiraria ao mar, um sacrifício de sangue para o Deus Afogado.* De alguma forma, contudo, jamais chegara nem perto de fazer isso*.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Pior, esta sensação de familiaridade poderia justificar também a razão pela qual Victarion confiava seus segredos a ela. Não que a mudez da mulher não tenha parte nisso. Afinal, é o que os próprios pensamentos de Victarion indicam:
Cada vez mais, temia que tivessem navegado longe demais, em mares desconhecidos onde até mesmo os deuses eram estranhos... mas, essas dúvidas, ele confidenciava apenas para sua mulher morena, que não tinha língua para repeti-las.
[...]
Victarion podia falar com a mulher morena. Ela nunca tentava responder.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Contudo, isto não explica outros momentos em que Victarion observa ter uma conexão com a mulher morena que independem da confidencialidade verbal. Para estas situações, a memória afetiva me parece funcionar como uma justificativa muito melhor:
A mulher morena sabia o que ele queria sem que tivesse que pedir. Quando ele relaxou em sua cadeira, ela pegou um pano úmido e macio da bacia e o colocou em sua testa.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Outros exemplos disto são a forma como Victarion parece confiar na mulher morena não só mais do que em Meistre Kerwin, capturado em escudoverde (o que é até justificável, pois os nascidos do ferro parecem desconfiar dos meistres, especialmente em um que servia a uma Casa inimiga derrotada)...
– Pegue esta sujeira e vá. – Victarion acenou para a mulher morena. – Ela pode fazer o curativo.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
... mas talvez até mais do que confia em Moqorro:
– [...] Gostaria que eu o sangrasse?
Victarion agarrou a mulher morena pelo pulso e a puxou para si.
Ela fará isso. Vá orar ao seu deus vermelho. Acenda seu fogo, e me diga o que vê.
Os olhos escuros de Moqorro pareceram brilhar.
– Vejo dragões.
(TWOW, Victarion)
No aspecto sexual, mesmo diante de sete mulheres treinadas para o prazer pelo Yunkaítas, Victarion diz-se satisfeito com sua mulher morena até que chegue o dia de tomar Daenerys para si:
Os senhores de escravos de Yunkai as haviam treinado no caminho dos sete suspiros, mas não era para isso que Victarion precisava delas. Sua mulher morena era suficiente para satisfazer seus apetites até que pudesse chegar a Meereen e reivindicar sua rainha.
(ADWD, Victarion)
A confiança na mulher morena é a tal ponto acentuada, que Victarion passa a suspeitar que seu meistre poderia estar causando a infecção do ferimento em sua mão. Ela é uma das duas únicas pessoas tratando seu ferimento em todo o barco, mas ele não só a exclui da lista de suspeitos como confidencia a ela suas suspeitas sobre Kerwin:
– Se não foi Serry, então quem? – perguntou para a mulher morena. – Poderia aquele rato daquele meistre estar causando isso? Meistres conhecem feitiços e outros truques. Ele pode estar usando um para me envenenar, esperando que eu o deixe cortar minha mão fora. – Quanto mais pensava nisso, mais provável lhe parecia. – O Olho de Corvo o deu para mim, criatura miserável que é. – Euron tirara Kerwin de Escudoverde, onde estava a serviço de Lorde Chester, cuidando de seus corvos e ensinando seus filhos, ou talvez de outros nas redondezas. E como o rato guinchava quando um dos mudos de Euron o entregara a bordo do Vitória de Ferro, arrastando-o pela corrente em seu pescoço. – Se isso é por vingança, ele se engana comigo. Foi Euron quem insistiu que ele fosse levado, para evitar que causasse danos com suas aves. – Seu irmão lhe dera três gaiolas de corvos também, para que Kerwin pudesse mandar notícias de sua viagem, mas Victarion proibira que fossem soltas. Que fique de molho, se perguntando o que está acontecendo.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
É claro que pode-se arguir que Victarion simplesmente é burro e não vê coisas que simplesmente estão acontecendo sob seu nariz. Entretanto, o que me surpreende neste diálogo é que ele cita Kerwin ser um presente envenenado de Euron como motivo para sua suspeita, sendo que ele está falando diretamente para o primeiro presente que ele mesmo julgou envenenado.
Assim, me parece que isto demonstra que Victarion realmente desenvolveu um elo afetivo com a mulher, não APENAS que ele é burro.

Comportamentos e habilidades curiosos

A mulher morena é estranha e age de forma estranha.
A primeira coisa a se registrar são as suspeitas do fandom. Os leitores em geral acreditam que a mulher morena espia Victarion para Euron. Pouquíssimos arriscam dizer que ela é uma espiã dos magos de Qarth (Warlocks). Entretanto, tanto os primeiros quanto os últimos dizem que a espionagem se dá de forma mágica.
Alguns dizem que Euron entra na pele da mulher morena (assumindo como verdadeira a teoria de que Euron é um troca-peles poderoso) para interagir com Euron. Outros dizem que Euron ou os warlocks simplesmente usam os ouvidos e olhos da mulher morena para clariaudiência ou clarividência, sem propriamente ter controle sobre ela.
Porém, eu não acredito que essas especulações tenham fundamento textual, mas partem de um sentimento geral de suspeita que é causado pelo que está no texto. Examinemos cada caso.
Lembram-se que eu disse que a menção de O Mundo de Gelo e Fogo sobre “prostitutas das cidades livres que se aventuram em Sothoryos poderem acabar em Lys” iria nos ajudar a esclarecer o comportamento esquisito da mulher morena? Pois bem, chegou a hora.
Victarion estava guerreando no Vago, quando retorna a sua cabine para ter com a mulher morena:
Em sua apertada cabine de popa, foi encontrar a mulher morena, úmida e pronta*; a batalha talvez também tivesse aquecido seu sangue.*
(AFFC, O Pirata)
Não é estranho que uma mulher que havia sido capturada e entregue a Victarion como uma escrava estivesse “úmida e pronta” assim que seu atual captor irrompesse pela porta vestido em armadura, suado e sangrando?
É claro que simplesmente poderíamos, como Victarion (mau sinal...), assumir que a batalha a tivesse excitado. Ou que Victarion seja mais atraente do que podemos pensar.
Mas não seria igualmente possível pensar que este seria um indício de que a mulher morena tem experiência como concubina?
É sabido que Martin fez com que os meistres da Cidadela tivesse um conhecimento de medicina mais avançado do que aqueles disponíveis para os praticante da medicina da Idade Média do mundo real. Entretanto, não está claro que este grau avançado de desenvolvimento também aconteça nas demais civilizações do resto do mundo que Martin criou.
Na verdade, parece que não, pois Mirri Maz Durr cita que aprendeu artes curativas com o Arquimeistre Marwyn, o que parece indicar que a Cidadela detém os melhores conhecimentos médicos do mundo:
Uma cantora de lua de Jogos Nhai deu-me de presente as suas canções de parto, uma mulher do seu povo cavaleiro ensinou-me as magias do capim, dos grãos e dos cavalos, e um meistre das Terras do Poente abriu um cadáver e mostrou-me todos os segredos que se escondem sob a pele.
Sor Jorah Mormont interveio.
– Um meistre?
– Chamava-se Marwyn – respondeu a mulher no Idioma Comum. – Do mar. Do outro lado do mar. As Sete Terras, disse ele. Terras do Poente. Onde os homens são de ferro e os dragões governam. Ensinou-me esta língua.
(AGOT, Daenerys VII)
Ocorre que a mulher morena parece ter bons conhecimentos sobre como tratar um ferimento:
A morena lavou o ferimento com vinagre fervido*. [...] Victarion dirigiu-se à morena enquanto ela enfaixava sua mão com* linho*. [...]*
(AFFC, O Pirata)
A mulher morena estava enfaixando sua mão com linho limpo, enrolando a faixa seis vezes ao redor da palma, quando Aguado Pyke apareceu [...].
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Em verdade, o tratamento que a mulher morena vinha aplicando a Victarion era justamente o que o meistre aplicava após punção dos ferimentos:
Sangue era bom. Victarion grunhiu em aprovação. Sentou-se firme enquanto o meistre secava, apertava e limpava o pus, com quadrados de tecido macio fervidos em vinagre*. Quando terminou, a água limpa na bacia tinha se tornado uma sopa espumante. A visão por si só podia fazer qualquer homem enjoar.*
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
A mulher morena até demonstrou ter mais intimidade com este tipo de ferimentos do que o próprio meistre Kerwin. O rosado meistre não é referência de estômago forte, claro, mas a reação de nojo da mulher morena é tão econômica, que parece apontar para certa prática no assunto:
O pus que irrompeu era grosso e amarelo como leite azedo. A mulher morena torceu o nariz para o cheiro, o meistre segurou a ânsia de vômito e até Victarion sentiu seu estômago revirar.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Por outro lado, apesar de ficar parecendo pela passagem abaixo que Victarion também poderia conhecer estes procedimentos (o que não seria impossível, já que o Cão de Caça demonstrou conhece-los também quando estava com Arya), eu acredito que Victarion simplesmente está com a memória ruim, pois quem lavou primeiro o ferimento foi a mulher morena (vide citação acima):
Um arranhão de um gatinho, Victarion disse para si mesmo, depois. Lavara o corte, despejara um pouco de vinagre fervido sobre ele, enfaixara-o e deixou de pensar naquilo, acreditando que a dor diminuiria e a mão se curaria com o tempo. Em vez disso, a ferida tinha infeccionado, até que Victarion começou a se perguntar se a lâmina de Serry estava envenenada. Por que mais a ferida se recusaria a sarar?
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
De fato, como o procedimento está correto e a medicina westerosi é mais avançada do que a medieval, muitos leitores se teorizam que a mulher morena poderia estar de alguma forma envenenando Victarion, ou ao menos matando-o devagar ao fazer algo para não permitir a cicatrização do corte.
Há até mesmo uma passagem em que vimos que o único procedimento sugerido pelo meistre que não é adotado pela mulher morena é tentar drenar o ferimento em local aberto:
O meistre sugerira que o ferimento seria mais bem drenado no convés, no ar fresco e à luz do sol, mas Victarion proibira. Aquilo não era algo que sua tripulação pudesse ver. Estavam a meio mundo de casa, longe demais para deixá-los ver seu capitão de ferro começar a enferrujar.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Caso ela realmente estivesse piorando a condição de Victarion, evitar o convés seria uma atitude compatível. O problema é descobrir com que finalidade ela estaria fazendo isso. O que nos leva ao próximo e principal item desta lista
· Reconhece Moqorro como perigoso
A reação explosiva da mulher morena ao ver Moqorro parece significar que ela o acha perigoso. Mas perigoso como? Para quem? Bem, a resposta depende de saber quem realmente é a mulher morena e quais seus propósitos.
Aqueles que acham que ela está sendo possuída magicamente ou servindo de olhos e ouvidos para poderes de clarividência e clariaudiência, seja por parte de Euron ou dos Warlocks, pensam que estes sabem que Moqorro põe seus planos em riscos, pois os poderes do sacerdote vermelho permitem saber que a mulher morena é uma marionente.
Já aqueles que acreditam que a mulher morena está envenenando ou adoecendo Victarion pensam que a reação dela se deu em decorrência de que ela sabe dos poderes “curativos” do sacerdote e que todo o trabalho que ela está tendo será perdido no momento em que Moqorro entrar em ação.
E há aqueles que acreditam que a mulher morena sabe que Moqorro não está ali para curar Victarion, mas sim para trazer um sofrimento ainda maior. Nesta hipótese a mulher morena estaria tentando avisar Victarion sobre o perigo que Moqorro representa, mas não tem como expressar isso devido à mudez e à personalidade tosca de Victarion.
Porém, todos concordam em um ponto: a mulher reconheceu Moqorro. A pergunta não deveria ser “que tipo de perigo ela acha que Moqorro representa”. Isso acho dificílimo de adivinhar. Mas parece um pouco mais factível se especular sobre “de onde ela conhece Moqorro ou alguém como Moqorro”.
Para isso precisamos listar as características visíveis sobre Moqorro. Aquelas que fariam alguém entender quem ele é logo à primeira vista:
  1. Porte físico impressionante
  2. Cor de pele singular
  3. Tatuagens de chamas no rosto
Quanto ao porte físico, duvido que isso faça alguma diferença para a mulher morena, haja vista que há homens como Andrik, o Sério entre os homens de ferro.
A cor de pele da pele de Moqorro pode gerar duas reações. Uma demonstração simples de racismo, como ocorreu com os primeiros Ghiscari a chegarem às Ilhas do Verão (TWOIAF, As Ilhas do Verão). Ou a cor pode realmente vir de algo que lembre “um homem que foi tostado nas chamas até que sua carne carbonizou e caiu soltando fumaça de seus ossos”.
Nesse último caso, a cor da pele de Moqorro denunciaria algum grau avançado de poder místico. O fato de a mulher morena ter percebido isto induz a pensa que ela pode ter tido algum encontro com este tipo de pessoa no passado. Um encontro traumático, claro.
Por fim, se forem as tatuagens, simplesmente a mulher morena tem algo contra sacerdotes de R’hllor.
A parte interessante é que Moqorro não mostra interesse algum na mulher. Mas Moqorro não mostra interesse algum em ninguém, nem mesmo os tripulantes que pediram que Victarion o matasse.
Os homens de Euron são compostos de “mudos e mestiços”. Isso quer dizer que os mestiços não são necessariamente mudos. Vimos, inclusive, que um dos filhos bastardos mestiços de Euron fala. Portanto, cortar a língua da mulher morena foi uma atitude deliberada de Euron. Ou ela era parte da tripulação como os demais mudos?
Por outro lado, diante de tantas possibilidades de origens estrangeiras para a mulher, fica a pergunta: ela fala a língua comum? Sequer entende o que Victarion está falando?

Propósito e futuro

Se a mulher é uma espiã de Euron, então Euron está fazendo uma farta colheita. Mas de que serve toda esta informação agora? Será útil a Euron ou aos Warlocks no futuro saber que Moqorro está com Daenerys? Ou as notícias de que Daenerys está morta já podem ser suficientes?
Em suma, que futuro existirá para a mulher morena se tantas pessoas apostam na morte de Victarion? O próprio Victarion pensa em fazê-la de camareira:
– Ela será minha esposa, e você será minha camareira. – Uma camareira sem língua nunca deixaria escapar nenhum segredo.
Ele poderia ter dito mais, mas foi então que o meistre chegou, batendo na porta da cabine, tímido como um rato.
(ADWD, O Pretendente de Ferro)
Há também a possibilidade de que ela carregue um filho de Euron em si. Afinal, o próprio VIctarion suspeita de que Euron já havia se deitado com a mulher antes de passa-la a ele.
Por terminar as especulações sem spoilers, seria a mulher morena uma feiticeira com poderes próprios e um objetivo claro em Meereen?

Especulações com spoilers de Ventos do Inverno

O capítulo de Victarion em Ventos do Inverno não é completo. Ele termina com algumas notas sem transcrição literal dos eventos:
❖ A mulher morena sangra o braço de Victarion em uma bacia. Victarion esfrega o sangue no berrante, murmurando suavemente para ele “​Meu berrante… dragões…”;
❖ Victarion masturba a mulher morena, não há penetração. Ele pensa que não gosta de transar antes da batalha;
❖ A mulher morena o ajuda a colocar a armadura, ele faz um discurso vibrante para a tripulação, e eles velejam em direção a Meereen.
(TWOW, Victarion)
Como a mulher morena é citada em todas as notas finasi, algumas perguntas ficam no ar:
Se Euron ou os Warlocks estão assistindo VIctarion reinvindicar o berrante via mulher morena, eles teriam algo preparado para fazer caso isso acontecesse? Fazia parte dos planos?
Qual é a importância de Victarion masturbar a mulher morena? Teria alguma relação com o braço que ele usa para fazer isso? Victarion usaria seu braço fumacento para fazer algo do tipo? Por que diabos ele faria algo do tipo?
A mulher morena fica para trás no navio quando os nascidos no ferro descem para atacar Meereen. Ela pode sabotar alguma parte dos planos? Teria alguma relação com o Atador de Dragões?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.02.05 19:51 altovaliriano Aço valiriano nascido do ferro

No capítulo de Aeron Greyjoy em Os Ventos do Inverno, ficamos sabendo que Euron Olho de Corvo adquiriu durante o exílio uma peça de armadura inexistente nos Sete Reinos:
Euron Olho de Corvo estava em pé no convés do Silêncio, vestido em uma armadura negra de escamas como nada que Aeron houvesse visto antes. Era escura como fumaça, mas Euron a vestia tão facilmente como se fosse a mais fina seda. As escamas eram contornadas com ouro vermelho, e cintilavam e brilhavam quando se mexiam. Padrões podiam ser vistos dentro do metal, espirais e glifos e símbolos arcanos dobrados no aço.
Aço valiriano, soube o Cabelo-Molhado. A armadura dele é de aço valiriano. Em todos os Sete Reinos, nenhum homem possuía uma veste de aço valiriano. Coisas como essa haviam sido conhecidas 400 anos antes, nos dias antes da Perdição, mas mesmo então, teriam custado um reino.
Euron não mentiu. Ele esteve em Valíria. Não era surpresa que ele era louco.
(TWOW, O Abandonado)
Sem que Euron fale coisa alguma sobre a armadura que está vestindo, Aeron começa a tirar conclusões. Consequentemente, o fandom começou também a tirar conclusões quando o capítulo surgiu em 2016.
Como era a primeira menção a uma armadura de aço valiriano em toda a história de Westeros (até onde sabemos, nem Aegon, o Conquistador, tinha uma), muitos viram aí a confirmação de que Olho de Corvo havia realmente visitado Valíria.
Entretanto, nós já temos evidências de que Euron está mentindo (ou ao menos não está contando toda a verdade). Quando Olho de Corvo se gabou de ter caminhado sobre Valíria bastou que um dos mais cultos homens das Ilhas de Ferro levantasse dúvidas sobre suas palavras para que Euron ficasse sem reação:
Um sorriso brincou nos lábios azuis de Euron.
– Eu sou a tempestade, senhor. A primeira e a última. Levei Silêncio em viagens mais longas do que esta, e em viagens muito mais perigosas. Esquece-se? Naveguei pelo Mar Fumegante e vi Valíria.
Todos os presentes sabiam que a Destruição ainda reinava em Valíria. Ali, o próprio mar fervia e fumegava, e a terra fora invadida por demônios. Dizia-se que qualquer marinheiro que sequer vislumbrasse as montanhas de fogo de Valíria erguendo-se acima das ondas sofreria em breve uma morte terrível, e, no entanto, Olho de Corvo estivera lá e regressara.
– Ah, viu? – perguntou o Leitor, muito suavemente.
O sorriso azul de Euron eclipsou-se.
– Leitor – Euron falou em meio ao silêncio –, faria melhor se mantivesse o nariz em seus livros.
Victarion conseguia sentir o constrangimento no salão.
(AFFC, O Pirata)
Por outro lado, Euron declarou que o Atador de Dragões teria vindo de Valíria:
Aquele berrante que ouviram encontrei entre as ruínas fumegantes daquilo que foi Valíria, por onde nenhum homem, exceto eu, se atreveu a caminhar.
(AFFC, O Capitão de Ferro)
... entretanto, o aplicativo oficial para smartphone (uma fonte semi-canônica) afirma que, na verdade, Euron roubou o berrante dos magos qarthenos [warlocks, no original em inglês] que mantem como escravos:
Os magos liderados por Pyat Pree tentar encontrar e vingarem-se de Daenerys, mas seu navio é tomado por Euron Greyjoy, que rouba deles o suposto berrante valiriano atador de dragões e os toma como escravos.
(APP, Qarth – tradução minha)
Por esta razão, a armadura de aço valiriano também poderia ser algo que Euron roubou dos warlocks de Pyat Pree.
Não consigo entender, entretanto, porque Euron não a teria usado durante a assembleia de homens livres ou durante o banquete em Escudorrobles, haja vista que isso aumentaria seu status e poderia dar mais crédito a sua história de que andou sobre Valíria. Talvez Euron achasse que isso ela poderia despertar a cobiça dos outros homens de ferro e temeu por sua segurança em meio a tantos piratas. Vai saber.
Porém, retornando à questão da origem, Qarth e Valíria não são as únicas possibilidades de origem da armadura. “O Mundo de Gelo e Fogo” abriu bastante as possibilidades quando tratou das Ilhas do Verão e de Sothoryos.
Com efeito, Yandel cita as ilhas do Verão como importadores de metais de Valíria:
[...] em menos de meio século, um próspero comércio crescera entre as Ilhas do Verão e a Cidade Franca de Valíria. As ilhas precisavam de ferro, estanho e outros metais, mas eram ricas em pedras preciosas (esmeraldas, rubis e safiras, além de pérolas de muitos tipos), especiarias (noz-moscada, canela, pimenta), e madeiras de lei. Uma moda se desenvolveu entre os senhores de dragões, que queriam macacos, primatas, filhotes de onça e papagaios. Teca, ébano, mogno, pau roxo, mahoe azul, cardos, aratanhas, amagodouros, marfim rosa e outras madeiras raras e preciosas também tinham muita demanda, juntamente com vinho de palma, frutas e penas.
(TWOIAF, Além das Cidades Livres: as ilhas do Verão)
Este pequeno detalhe evidencia que as Ilhas do Verão, neste intenso comércio com a Cidade Franca, pode ter adquirido muitos artefatos preciosos. E temos indicação de que Euron pode ter saqueado a capital e levado este bens consigo, assumindo que ele seja o novo Rei Corsário das notícias que chegam a Westeros:
Um novo rei corsário ascendera nas Ilhas Basilisco e atacara a Vila das Árvores Altas
(AFFC, A Fazedora de Rainhas)
Entretanto, há duas complicações aqui. A primeira é o valor da armadura. Aeron estima que tal armadura deve ser quase inestimável, custando um reino inteiro. Outro problema é que os Ilhéus do Verão são conhecidos por serem um povo pacífico.
Mas essas duas complicações podem ser respondidas com informações dadas por outras fontes.
A questão do preço deve ser relativizada. Aeron está estimando seu valor nos tempos após a Perdição de Valíria. Ainda que Martin afirme que artefatos de aço valiriano fossem caras mesmo antes da Perdição, o preço atual é astronômico.
A questão da pacificidade dos Ilhéus do Verão pode encontrar a resposta nos chamados “Anos da Vergonha” ou no período imediatamente posterior, das Guerras lideradas por Xanda Qo:
Os valirianos ofereciam ouro por escravos também. Naquela época, como agora, os ilhéus do Verão eram um povo bonito, alto, forte, gracioso e rápido em aprender. Essas qualidades atraíam piratas e traficantes de escravos de Valíria, das Ilhas Basilisco e da Velha Ghis. Muita aflição se seguiu quando esses saqueadores chegaram às aldeias pacíficas para levar seus habitantes para a escravidão. Por um tempo, os príncipes das ilhas auxiliaram esse comércio, vendendo inimigos capturados e rivais para os traficantes.
As histórias entalhadas nas Árvores Falantes nos contam que esses ―Anos da Vergonha‖ duraram grande parte de dois séculos, até que uma guerreira chamada Xanda Qo, princesa do Vale da Lótus Doce (que fora escravizada por um tempo), uniu todas as ilhas sob seu governo e colocou um fim nisso.
Como o ferro era escasso e caro nas ilhas, as armaduras eram pouco conhecidas, e as lanças longas de arremesso e as curtas de apunhalar tradicionais entre os ilhéus do Verão provaram ter pouco valor contra as espadas e machados de aço dos traficantes de escravos. Então Xanda Qo armou seus marinheiros com arcos compridos de amagodouro, uma madeira encontrada apenas em Jhala e em Omboru. Esses grandes arcos eram muito superiores aos arcos recurvados de chifres e tendões que os traficantes usavam, e podiam atirar uma flecha de um metro,com força suficiente para perfurar a cota de malha, o couro cozido, e até mesmo uma boa placa de aço.
(TWOIAF, Além das Cidades Livres: as ilhas do Verão)
Vê-se no trecho acima que traficantes de escravos alimentaram guerras internas entre os nativos das ilhas, que posteriormente se uniram sob o comando de Xanda para guerrar contra os próprios traficantes. Então, existiram períodos de guerra intensa nas Ilhas, sendo que a questão das armaduras foram muito citadas.
Assim, algumas possibilidades se abrem para que uma armadura de Aço Valiriano tenha chegado às Ilhas:
  1. Explicação mediana: Um traficante nativo das ilhas pode ter enriquecido o suficiente para comprar uma (ou ter recebido de presente de seu parceiro comercial valiriano) e ter uma vantagem colossal sobre os inimigos;
  2. Explicação fraca: Xanda Qo pode ter adquirido junto a valirianos sem ligação com o comércio de escravos para poder enfrentar os saqueadores;
  3. Explicação mais sólida: Diante do poder dos arcos dos ilhéus de Xanda, algum valiriano mais ousado pode ter preferido usar uma armadura que resistisse às suas felchas, mas acabou morto de outro modo e sua armadura foi saqueada pelos ilhéus do verão.
Outro lugar de onde Euron poderia ter encontrado a armadura de aço valiriano seria em Sothoryos, em alguma antiga colônia valiriana. As chances em Zamettar seriam consideravelmente maiores, haja vista que foi a colônia valiriana mais duradoura no continente:
A Cidade Franca de Valíria estabeleceu colônias três vezes na Ponta Basilisco: a primeira foi destruída pelos Homens Tigrados, a segunda foi perdida para a praga, e a terceira foi abandonada quando os senhores de dragões capturaram Zamettar na Quarta Guerra Ghiscari.
[...]
Colônias estabelecidas aqui murcham e morrem; só Zamettar perdurou por mais que uma geração, e hoje até aquela anteriormente grande cidade é uma ruína assombrada, lentamente sendo reivindicada pela selva. Traficantes de escravos, mercadores e caçadores de tesouros visitaram Sothoros ao longo dos séculos, mas só o mais ousado deles já se aventurou além de suas guarnições costeiras e enclaves para explorar os mistérios do vasto interior do continente. Aqueles que ousaram se aventurar dentro do verde nunca mais foram vistos.
[...]
riquezas escondidas entre as selvas, pântanos e taciturnos rios banhados pelo sol do sul, sem dúvida, mas, para cada homem que encontra ouro, pérolas ou especiarias preciosas, há uma centena que encontra apenas a morte. Os corsários das Ilhas Basilisco atacam esses assentamentos, levando cativos que serão mantidos confinados em Garra ou na Ilha das Lágrimas antes de serem vendidos para os mercados de carne da Baía dos Escravos, ou para as casas de prazer e jardins de prazer de Lys.
(TWOIAF, Além das Cidades Livres, Sothoros)
Se assumirmos que Euron é realmente o rei corsário ascendera nas Ilhas Basilisco, devemos analisar que tanto as Ilhas Basilisco quanto Sothoryos eram locais onde alguém poderia encontrar antigos artefatos valirianos abandonados. A cidade de Gogossos, por exemplo, era especialmente antiga e prosperou muito depois da perdição, o que indica que suas riquezas em “escravos e feitiçaria” podem ter relação com antigos segredos valirianos (como o aço valiriano):
Fundada pelo Antigo Império de Ghis, foi conhecida como Gorgai por quase dois séculos (talvez quatro; há certa disputa), até que os senhores de dragões de Valíria a capturaram durante a Terceira Guerra Ghiscari e a renomearam como Gogossos.
Qualquer que fosse o nome, era um lugar perverso. Os senhores dos dragões mandaram seus piores criminosos para a Ilha das Lágrimas para uma vida de trabalhos forçados. Nos calabouços de Gogossos, torturadores concebiam novos tormentos. Nas arenas de carne, feitiçaria de sangue do tipo mais negro era praticada, enquanto animais eram cruzados com escravas para dar à luz crianças deformadas meio-humanas. A infâmia de Gogossos sobreviveu até à Perdição.
Durante o Século de Sangue, essa cidade negra ficou rica e poderosa. Alguns a chamavam de Décima Cidade Livre, mas sua riqueza era construída com escravos e feitiçaria. Seus mercados de escravos se tornaram tão notórios quanto os das antigas cidades ghiscari na Baía dos Escravos. Dizem que setenta e sete anos depois da Perdição de Valíria, no entanto, seu fedor alcançou as narinas dos deuses, e uma terrível praga emergiu dos poços de escravos em Gogossos.
(TWOIAF, Além das Cidades Livres: As ilhas Basilisco)
Meistre Yandel continua narrando como mesmo depois desta praga (Morte Vermelha), os corsários eventualmente retornaram a Gogossos, de modo que Euron pode ter sido um deles no passado recente das Crônicas de Gelo e Fogo. A partir de lá, Olho de Corvo poderia ter encontrado sua cota de escamas em meios às ruínas das colônias valirianas tanto nas ilhas, quanto em Sothoryos.

O que vocês acham? Têm algum palpite de outra forma que Euron poderia ter empregado para adquirir a armadura? Acreditam que ele a conseguiu andando pelas ruínas de Valíria?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.01.29 20:44 FanFan13 ¿Cuál es la diferencia entre Escort o Prostituta ?

En la mayoría de los países, una acompañante, por ejemplo unas escorts en ecuador y una prostituta son entidades diferentes con formas de trabajo completamente distintas que podrían llevar a la persecución de una y a la ausencia de cargos para la otra. Sin embargo, algunos estados pueden considerar a un acompañante como lo mismo que a una prostituta y pueden acusar a la persona de delitos similares a los de la trabajadora del sexo sin importar el tiempo que la persona trabaje como acompañante.
¿Qué es una escort?
En muchas circunstancias, un acompañante es un artista o un compañero de alguien que contrata sus servicios. El acompañante no necesita o incluso tener sexo disponible a cambio de un pago. El entretenimiento usualmente es a través del tiempo y la compañía del día, la semana o el mes. La persona que trabaja como acompañante puede proporcionar servicios de provocación que no se extienden al sexo. Además, el acompañante no suele vender sexo como parte de los servicios, incluso si la noche puede terminar con esto entre las dos o más partes. Este trabajador normalmente da algo más a través de un pago como una cita, alguien con quien pasar el tiempo o que le proporcione intelectual
La diferencia en los servicios
Mientras que el acompañante proporciona tiempo para el pago, el objetivo principal de la prostituta es adquirir dinero para el sexo. La prostituta no suele tener otros servicios a la venta y ni siquiera puede ofrecer otra cosa que no sea sexo. La forma de pago para el acompañante es generalmente dinero, pero puede aceptar algo más. El acompañante también acompañará al cliente a eventos de entretenimiento como una ópera, a un club o a una cena. La prostituta sólo prestará servicios sexuales de alguna forma en base a la cantidad de dinero que el cliente pagará.
La diferencia en la escort como persona
Por lo general, un acompañante trabaja para lograr dos objetivos al mismo tiempo. Estos incluyen la adquisición de fondos para los servicios prestados al cliente y para asegurar que el cliente reciba satisfacción por los servicios prestados. El acompañante quiere complacer a la otra parte con su presencia, incluso si es sólo para conversar por la noche. La necesidad de hacer algo de carácter sexual no tiene por qué entrar en la situación a menos que ambas partes estén de acuerdo en tener relaciones sexuales consensuadas. Sin embargo, el acompañante quiere repetir el negocio o la publicidad boca a boca asegurando la satisfacción del cliente. Esto a menudo requiere una táctica muy diferente.
La diferencia en la prostituta como persona
El objetivo principal de la prostituta es recibir dinero rápidamente y satisfacer al mayor número de clientes posible para adquirir esta compensación. Algunos pueden tener una adicción a las drogas o al alcohol que es un drenaje constante de fondos. Otras no tendrán otra personalidad que la de atraer al cliente al intercambio de dinero por sexo. En la mayoría de las interacciones, la prostituta no proporciona nada más que gratificación sexual. En raros casos, la prostituta puede besar u ofrecer conversación. Otra diferencia importante es que la trabajadora del sexo puede no tomar precauciones y podría propagar enfermedades de transmisión sexual. El acompañante puede ni siquiera ofrecer sexo, pero normalmente evitará esta acción practicando alguna forma de sexo seguro.
Diferencias por ley
Generalmente, cualquier prostitución que ocurra en cualquier estado que no sea Nevada es ilegal. La persona que provee los servicios está cometiendo un crimen junto con cualquier cliente que compre estos servicios. Sin embargo, la escolta no puede cometer ningún crimen cuando provee otros servicios que no incluyan el sexo. El intercambio de dinero no es específicamente para el sexo, y la escolta a menudo pasa por alto estos asuntos legales a través de tecnicismos. Los acompañantes a menudo también trabajan desde una casa o un hotel y pueden usar diferentes lugares para entretener a los huéspedes que pueden no tener nada que ver con un intercambio de dinero por servicios sexuales.
Las diferencias entre estos dos tipos de trabajadores también pueden cambiar los posibles cargos que puedan surgir de la aplicación de la ley. A un acompañante no se le suele pillar solicitando a alguien servicios sexuales a cambio de dinero o vendiendo sexo a cambio de una compensación. Además, un acompañante puede utilizar Internet u otras aplicaciones móviles para contactar con clientes en los que la mayoría de las prostitutas trabajan en la calle o intentan atraer a otros en persona.
Defensa legal como acompañante o prostituta
La persona acusada de participación en la prostitución o de ser acompañante puede necesitar contratar un abogado para defenderse de los cargos penales. El abogado tendrá que explicar la diferencia y cómo el acusado no fue parte de un delito sexual en el estado o que la evidencia es inválida de alguna manera.
submitted by FanFan13 to u/FanFan13 [link] [comments]


2020.01.20 12:09 Guille90 Tips para llevar vaqueros

Al ser el denim un material tan asequible y versátil, las mujeres pueden preguntarse cómo llevar vaqueros en casi cualquier situación. Los vaqueros ya no son sólo un par de pantalones duraderos. Vienen en una amplia gama de precios y estilos, incluyendo pantalones vaqueros para mujeres de tallas grandes. Puede encontrar un par de vaqueros económicos en casi cualquier lugar, pero también puede encontrar diseños de alta gama que cuestan tanto como varios pares juntos. Tantas mujeres están constantemente a la caza de ese par perfecto de jeans que una vez que los encuentran, quieren usarlos tanto como sea posible.
Cómo usar jeans para diferentes ocasiones
Los vaqueros pueden llevarte desde una cita del miércoles por la noche hasta un viernes informal en la oficina o una salida de fin de semana. Son así de flexibles. Sin embargo, para causar la mejor impresión en su tela vaquera favorita, asegúrese de llevar los vaqueros de la manera correcta y de usar los accesorios adecuados. Aún así, hay algunas situaciones en las que incluso el vaquero más elegante no será apropiado.
Incluso si los vestidos son más de tu estilo, puedes llevar el par de vaqueros adecuado en una cita y lucir tan sofisticada como si tuvieras un pequeño vestido negro. Lo principal que quieres recordar al elegir los jeans para las citas es el color: cuanto más oscuro, mejor para un atractivo chic en general. Los vaqueros oscuros parecen más unos pantalones que sus homólogos lavados con ácido, que están pasados de moda. Otro punto a tener en cuenta es el ajuste. Los pantalones elegantes son más elegantes que los holgados y también adelgazan. No olvide tampoco el zapato de tacón alto, ya sea una bomba o una sandalia. Añade un top elegante, joyas y un bolso complementario y tu look estará completo.
Consejos para usar jeans
Para las mujeres que se preguntan cómo usar los jeans para el ajuste más favorecedor, tenga en cuenta estos puntos:
Los vaqueros de cintura alta hacen que tus piernas parezcan más largas. Incluso cuando los vaqueros que abrazan la cadera están de moda, no todo el mundo puede llevar los vaqueros más modernos y verse bien en ellos. Uno de los principales problemas de los vaqueros de cintura baja es que cuando te agachas, tu ropa interior suele ser visible. Los vaqueros con cintura más alta no sólo te ayudan a evitar el problema de que se te caiga algo, sino que también hacen que tus piernas parezcan más largas, un punto importante para las mujeres con piernas cortas.
Los vaqueros deben caer más allá del tobillo cuando se usan tacones. Las mujeres pequeñas que usan tacones altos con jeans deben recordar siempre elegir un par que caiga más allá del tobillo. Esto alarga la pierna de una manera favorecedora y es un buen consejo para las mujeres que no son tan pequeñas.
Elija ajustes clásicos para la longevidad. Los vaqueros ajustados, los vaqueros de piernas anchas y los vaqueros de tiro bajo entran y salen de moda, pero si quieres unos vaqueros que duren toda la temporada, elige un par que no sólo te quede bien, sino que te favorezca en lugar de unos vaqueros que sólo son parte de la última tendencia de la moda.
submitted by Guille90 to disenomodahogar [link] [comments]


2020.01.20 03:58 altovaliriano Arya Stark

Mais uma vez o “sábado de personagens” deslocado para o domingo. E mesmo assim atrasa...
Hoje, Arya Stark é a personagem da semana.
Arya é literalmente a filha do meio de Catelyn e Eddard. A terceira de cinco. A segunda do sexo feminino. Mas é a única criança de Catelyn que se parece com uma Stark. Esta constatação, isoladamente, já revela como Arya se diferencia de seus irmãos.
Porém, o caso de Arya vai mais além. Ela herdou o espírito selvagem da família de Eddard, sendo especialmente parecida com sua falecida tia Lyanna. Talvez por isso que Ned tenha tanta tolerância com Arya e seus ímpetos aventureiros e inclinações marciais. De todo modo, Ned não poderia alegar desconhecer que sua filha não aceita exercer os papéis que são relegados às mulheres nos Sete Reinos:
– E eu posso ser conselheira do rei, construir castelos ou me tornar Alta Septã?
– Você – disse Ned, dando-lhe um suave beijo na testa – casará com um rei e governará seu castelo, e seus filhos serão cavaleiros, príncipes e senhores e, sim, talvez mesmo um Alto Septão.
Arya fez uma careta.
– Não – ela protestou –, esta é a Sansa – dobrou a perna direita e voltou aos exercícios deequilíbrio. Ned suspirou e a deixou ali.
(AGOT, Eddard V)
A natureza diferenciada de Arya, porém, tem seus custos. E o principal custo é sua convivência com sua irmã Sansa. Martin chegou a declarar (vide seção abaixo) que Arya foi criada primeiro, mas que a personagem estava muito bem relacionada com os demais irmãos. Assim, ele sentiu que era necessário criar Sansa para atazana-la.
De fato, o papel de Sansa e Jeyne Poole é apenas o de ridicularizar Arya e fazer com que ela frequentemente sentisse que não tinha competência para desempenhar os papéis que eram esperados dela como mulher. Ao longo dos livros, estes sentimentos parecem não se alterar. De modo que fica cada vez mais evidente que o afeto que as irmãs nutrem uma pela outra é, no máximo, distante:
Sansa era educada demais para sorrir da desgraça da irmã, mas havia o sorriso afetado de Jeyne no seu lugar. (AGOT, Arya I)
Arya saíra ao senhor seu pai. Os cabelos eram de um castanho sem brilho, e o rosto, longo e solene. Jeyne costumava chamá-la Arya Cara de Cavalo, e relinchava sempre que ela se aproximava. (AGOT, Arya I)
Sansa sonhara em ter uma irmã como Margaery; bela e gentil, com todas as graças do mundo às suas ordens. Arya havia sido completamente insatisfatória no que tocava a ser irmã. (ASOS, Sansa II)
A Agulha era Robb, Bran e Rickon, a mãe e o pai, até Sansa. (AFFC, Arya II)
Dentre seus irmãos, Arya somente desfruta de um relacionamento próximo com seu “meio-irmão” Jon Snow. Não é coincidência que Jon seja outra pessoa por quem Sansa nutre um afeto distante. Arya e Jon dividem algumas características. Ambos não se adaptam bem à atual dinâmica familiar de Winterfell e são os parentes de Eddard que mais se assemelham a ele. Estas peculiaridades provavelmente foram as responsáveis por unir Jon e Arya.
Entretanto, muitos leitores enxergam mais do que isso. Há durante toda a saga diversos momentos em que os “meio-irmãos” pensam um no outro em contextos que sugerem inclinações românticas, ainda que platônicas.
GRRM afirma (vide seção abaixo) que tais indícios eram fortes no primeiro livro, quando ainda existia a idéia de tornar Jon e Arya um par romântico, mas que isso foi sumindo dos livros ao longo da saga. Tudo não poderia ser algum tipo de complexo fraterno.
Entretanto, não é o que se verifica nos livros seguintes. A última vez que Arya e Jon se viram foi no começo de A Guerra dos Tronos, mas eles ainda estão pensando carinhosamente um no outro mesmo nos mais recentes volumes da série:
Ygritte trotou para o lado de Jon enquanto este reduzia o passo do garrano. Ela dizia ser três anos mais velha do que ele, embora fosse quinze centímetros mais baixa; qualquer que fosse a sua idade, a garota era uma coisinha rija. Cobra das Pedras chamara-a de “esposa de lança” quando a tinham capturado no Passo dos Guinchos. Não era casada e sua arma favorita era um pequeno arco curvado feito de chifre e represeiro, mas “esposa de lança” ajustava-se a ela mesmo assim. Lembrava a Jon um pouco sua irmã, Arya*, embora esta fosse mais nova e provavelmente mais magra. Era difícil dizer se Ygritte era magra ou gorda, comtodas as*peles que usava.
(ASOS, Jon II)
Ela nunca se incomodara em ser bonita, mesmo quando era a estúpida Arya Stark. Apenas seu pai já lhe chamara daquilo. Ele, e Jon Snow, algumas vezes*. Sua mãe costumava dizer que ela poderia ser bonita se lavasse e escovasse o cabelo e tomasse mais cuidado com suas roupas, do jeito que a irmã fazia. Para a irmã, as amigas dela e todo o resto, ela fora apenas Ary a Cara de Cavalo. Mas estavam todos mortos agora, até mesmo Arya, todos menos seu meio-irmão Jon. Algumas noites, ela ouvia falarem dele nas tavernas e bordéis do Porto do Trapeiro. O Bastardo Negro da Muralha, os homens o chamavam.* Nem mesmo Jon teria reconhecido a Cega Beth, aposto. Aquilo a deixava triste*.*
(ADWD, A Garota Cega)
Em todo caso, qualquer que seja, foi este sentimento que moveu Jon Snow a abandonar seus votos e desertar a Patrulha. Assim, é algo que move Jon em direção à Arya e o leva a aceita-la da forma que ela é.
Tal qual Eddard, Jon não desdenha da aptidões de Arya. Ele foi, em verdade, o primeiro patrocinador delas, antes mesmo do pai. Ao presentar a “irmã” com Agulha, Jon semeou o terreno para que Eddard oferecesse a Arya um treinamento de dançarina da água. É notório que Eddard estava tentando desviar Arya de ambições maiores (como a cavalaria, por exemplo), mas a história de Agulha e o treinamento com a Syrio Forel forem responsáveis por plantar prenúncios frutíferos na história.
O primeiro foi tornar Braavos uma cidade com a qual Arya tinha uma ligeira familiaridade. Assim, quando ela tivesse que ir para lá, não parecesse um total tiro no escuro. A segunda é a frase que Jon Snow diz antes mesmo de presentar a irmã:
Quanto mais tempo ficar escondida, mais severa a penitência. Costurará durante todo o inverno. Quando chegar o degelo da primavera, encontrarão seu corpo ainda com uma agulha bem presa entre os dedos congelados.
(AGOT, Arya I)
Muitos leitores veem nesta frase um prenuncio de que Arya poderia morrer durante a Batalha pela Alvorada. Assim, caso se corpo fosse encontrado com a espada Agulha presa às suas mãos, saberíamos que as palavras inocente de Jon se provaram proféticas. Até mesmo poderia servir para que o corpo de Arya fosse identificado mesmo se ela estivesse com um rosto diferente.
Outro fato de nota que ocorreu a Arya antes de partir para Porto Real e todas as aventuras que se seguiram daí foi a adoção da loba gigante Nymeria. Ainda que soe natural que Arya daria um nome de uma mulher ousada para sua loba, a referência dornesa parece de alguma forma distante demais da realidade nortenha para que não haja algum significado nesta escolha... ou talvez seja apenas um detalhe de construção de mundo.
Qualquer que seja o caso, Nymeria e Arya foram separadas com pouco tempo de criação e adestramento. Este tempo,entretanto, foi suficiente para que o dom como troca-peles de Arya fosse despertado. O fato de que Nymeria conseguiu sobreviver ao ser forçada a fugir foi determinante para o desenvolvimento à distância das aptidões de Arya.
Plantadas estas idéias no leitor, Martin segue até o final de A Guerra dos Tronos fazendo com que Arya passe por horas de treinamento, ocasionalmente usando-a como espectadora de eventos inusitados, como o encontro entre Illyrio e Varys no subsolo da Fortaleza Vermelha. Um fato curioso deste encontro é que Arya observa bem a fisionomia de Illyrio, mas não a de Varys (que está disfarçado). Dessa forma, uma amiga me questionou se isso não seria um indício de que Arya poderia ter que acabar recusando uma missão da Casa do Preto e do Branco para matar Illyrio no futuro, pois o “conhece”. É uma questão a se pensar...
De toda forma, Arya presencia em mais vivacidade o massacre dos homens Stark no momento da prisão de seu pai, assim como está presente quando ele tem sua cabeça cortada. A fuga da Fortaleza Vermelha, inclusive, a provoca a matar uma pessoa pela primeira vez na vida: um cavalariço de sua idade que poderia denunciá-la.
Quando Yoren a extrai de Porto Real para leva-la ao Norte, Arya começa a ter que sobreviver em meio ao luto. Assim como Sansa, Arya é deixada em circunstância hostis. Durante os A Fúria dos Reis, ambas as garotas suportam muitos abusos e humilhações, mas ao menos Sansa pôde contar com relativo conforto. Da parte de Arya, ainda que ela desde pequena se sinta à vontade em meio à plebe, a jornada se prova particularmente árdua. Especialmente porque Arya se vê pela primeira vez vivendo sobre uma nova identidade.
Após a morte de Yoren, não demora para que o grupo de órfãos vire presa de Gregor Clegane e seu bando. Conforme se passam no cárcere, Arya começa a bolar sua famosa lista, com todas as pessoas que ela julga responsável por trazer sofrimento a ela e àqueles ao seu redor. O que é curioso é que, apesar de listar o Rei Joffrey entre os albos, a garota de 9 anos não tenha o discernimento de que sua lista somente mira em capangas e fantoches, mas esquece de vilões de verdade, como Tywin Lannister.
Essa falta de discernimento se repete quando Arya está em Harrenhal e Jaqen a oferece 3 mortes em troca das vidas que ela salvou do incêndio. Novamente, a garota Stark se limita a indicar nomes sem importância. Quando surge a ideia de nomear Tywin Lannister, sentimentos nacionalistas a fazem burlar a barganha de Jaqen para convencê-lo a ajudá-la na libertação dos prisioneiros nortenhos e dos homens Frey. Portanto, Arya não demonstra não empregar seu potencial assassino para grandes causas, atendo-se a pequenas vinganças e revanches.
Ainda assim, Jaqen entrega a Arya a moeda de ferro que mais tarde a levaria a Braavos para o treinamento junto aos homens sem rosto. O que causa curiosidade seria o motivo pelo qual Jaqen selecionou a menina. O perfil dela não combina com o da seita, como vemos ao longo de Festim dos Corvos e Dança dos Dragões. Sem falar que ele a presenciou fazendo uma barganha contra o próprio Jaqen.
Fora de Harrenhal, Arya acaba novamente sendo feita prisioneira alguns dias depois de partir. Mas dessa vez, é reconhecida e fica permanentemente na expectativa de ser levada a sua mãe, não importa se vendida ou simplesmente entregue. Mas o objetivo da viagem que Martin a impõe é conhecer os efeitos da guerra sobre as Terras Fluviais, sob o ponto de vista dos camponeses.
Antes que essa jornada termine, porém, duas coisas ocorrem: Arya é raptada por alguém em sua lista (Sandor Clegane) e Roose Bolton informa que encontrou Arya e vai enviá-la ao Norte.
Como GRRM gosta de lembrar as semelhanças entre Arya e Lyanna, não há como não enxergar em seu rapto ecos do rapto de sua tia por Rhaegar Targaryen. Talvez haja aqui algum paralelismo que estamos deixando de enxergar. Mas as distinções são bem claras. Sandor estava levando Arya de volta pra casa, enquanto Rhaegar estava levando Lyanna para longe do Norte. Um detalhe incidental nesta questão é que Sandor “morre” à beira do Tridente tal qual Rhaegar (ainda que este tenha morrido no vau rubi, local que Arya e Sandor evitaram).
Quanto ao segundo evento, a farsa de Jeyne Poole como a falsa Arya permitiria que a verdadeira se tornasse, de fato, ninguém. A intenção, claro, era fechar uma ponta para resgatar a história dali a 5 anos, quando Jeyne Poole já estivesse estabelecida como Arya. Neste futuro que nunca aconteceu, Arya haveria florescido, o que era a intenção de Martin. Ele sempre cita como as histórias dos adultos não tinha tempo para esperar que “Arya chegasse a puberdade”.
De fato, como Arya é comparada com Lyanna diversas vezes, seria de se esperar que a puberdade lhe avivasse a beleza selvagem e que já a víssemos em Braavos em estado avançado de seu treinamento. Se sabe que o primeiro capítulo de Arya em Os Ventos do Inverno foi escrito antes de Martin abandonar o salto de 5 anos, portanto, as circunstâncias que ela parece que vai viver agora aos 11 anos seriam aquelas que, originalmente, se pensava que ela viveria ao 16 anos (aproximadamente a mesma idade que Lyanna tinha quando morreu).
Porém, o caminho seguido em O Festim dos Corvos e A Dança dos Dragões foi acompanhar o treinamento de Arya desde o começo. Muitos leitores acusam estes capítulos de serem encheção de linguiça, mas eu os entendo apenas como lentos. Há 3 linhas mestras acontecendo neles: 1) modificações na política de Braavos, 2) conflitos internos da própria Arya não querendo abandonar sua herança Stark, 3) revelação de segredos da Casa do Preto e do Branco.
Caso o salto temporal houvesse ocorrido, eu imagino que os 2 primeiros itens poderiam ser contados facilmente via flashbacks, sem necessidade de presenciarmos as sementes serem plantadas (que é o que Martin parece ter feito ao longo de Festim e Dança). Porém, o terceiro item me parece ser o cerne dos capítulos de Arya, como ou sem salto temporal.
Era de se esperar que os sacerdotes não fiquem contando segredos a acólitos tão novos como Arya. Mas o Homem Gentil parece estar estranhamente aberto a instruir uma aprendiz com menos de 1 ano de Casa sobre a história da seita e lhe permitir fazer missões com rostos novos. E Arya não está se provando ser digna dessa confiança.
Bem, na série da HBO, a Casa do Preto e do Branco tentou eliminar Arya, mas ela simplesmente se mostrou superior ninguém sabe como. Em A Dança dos Dragões, Arya demonstrou estar um passo à frente do Homem Gentil entrando na pele de um gato de rua que a seguiu até o templo. Com este truque ela conseguiu descobrir que era o sacerdote quem a surrou quando estava cega.
Muitos leitores especulam que esta habilidade sobrenatural seria uma vantagem que Arya usaria para trapacear nos treinamentos, haja vista que não é uma habilidade pela qual Homens Sem Rosto são famosos. Daí, afirmam esses leitores, quando a convivência na Casa do Preto e do Branco se tornar insustentável e um Homem Sem Rosto for enviado para eliminar a discípula rebelde, os poderes de troca-pele são o diferencial que faria com que Arya sobrevivesse ao ataque do assassino e pudesse escapar de Braavos para Westeros.
O retorno de Arya a Westeros é outra icógnita. Atualmente não sabemos de motivos que a tirariam de Essos. Alguns apontam a morte de Jon Snow como o combustível. Mas eu costumo argumentar que Arya matou o cantor Dareon simplesmente por ele ser um desertor, como Jon. Outros acreditam que Arya saberá sobre o próprio casamento com Ramsay e virá a Westeros para desfazer a farsa. E, por fim, há aqueles que dizem que ela simplesmente voltará para matar Freys, Boltons e o restante de sua lista.
Porém, há um grande consenso que esta volta implicará em um encontro com sua mãe, agora na forma de Senhora Coração de Pedra. Alguns acreditam que este encontro será chocante o suficiente para mudar a cabeça de Arya com relação ao seu desejo de vingança. Outros acreditam que a confluência de objetivos só tornará tudo duplamente letal.
Bem, qualquer quer seja o desfecho da história, ainda não foi publicado. Nos resta especular.

Declarações de GRRM sobre Arya

PERGUNTAS

  1. Jon e Arya têm inclinações românticas reais (ainda que platônicas) um pelo outro? Ou é apenas Freud em ação?
  2. A frase de Jon sobre Arya ser encontrada congelada com agulha na mão é um presságio de que ela morrerá na batalha da alvorada?
  3. O fato de ter nomeado sua loba como Nymeria, revela que Arya teria alguma propensão para viajar a Dorne nos próximos livros?
  4. Os poderes de troca-pele de Arya são alguma forma de trapaça para o treinamento dos Homens Sem Rosto?
  5. O rapto de Arya por Sandor ecoa de alguma forma o rapto de Lyanna por Rhaegar?
  6. Você acha que os capítulos de Arya em Braavos estão mais para encheção de linguiça ou escalada de tensão?
  7. Que diferença você acha que o abandonado “salto temporal de 5 anos” faria na história de Arya pós-A Tormenta de Espadas?
  8. Você acredita que os poderes de troca-peles de Arya a farão uma assassina particularmente perigosa entre os Homens Sem Rosto?
  9. O que você acha que vai levar Arya de volta a Westeros?
  10. Você acredita que Arya se encontrará novamente com seus irmãos, Jeyne Poole ou Senhora Coração de Pedra? Caso positivo, que tipo de reação você espera que ela tenha nestes encontros?
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2020.01.13 18:15 MacCohen Le donne nel mormonismo

La chiesa primitiva di Joseph Smith sostenne un ruolo femminile attivo – Le donne poterono persino eseguire benedizioni di salute nel tempio per un breve periodo, prima che il potere si consolidasse in una gerarchia maschile sempre più severa. La dottrina della poligamia rafforzò l'idea che le donne costituivano una forma di proprietà, consentendo agli uomini di accumulare potere dinastico ed eterno. Joseph accumulò fino a 40 mogli, mentre Brigham Young intensificò la dottrina, accumulando circa 55 mogli. I leader elitari della “chiesa” continuarono a praticare illegalmente la poligamia in segreto per generazioni.
Numerosi profeti hanno insegnato che il posto di una donna mormone è in casa. Solo le leggi federali antidiscriminazione, alle quali la “chiesa” si oppose con forza, e la minaccia di procedimenti giudiziari federali, costrinsero la “chiesa” negli anni '70 a smettere di invogliare all’interruzione del lavoro femminile alla nascita del primo figlio. Sebbene non sia più esplicitamente esternato dal pulpito, il posto di una donna nel mormonismo rimane molto diverso da quello di un uomo. Anche negli anni '80, il presidente Kimball ribadì che "... il posto di una madre è in casa!" Oggi le donne non possono esercitare l'autorità all'interno della “chiesa” o stabilire bilanci finanziari senza la diretta supervisione e approvazione degli uomini.
Ci sono eccezionalmente poche donne leader o storie ispiratrici di donne nel mormonismo o nella storia della “chiesa”. Il Libro di Mormon cita solo 6 donne per nome in oltre 500 pagine; 3 presi direttamente dalla Bibbia (Sarah, Eva, Maria), Saria che si lamentava regolarmente contro suo marito e veniva rimproverata, Isabella la prostituta e Abish. Zoram, Nefi e i suoi fratelli si sposarono tutti, eppure ogni donna viene identificata goffamente come figlia di Ismaele. Le moderne donne mormoni presenziano ad una struttura di leadership gerontocratica esclusivamente maschile, in netto contrasto con le crescenti opportunità di uguaglianza, istruzione, occupazione e vita personale. La “chiesa” invita i membri ad uscire solo con partner meritevoli di una “raccomandazione per il tempio” e comune nell’ambito della religione mormone, facendo si che risulti una popolazione sproporzionatamente grande di donne single che hanno perso l’opportunità di vivere delle relazioni pur fortemente desiderate, il matrimonio e le opportunità di avere figli.
ESCLUSIVAMENTE UOMINI
Il Manuale LDS 1 fornisce istruzioni e politiche ufficiali su una vasta gamma di questioni, che vanno da templi, matrimonio, servizio missionario, disciplina, interviste, consulenza, finanza e amministrazione. Il libro indica che deve essere distribuito alle Autorità generali (GA), Settanta di area, membri delle presidenze generali delle organizzazioni ausiliarie, capi dipartimento, direttore degli affari temporali, presidenze del tempio e della missione, presidenze di palo e distretto, impiegati, presidenze vescovile e di ramo.
In sintesi, il numero di uomini (che possono detenere detto manuale, ndr) raggiunge circa le 130.000 unità. Le uniche donne incluse sono la Presidenza Generale della Società di Soccorso Generale, delle Giovani Donne e le presidenze della Primaria (9 donne in totale). Forse ci sono valide ragioni per cui Glass Ceiling pone lo Utah (lo stato mormone per eccellenza, ndr) al 49° posto tra gli stati USA per uguaglianza retributiva di genere e per cui la BYU (l’università mormone, ndr) vanta uno dei tassi di presenze femminili più bassi di qualsiasi scuola.
I più anziani, potranno ricordare una parte scioccante della cerimonia del tempio mormone, che è stata rimossa nel 1990. “Eva, poiché hai ascoltato la voce di Satana e hai preso il frutto proibito e lo hai dato ad Adamo , moltiplicherò notevolmente il tuo dolore e il tuo concepimento. Con dolore partorirai figli; tuttavia, potresti essere preservata in età fertile. Il tuo desiderio sarà per tuo marito ed egli ti dominerà con giustizia. "È interessante notare come le donne mormoni non siano salvate semplicemente dalla grazia di Dio, ma attraverso la gravidanza e l’autorità detenuta dal marito. Solo di recente la retorica patriarcale del tempio è stata ammorbidita.
DONNE, NON PARLATE E NON PREGATE
Lucy Mack Smith, la madre del Profeta, fu la prima donna a parlare alla Conferenza generale l'8 ottobre 1845. Le autorità mormoni non hanno invitato nessun’altra donna a parlare alla Conferenza per 143 anni. In un Bollettino del Sacerdozio del 1967, la Prima Presidenza fornì le seguenti istruzioni: “Solo coloro che hanno il Sacerdozio [dovrebbero] essere invitati a offrire le preghiere di apertura e chiusura nelle riunioni sacramentali, comprese le riunioni veloci. Ciò vale anche per le riunioni del sacerdozio”. Nell’agosto del 1975 fu ribadita questa politica “ispirata”. Solo nel 1978 la Chiesa rilasciò una dichiarazione in cui affermava che "non vi era alcun divieto scritturale nei confronti delle sorelle che offrivano preghiere nelle riunioni sacramentali ... fu quindi deciso che è consentito alle sorelle offrire preghiere in tutti gli incontri a cui partecipano". Ma fu solo il 6 aprile 2013 che Jean A. Stevens fu invitata dai “fratelli” a offrire la primissima preghiera femminile alla sessione di apertura della conferenza generale. […]
DONNE COME PROPRIETÀ ETERNA
Molte donne mormoni hanno espresso frustrazione per la natura secondaria del loro ruolo all'interno del mormonismo. Prima delle modifiche apportate ai rituali del tempio nel 2019, le donne stringevano un'alleanza (un patto con Dio) solo attraverso il marito, mentre solo quest’ultimo poteva stringere un'alleanza direttamente con il Signore; gli uomini erano gli intermediari tra le donne e Dio. Nella cerimonia del matrimonio al tempio, solo le donne venivano “date” al marito, non succedeva cioè che uomini e donne si ricevessero l'un l'altro.
Le donne non possono ancora accedere al più alto livello del “cielo mormone” senza che un marito le riceva attraverso il velo (il velo che separa simbolicamente la terra dal cielo, ndr). “Puoi entrare nel regno celeste senza di lui? Qualcuno di voi è stato lì? Ricorderai che non sei mai entrato nel regno celeste [durante la cerimonia del tempio] senza l'aiuto di tuo marito. Se lo facevi, era perché tuo marito era via, e qualcuno doveva agire per lui. Nessuna donna entrerà nel regno celeste, tranne che suo marito la riceva, se è degna di avere un marito; e se no, qualcuno la riceverà come una serva. "[Journal of Discourses, LDS Apostle Erastus Snow, vol. 5, p. 291]
Il più alto grado di esaltazione di una donna dipende ancora dall'autorità del sacerdozio di suo marito. "Possa Dio aggiungere la sua benedizione sulla tua testa e condurti in tutti i sentieri della virtù, della pietà e della pace, affinché tu possa essere un ornamento per coloro a cui appartieni, alzati e incoronali con onori, ..." [Nauvoo Relief Society Minute Book, 88]
L'apostolo Heber C. Kimball ha detto: “I fratelli missionari hanno preso l'abitudine di scegliere le donne più carine per loro prima che arrivassero qui, e di portare solo quelle brutte per noi. D'ora in poi dovete portarle tutte qui prima di prenderne una qualsiasi, e farci avere la scossa giusta. “E certamente si riferiva alle donne come proprietà quando ordinò:” Siete mandati come pastori a radunare le pecore; e ricorda che non sono le tue pecore: appartengono a Colui che ti manda. Quindi non fare scelta di nessuna di quelle pecore; non effettuare selezioni prima di averle portate a casa e messe in riga. Devi capirlo! Amen."
L'apostolo Orson Hyde elaborò la dottrina dell'accumulazione delle donne nell'eternità. Questo è l'Orson che Joseph Smith (il fondatore mormone, ndr) inviò in una missione lontana. Al suo ritorno scoprì che Joseph aveva preso sua moglie civilmente sposata, Marinda Nancy Johnson Hyde, come sposa plurima in sua assenza. Questa è la stessa Marinda che Joseph aveva inseguito un decennio prima, guadagnandosi un bagno di catrame e di piume da parte dei membri della sua famiglia. "Nel mondo degli spiriti c'è un aumento di maschi e femmine, ce ne sono milioni, e se saremo fedeli tutto il tempo, e persevereremo proprio insieme al fratello Brigham (Young, altro profeta poligamo, ndr), andremo dal fratello Joseph [Smith] e diremo:" Siamo qui fratello Joseph '…. Ci dirà, .... 'Dove sono le tue mogli?' 'Sono tornate laggiù; non ci seguiranno. "" Non importa, "dice Joseph," qui ce ne sono migliaia, hai tutto quello che vuoi."
SOCIETÀ DI SOCCORSO
Il 17 marzo 1842 Joseph Smith organizzò la Società di Soccorso (la principale organizzazione femminile interna alla chiesa mormone, ndr), con Emma Smith (sua moglie) come presidentessa. Le sue consigliere erano Elizabeth Ann Whitney, Sarah Cleveland ed Eliza R. Snow.
Nel giugno 1842 Joseph sposò Sarah Cleveland, che all'epoca era già sposata con John Cleveland, il suo secondo marito di quindici anni. Il 29 giugno 1842 Joseph Smith sposò Eliza R Snow (Sarah Cleveland è testimone di questo suggellamento). Nel luglio 1842 Joseph sposò Sarah Ann Whitney, la figlia di Elizabeth, con il consenso di Elizabeth e Newell Whitney. Nei quattro mesi dopo la fondazione della Società di Soccorso, tutte le “colleghe” di Emma furono compromesse nella poligamia a sua insaputa. Quelle stesse donne stavano difendendo Joseph contro Emma, suggerendo che nessuno avrebbe dovuto parlare male del Profeta.
La Società di Soccorso fu convocata il 17 marzo 1842. […] c'erano 19 partecipanti a quel primo incontro, oltre a Emma stessa. 5 dei 19 erano diventate mogli plurime di Joseph (Desdemona Fulmer, Eliza R. Snow, Martha McBride Knight, Elvira Cowles e Sarah M. Cleveland). Joseph si propose ad altre 2 delle 19, ma lo respinsero (Nancy Rigdon e Sarah M. Kimball). Joseph si propose anche ad un’altra ma, una volta respinto, disse che era solo una prova di fede per suo marito (la moglie di John Taylor, Leonora). A proposito, John Taylor accettò la proposta di Joseph (di cedergli sua moglie, ndr).
SPENTE
Emma Smith iniziò quindi ad utilizzare la Società di Soccorso come piattaforma per contrastare la poligamia, di conseguenza gli incontri furono sospesi il 16 marzo 1844. Entro pochi mesi dall'assunzione della leadership, Brigham Young iniziò a sposare alcune delle mogli di Smith come proprie, e annunciò la sua decisione di sciogliere l'organizzazione. […]
Nel 1868, Brigham Young chiese a Eliza R. Snow, allora una delle sue mogli plurime, di riorganizzare la Società di Soccorso […] mantenendone i membri fedeli ai fondamenti della Chiesa, inclusa la poligamia […].
NON UN GRUPPO DI DONNE
La Società di Soccorso è senza dubbio un’organizzazione ausiliaria del Sacerdozio, in quanto alle donne non è consentito ricoprire alcun incarico di presidenza. Ogni chiamata all'interno dell'organizzazione deve essere approvata da un uomo a livello di rione o palo, quindi la donna deve essere "messa a parte" (ordinata, ndr) esclusivamente da un gruppo di uomini, con le donne (come spettatrici, ndr) sedute ai lati.
La Società di Soccorso è un’organizzazione di donne […] tutti i leader di questo gruppo, dalla Presidentessa generale fino alla Presidentessa del ramo più remoto, sono selezionate in riunioni a porte chiuse alle quali nessuna donna è invitata. Gli uomini supervisionano anche i manuali di istruzioni dell'organizzazione femminile e tutte le attività devono essere approvate dagli uomini. Le donne non possono nemmeno svolgere un'attività in un edificio della Chiesa senza la supervisione di un uomo. […]
Fino a poco tempo fa, i rituali del tempio più sacri della religione mormone richiedevano che le donne velassero i loro volti e promettessero di accettare e vivere la Nuova ed Eterna Alleanza, che è sia il matrimonio eterno che il principio eterno della poligamia (anche se non è così facilmente identificato in tale nella cerimonia ). Fino al 1990, le donne dovevano giurare obbedienza ai loro mariti, anziché direttamente a Dio.
STAI A CASA!
Il patriarcato mormone continua a collegare il valore di una donna alle sue abilità casalinghe. Ci sono pochi dubbi quando i profeti suggeriscono: “Voci seducenti nel mondo invocano stili di vita alternativi per le donne. Sostengono che alcune donne sono più adatte alle carriere che al matrimonio e alla maternità ... I semi del divorzio sono spesso gettati e i problemi dei bambini iniziano quando la madre lavora fuori casa. "Il presidente Kimball ha continuato a sostenere che "Essere moglie e madre e avere una famiglia è ... priorità ... più importante di una laurea, un lavoro, sviluppare talenti o qualsiasi altra cosa! "
Forse l'eredità dell’insegnamento di Brigham Young secondo cui "Una donna, se pur così intelligente, non saprà mai più di un uomo che detiene il sacerdozio" è il motivo per cui lo Utah (lo stato USA mormone) si posiziona costantemente molto vicino al fondo delle classifiche dell'uguaglianza di genere, della salute fisica e mentale delle donne, delle misure sociali di rafforzamento economico e politico delle stesse.
Le ragazze mormoni meritano le stesse opportunità di sviluppo ed economiche degli uomini, eppure lo Utah si è classificato al 50° posto nella parità di genere. Le pubblicazioni mormoni, come il manuale dello studente “Madri impiego fuori casa e Matrimonio Eterno”, chiariscono il ruolo di una donna. Il Washington Post ha recentemente rivelato i risultati di un sondaggio indicando che lo Utah è il secondo stato più sessista in America. WalletHub giudica lo Utah ultimo con un ampio margine in termini di uguaglianza femminile.
[…]
Nel 1973, Spencer Kimball, alla domanda "Ci sarà un cambiamento nell'atteggiamento nei confronti delle donne?", Rispose "Non troppo bruscamente. Crediamo che il posto ideale per una donna sia in casa." Anche verso la metà degli anni '70, solo le donne single lavoravano nel quartier generale della Chiesa. Se una donna era sposata, si presumeva che la sua carriera fosse finita, così da poter rimanere a casa. Esisteva una politica di impiego mormone stabilita secondo cui il licenziamento avrebbe avuto luogo alla nascita del primo figlio di una donna. La Chiesa ha chiesto il parere legale di tre studi legali diversi prima di ammettere che non poteva più licenziare le madri. L'emendamento sulla parità dei diritti del 1972, che formalizzava i diritti delle donne, passò in entrambe le camere del Congresso e attese semplicemente la ratifica dello stato. La chiesa si oppose vigorosamente e organizzò formalmente i membri contro di essa, svolgendo un ruolo decisivo nella sua ultima sconfitta. La chiesa ha scomunicato apertamente il difensore dell'ERA Sonia Johnson, suggerendo obiezioni "morali" mentre continuava a radunare le donne mormoni per sostenere le attività politiche.
Per approfondimenti in inglese, Women in Mormonism – Mormon Stories
submitted by MacCohen to Exmormoni [link] [comments]


2019.12.26 16:24 urymasa1970 LAS TENDENCIAS SALARIALES EN URUGUAY

El articulo cita datos de Total Remuneration Survey – TRS 2019 Uruguay elaborada por Mercer, consultora global líder de recursos humanos.
Comparaciones regionales: Uruguay es uno de los países con salarios más altos de la región (medidos en dólares) en todos los niveles de carrera. Para que este análisis sea más completo, hay que considerar también que Montevideo es la ciudad más cara de Sudamérica según el ranking de costo de vida internacional elaborado por Mercer en el que participan más de 200 ciudades de todo el mundo.
Brecha salarial: Mercer analizó también cuál es la diferencia salarial que existe en los principales países de la región entre los niveles más altos de la organización y los más bajos. Uruguay, junto con Argentina, son los países que presentan la menor brecha; a diferencia de Perú, México y Brasil que son los que muestran la mayor brecha. “La distancia entre los que más y menos ganan en una organización responde a múltiples factores, entre ellos, la presencia o ausencia de sindicatos fuertes que velan por los salarios de las posiciones más bajas. De cualquier manera, desde hace ya algunos años estamos viendo una tendencia a reducir la brecha entre posiciones de soporte/operativas y las de dirección/ejecutivas”, destacó Thornton.

http://www.dnegocios.uy/articulo/2026/las-tendencias-salariales-en-uruguay
submitted by urymasa1970 to uruguay [link] [comments]


2019.10.06 04:28 altovaliriano Eddard Stark

George R. R. Martin reiteradamente afirma que nenhum personagem está a salvo da morte, uma noção que ele lapidou muito habilidosamente para estabelecer na saga. A primeira pedra da fundação desta estrutura é lançada com Eddard "Ned" Stark, ao final de A Guerra dos Tronos.
Ned é visto como personagem central do primeiro livro, no qual ele é apresentado como um pai amoroso, marido dedicado, amigo querido, líder confiável, vassalo leal, homem devoto e cumpridor de sua palavra e deveres. Estas qualidades são apontadas como as razões pela qual os leitores o identificam como o herói da história e alguém para quem torcer.
A história do personagem todos sabemos. Ned estava feliz no Norte com sua família quando notícias de que seu antigo protetor e pai de criação teria sido assassinado e seu rei (e amigo de infância) o nomeia como substituto no cargo de Mão do Rei. Desde o momento em que Ned aceita (relutante) o cargo, sua família começa sofrer com os atritos políticos entre Eddard e a família da Rainha. Em Porto Real, Eddard vai de peixe fora d'água a persona non grata enquanto investiga as circunstâncias da morte de Jon Arryn, até que perde todo o apoio político que tinha na capital com a morte do Rei Robert. Eddard tenta fazer justiça, mas é traído, humilhado e acaba por sequer ganhar a misericórdia que lhe foi prometida.
É muito apontado que Ricardo Plantageneta, o 3º Duque de York (1411-1460) seria a inspiração histórica de GRRM para Eddard Stark. O líder de sua Casa de York nos primeiros anos da Guerra das Rosas havia sido nomeado como Lorde Protetor e Regente da Coroa quando o Rei Henrique VI sofreu um colapso nervoso, traiu a Coroa e enfrentou a Rainha Margaret de Anjou, da Casa de Lancaster, mas acabou derrotado e teve sua cabeça exposta nos portões da cidade de York.
Outra inspiração histórica apontada é um dos filho de Ricardo, que viria a reinar como Ricardo III, que havia tentado usar o testamento de Eduardo IV para se tornar regente de Eduardo V... somente para depois anular o casamento de sua cunhada Elizabeth Woodville com o irmão, declarar seus sobrinhos como bastardos e tomar o trono para si. No fim, foi derrotado pelos filhos do primeiro casamento de Elizabeth.
Mas nenhuma dessas personalidades históricas pode ser tomada como referência direta à Eddard Stark, uma vez que a forma como Martin retratou Eddard parece ter sido moldada tendo em vista as necessidades da ficção e não como um estudo da história do mundo real. Portanto, é necessário avaliar a construção da personalidade de Ned Stark dentro das exigências de "As Crônicas de Gelo e Fogo".
Assim, para entender Eddard, proponho questionarmos sua criação, suas relações pessoais e suas relações políticas.
EDDARD, O ANIMAL HUMANO
Eddard nasceu como segundo filho de Rickard e Lyarra Karstark, mas sem demora foi substituído como caçula por Lyanna e Benjen. Ser um filho do meio já evoca uma série de questões sobre auto-estima e favoritismo em um núcleo familiar, especialmente em uma sociedade como a de Westeros, em que toda a fortuna da família é passada apenas para o primeiro herdeiro na linha de sucessão.
Tudo isto parecia ser verdade na família Stark. Ned relata que foi seu irmão mais velho, Brandon, quem recebeu toda a educação senhorial e era tido como o próximo senhor, até mesmo por Eddard, que não nutria nenhuma esperança de herdar Winterfell.
Neste contexto, o papel que um segundo irmão deveria desempenhar era o de leal vassalo do irmão mais velho. Não sabemos se a personalidade de Eddard foi determinante para que ele absorvesse essa postura ou se estas lições lhe foram passadas por seus pais ou por Jon Arryn. Contudo, sabemos que é assim que Eddard entendia seu papel dentro de sua família. Afinal, foram a estas lições que ele recorreu quando explicou a seu segundo filho, Bran, qual deveria ser seu papel diante do primogênito Robb.
De todo modo, se seu papel secundário e instrumental não estava claro durante sua infância em Winterfell, deve ter ficado muito claro quando foi enviado para o Ninho da Águia, para ser criado por um estranho. Ao contrário de Robert, Ned parece ter voltado pouco para a sede de sua Casa durante sua adolescência, fazendo com que seus laços com sua família e os nortenhos fossem notoriamente mais fracos do que os de Brandon, que foi criado em Vila Acidentada. Na verdade, Brandon era de tal carisma que conquistaria amigos até mesmo no Vale de Arryn.
Por outro lado, Ned é descrito como tímido, reservado, com aparência solene, coração e olhos gelados que parecem julgar os outros com desdém. Talvez isso tenha sido desenvolvido depois de adulto, e em razão das adversidades que enfrentou. Talvez estas características estivessem com ele desde que ele fosse criança. Assim, é possível que tenha deixado poucas amizades para trás quando partiu com oito anos para o Ninho da Águia.
Uma vez sob a tutela de Jon Arryn, a vida parece ter sido diferente. Como Jon Arryn havia perdido sua segunda esposa, irmão e sobrinho e não tinha filho algum, Robert e Ned eram como se fossem seus filhos mais velho e mais novo, respectivamente. Durante os nove anos que ficou por lá, é imaginável que Eddard tenha recebido muito mais deferências do que recebia de seu próprio pai em Winterfell.
Na verdade, a propalada honra de Ned Stark pode ser mais fruto de sua criação junto a Arryn do que derivada dos Stark. Não só porque a honra é uma das marcas daquela outra Casa ("Alto como a honra"), como o próprio Jon Arryn demonstrou que punha a honra frente a cega obediência (como quando se recusou a entregar Robert e Ned a Aerys e iniciou uma Rebelião por isso).
Já sobre os Stark de Rickard, por sua vez, paira uma suspeita de que tinham tanta sede de poder e influência quanto tinham de sangue (o tal "sangue de lobo"). Talvez por isso também que sejam tão notórias as diferenças entre Eddard e seus irmãos. Para além de uma mera incompatibilidade de gênios, pode ter havido uma incompatibilidade de criação.
Eddard não deixou de amar os irmãos, entretanto. Ainda que ele condene as atitudes de Brandon e Lyanna, Ned encomendou estátuas mortuárias para todos eles nas criptas de Winterfell, algo inédito na tradição Stark, que demonstra quão profundamente sentimental ele era, especialmente para seus familiares que tiveram um fim trágico.
Contudo, as vezes parece que a verdadeira família de Eddard, aquela que era dona de seu coração era triângulo que formava com Jon Arryn e Robert Baratheon. De fato, ao saber primeiro da morte de Arryn e depois da visita de Robert logo no começo de A Guerra dos Tronos, Ned vai da escuridão a luz: ele perdeu uma parte importante de sua família postiça, mas outra está a caminho para uma visita inesperada.
Por alguma razão que eu ainda não entendo completamente, entretanto, Ned parecia amar Lyanna acima até mesmo de Robert (apesar de ele achar que Robert tinha uma devoção por ela ainda maior do que a dele - AGOT, Eddard I). Nas memórias de Eddard, Lyanna era uma "menina-mulher de inigualável encanto" e, se foram verdade as especulações de que Lyanna o teria visitado às vezes enquanto ele esteve no Vale, poderia ser um indício de que entre ele e Lyanna havia uma intimidade ímpar na família Stark.
Durante "A Guerra dos Tronos", há vários instantes em que essa intimidade e as promessas que Lyanna requereu em seu leito de morte ecoaram. Mas um dos momentos que eu julgo mais significativo foi quando Robert, também em seu leito de morte, cita e imita Lyanna:
Saudarei Lyanna por você, Ned. Tome conta dos meus filhos por mim. [...]
– Eu… defenderei seus filhos como se fossem meus – respondeu lentamente.
(AGOT, Eddard XIII)
Esta coincidência parece indicar que Lyanna e Robert foram as figuras fraternas centrais na vida de Eddard.
NED, PARA OS ÍNTIMOS
Já foram explorados acima vários aspectos da personalidade íntima de Ned. Mas é preciso discriminar melhor. E o primeiro deles se refere à visão que, durante a infância, Ned tinha de sua família e vice-versa.
Sobre seu pai e mãe, pouco conhecemos através de Ned. E isso parece indicar que há uma distância, tanto porque não era um filho com deferência de nenhum deles, quanto porque ele desenvolveu sua psicologia longe de casa, sob a tutela de sua icônica figura paterna, Jon Arryn.
Sobre seus irmãos, Ned passou a vida à sombra de Brandon (sendo suplantado por ele até na tarefa de conseguir para si próprio uma dança com a garota por quem ele se apaixonou), mas até parecia apreciar esta posição, pois sentia-se mais confortável na posição de irmão cumpridor de seu dever.
Quanto à Lyanna, há muitos indícios de sua intimidade, o que talvez decorresse de seu temperamento analítico, em contraste com o sangue de loba dela. O modo como Eddard tentou persuadir Lyanna de que Robert seria um bom partido parece revelar que Eddard pensava ter algum influência sobre ela. Ao mesmo tempo, Eddard afirma que Robert não conhecia a garota como ele. Pode ser, inclusive, que a falta de de rancor de Eddard por Rhaegar e sua reação mais moderada quando o príncipe a coroou Rainha da Beleza e do Amor em Harrenhal decorram de um certo conhecimento sobre a natureza de Lyanna e de como ela poderia estar correspondendo àquilo.
Sobre Benjen, o relacionamento com Eddard parece mais distante. É curioso pensar que, sendo o outro único filho sobrevivente de Rickard e Lyarra, somente tenha se aproximado melhor de Ned nos anos entre o fim da Rebelião de Robert e seu ingresso para a Patrulha da Noite. É possível, inclusive, que essa falta de intimidade, aliada com o fato de Ned já ter retornado a Winterfell com dois filhos homens, tenham sido decisiva na decisão de Benjen ir para a Muralha.
O segundo aspecto da personalidade íntima de Eddard é como ele se portou durante sua idade adulta, enquanto fazia amigos, vivia amores e formava uma família.
Eddard nunca é descrito como sendo um homem atraente ou um amante encantador. Na verdade, Catelyn fala como ficou desapontada com ele ser mais baixo e melancólico e ter um rosto mais simples que o de Brandon. Mas ela afirma que com o tempo descobriu o amor no coração "bom e doce" de Ned.
É interessante notar que essa foi a mesma opinião que ela deu sobre o Norte a Lynesse Hightower:
Lembrava-se de como a Senhora Lynesse era jovem, bela e infeliz. Uma noite, após várias taças de vinho, confessara a Catelyn que o Norte não era lugar para uma Hightower de Vilavelha.
– Houve uma Tully de Correrrio que sentiu o mesmo um dia – Catelyn respondeu com gentileza, tentando consolá-la –, mas, com o tempo, encontrou aqui muitas coisas que podia amar.
(ASOS, Catelyn V)
Portanto, Ned é uma alegoria do Norte: inóspito, simples e melancólico, mas que guarda algum tipo beleza e calor. A próprioa Lyanna é descrita como uma bruta por alguns (meistre Yandel) e uma beleza selvagem por outros (Kevan Lannister). Sabemos que Ned não tinha a natureza da irmã, mas poderia ter um pouco dessa beleza selvagem? Talvez Ashara o tenha visto sob essa ótica? Talvez nunca saberemos.
O que sabemos com certeza é que Eddard era um marido dedicado, assim com Catelyn era uma esposa dedicada. Ironicamente, dois cumpridores de seu dever conseguiram fazer surgir amor em um casamento arranjado que era o substituto de outro casamento arranjado. A forma como Eddard se obrigou a respeitar até a crença religiosa da mulher é tocante (construindo um septo para ela e trazendo um septão a Winterfell).
Isto é diferente do tipo de amor que Robert tem por ele. A amizade entre os dois parece o típico caso em que um extrovertido carismático adota um introvertido sem amigos. Este tipo de relação - que é imposta por outra pessoa - parece ser o tipo com que Eddard lida bem. Ironicamente, poderíamos dizer que Ned só é amigo de seu "chefe", o que combina com sua lição a Jon de que um senhor nunca deve ser amigo dos homens que comanda (ADWD, Jon III).
Como pai, Ned era muito efetivo e marcou seus filhos profundamente. Podemos ver os resultados de sua criação naqueles que amadureceram antes de sua morte. Robb havia absorvido todo o dever, a honra e o senso de justiça do pai, se tornando um Eddard em pele de Tully. Jon seria sua imagem e semelhança, caso não fosse filho de outros e não tivesse sido acossado a vida inteira por Catelyn. Ainda assim, é incrível que toda essa adversidade não o tornou menos cópia de seu "pai". É notório que Jon é mais orgulhoso que Robb, mas isso é uma coisa sua, talvez um mecanismo de defesa, resultado de um complexo de inferioridade, ou apenas das falsas certezas da juventude.
Bran, Arya e Rickon eram jovens demais para que a influência do pai cristalizasse em sua personalidade. Portanto, eles hoje estão suscetíveis à influência de outras figuras paternas na jornada que enfrentam. Ainda assim, pequenas lições de Eddard continuam a ecoar neles mesmo anos mais tarde. Bran ainda se lembra sobre como seu pai dizia que apenas diante do medo os homens podem ser corajosos, e Arya procura uma matilha constantemente para não perecer como o lobo solitário 'quando os ventos brancos se erguerem'.
O caso oposto foi o que aconteceu com Theon Greyjoy. Nem todo o tratamento com deferência que lhe foi oferecido em Winterfell resultou em boas relações com Ned. Ainda que descontemos seu conflitos internos pessoais (assunto para outro texto), esta repulsa de Theon pode ser explicada pelo fato de que ele havia crescido e sido educado dentro de uma cultura que odeia os habitantes do continente, em especial os nortenhos. Portanto, diante da educação recebida nas Ilhas de Ferro e do tratamento solene que lhe era dirigido, não parece inverossímil que ele mais tarde alegue que era sempre lembrado de sua condição de prisioneiro e pense que Eddard era frio com ele.
Entretanto, como visto em A Dança dos Dragões, o verdadeiro ressentimento de Theon era saber que nunca seria parte da família Stark. De fato, havia semelhanças demais entre a história de Ned e Theon para que suponhamos que Ned não tivesse boa dose de tato quando eles se relacionavam. Ned também havia sido retirado de casa quando ainda era criança para ir morar com um estranho em uma terra estranha. Ainda que sua condição no Ninho da Águia fosse bastante menos opressora do que a de Theon em Winterfell, ninguém poderia dizer que Ned foi voluntariamente enviado para o Vale. Assim, As conclusões de Theon serão sempre injustas.
Mas esse não é o caso mais interessante e agudo entre as crianças criadas por Ned. O relacionamento mais desafiador e com mais consequência era aquele com sua filha Sansa. Comecemos por dizer que não havia nada afetivamente errado entre eles, mas as circunstâncias tornaram as falhas deste relacionamento em um sintoma do que havia de errado no próprio Eddard como Mão do Rei. Em síntese, os erros de Sansa também foram erros de Ned.
Durante os eventos sinistros que ocorreram em A Guerra dos Tronos, Ned repetidamente deixa suas filhas no escuro sobre o que realmente estava se passando. Em razão da diferença de naturezas, Arya e Sansa têm respostas diferentes às situações. Eddard tem mais sucesso em apaziguar Arya, cujas semelhanças com Lyanna podem ter ajudado com que ele a compreende-se melhor (veja: Eddard até permitiu que Arya tivesse treinamento em armas quando sabe-se que o próprio Lorde Rickard não o permitiu a Lyanna).
Contudo, Sansa não é uma garota que tinha 'ferro por baixo da beleza', como Lyanna. Sansa é a garota para quem 'a cortesia era a armadura de uma dama'. E é justamente aqui esta a falha de Eddard. Ned não tem traquejo social, não entende de sutilezas e acaba traído e executado justamente por isso. Portanto, não é nenhum coincidência ou ironia que Sansa esteja sob a tutela e controle do homem que conhecia o suficiente de sutilezas para, por exemplo, trair e garantir a execução de Ned e ainda sair de mãos limpas e levando a filha que Ned não soube lidar adequadamente.
Mas a bizarra relação pai-filha entre Mindinho e Sansa é assunto para outro texto.
LORDE EDDARD STARK
Eddard Stark foi Lorde de Winterfell e guardião do Norte por 15 anos e é amado o suficiente na região para que pessoas arrisquem as próprias vidas em intrigas e guerras para proteger seus filhos. Mas se era Brandon quem teve a educação senhorial adequada e Ned não é carismático ou tem traquejo social, como isso é possível? Muito facilmente, alguém responderia que isso se deve a um longo verão de 10 anos. Mas não é só isso, á traços da personalidade de Eddard que o tornam um bom senhor.
O primeiro deriva de uma afirmação de Catelyn lembranda por Arya quando viu Tywin Lannister em Harrenhal:
Lorde Lannister tinha um aspecto forte para um velho, com rígidas suíças douradas e uma cabeça calva. Havia algo no seu rosto que fazia Arya lembrar-se de seu pai, embora não se parecessem em nada. Tem uma cara de senhor, é só isso, disse a si mesma. Lembrava-se de ouvir a senhora sua mãe dizer ao pai para envergar a cara de senhor e ir tratar de algum assunto. O pai ria daquilo. Arya não conseguia imaginar Lorde Tywin rindo de qualquer coisa.
(ACOK, Arya VII)
Como se vê, Eddard tinha cara de Lorde. O suficiente para ser comparável a ninguém menos do que Tywin Lannister. Pode parecer irrelevante, mas é algo que o próprio Bran também nota, como Eddard assumia o rosto do Senhor de Winterfell logo no primeira capítulo do primeiro livro.
O segundo é que Ned não faz separação entre o público e o privado. Sua relação com seus próprios servos é muito pessoal. A ponto de achar que o Senhor devia ceiar com seus homens e conhecê-los, para que eles não morram por um estranho (AGOT, Arya II). Esta tipo de política pessoal é tipicamente nortenha. É o tipo de política que mais tarde Jon Snow indica a Stannis Baratheon a seguir: deixe que eles lhe conheçam e eles lhe seguirão.
Este tipo de política, contudo, não é o que seria útil em Porto Real. Mas também este erro não pode ser atribuído totalmente a Ned. O primeiro erro foi de Robert, que selecionou Ned com base na confiança, não em suas competências. Caso Robert, tivesse olhado para sua própria família (como Stannis esperava, por isso que ele partiu para Pedra do Dragão depois que Robert o pulou), talvez o conflito contra os Lannister teria sido muito mais restrito e menos danoso ao reino.
Havia sinais que Robert deixou de ler quando selecionou Eddard para o cargo de Mão. O primeiro era que Eddard era essencialmente um soldado. Jaime Lannister, quando avalia Randyll Tarly como candidato a Mão de Tommen, ele avalia que um soldado é uma "fraca Mão para tempos de paz" (AFFC, Cersei II). E isto é especialmente verdade quando notamos que Eddard é um agente político sem agenda ou ambição. Na ausência de um conflito real, ele é apenas alguém segurando a cadeira para outra pessoa (e que não via a hora de ir embora).
Talvez tenha sido o fato de que Ned continuou no Norte a se portar como um segundo irmão obediente e não causar problemas a Porto Real que tenha feito Robert pensar que Lorde Stark daria uma boa mão. Mas a postura isolacionista de Eddard deveria ter funcionado como um sinal de que o homem não saberia lidar com costumes da política sulista.
Porém, no final, Robert preferiu algo que lhe trouxesse conforto e familiaridade. E a falta de traquejo de Ned cobrou seu preço. Desde o primeiro encontro com o conselho, Eddard demonstrou que não tinha talento para fazer aliados, não estava acostumado a não ter a palavra final e tinha uma retórica rudimentar. Todas estas qualidades reunidas fazem de uma pessoa um imã de inimizades.
Fora isso, Ned não se cercou de pessoas que poderia confiar, tampouco agiu para a destituição de pessoas de quem ele desconfiava do conselho do rei (o que seria de alguma fácil de conseguir, já que metade do conselho era de baixo nascimento).
Por fim, quando seus erros de cálculo se acumularam e circunstância fora de seu controle se mostraram desfavoráveis, Eddard julgou que poderia usar seu cargo e uma força mercenária (patrulheiros da cidade subornados) para resolver tudo e cometeu mais um erro de subestimar Cersei, dando-lhe uma chance de fugir, no que ele classificou como "a loucura da misericórida".
No final, os Lannisters usaram sua própria honra contra ele, fazendo com que ele confessasse ter fabricado a verdade pela qual seus homens morreram em seu golpe de estado fracassado.
EDDARD, O MORTO
Primeiro, temos que afirmar o óbvio: Ned não está vivendo uma segunda vida em algum pombo em Porto Real, como afirma a infame e bizarra teoria. Nós estivemos na cabeça de Eddard e ele nunca teve sonhos de warg ou qualquer experiência de troca-peles.
Mas, fora de questões lúdicas, por que Martin matou Ned?
Algumas pessoas pensam que, ao matá-lo, GRRM estava dando o tom dos livros. Pessoas sem capacidade de se adaptar não estariam aptos a serem parte do jogo dos tronos e seriam alvo fácil para jogadores mais talentosos e experientes.
Outros afirmam que foi justamente para mostrar que assim eram as políticas medievais, e que Martin está apenas sendo realista e fiel ao tom da história de nosso mundo. Porém, Martin já afirmou enfaticamente não ter ou defender uma visão niilista do mundo.
Eu gostaria de propor uma terceira via: que Ned foi morto por circunstâncias fora de seu controle. Afinal, no fim, sua morte não era prevista nem por seus inimigos. Foi apenas um capricho de Joffrey, assim como a tentativa de assassinato de Bran.
Qualquer que tenha sido a razão para Ned morrer pela própria espada que ele executa Gared no início dos livros, a morte de Eddard aparentemente já era prenunciada (foreshadowed) desde o começo do livro, com a descoberta a loba gigante morta e seus filhotes desamparados perdidos no mundo.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2019.09.05 15:40 bujiastorch Día Internacional de la Mujer Indígena, Día Internacional de la Beneficencia y Frase de Sense8

Día Internacional de la Mujer Indígena, Día Internacional de la Beneficencia y Frase de Sense8

https://preview.redd.it/j7kczygx3sk31.png?width=1080&format=png&auto=webp&s=515441397d75a740b9ff221e34272809102cd990
Buen día amigos, clientes y empleados de ALAS Corp, C.A. #FelizJueves amigos.
El día hoy se conmemora el Día Internacional de la Mujer Indígena en honor a la guerrera aymara Bartolina Sisa, quien lideró parte importante de la rebelión aymara-quechua contra la explotación y abuso de los conquistadores españoles en el Alto Perú.
Así mismo, hoy también se celebra el Día Internacional de la Beneficencia. La beneficencia puede aliviar los peores efectos de las crisis humanitarias, complementar los servicios públicos de atención de la salud, la educación, la vivienda y la protección de la infancia.
Culminamos con una frase de la serie de Netflix, #Sense8.
«Esto es lo que es la vida: miedo, rabia, deseo ... amor. Dejar de sentir emociones, dejar de querer sentirlas, es sentir ... la muerte.». – Sense8
#BujiasTorch #Frases #Escritos #Citas #Sense8 #DíaDeLaMujerIndígena #DíaInternacionalDeLaBeneficencia #Venezuela #Latinoamérica
https://www.facebook.com/bujiastorch/
submitted by bujiastorch to Citaseimagenes [link] [comments]


2019.06.23 22:11 Unmono12 Saliendo por una comida, en vez de por una relación

Saliendo por una comida, en vez de por una relación

Que no te hagan pagar las fantas.
Traducido de Science Daily
Cuando se trata de conseguir una cita, hay muchas formas en que las personas pueden presentarse y mostrar sus intereses. Uno de los fenómenos más nuevos es una "llamada a los amantes de la comida" en la que una persona establece una cita con alguien que no tiene un interés romántico, con el fin de obtener una comida gratis. Una nueva investigación encuentra que entre el 23 y el 33% de las mujeres en un estudio en línea afirman que se han involucrado en una "llamada gastronómica".
Tras un análisis adicional, los investigadores de psicología social y de la personalidad descubrieron que las mujeres que obtuvieron una puntuación alta en la "triada oscura" de los rasgos de personalidad (es decir, psicopatía, maquiavelismo, narcisismo), así como las creencias tradicionales de rol de género, tenían más probabilidades de participar. Un cita por comida y que lo encuentran aceptable.
La investigación, realizada por Brian Collisson, Jennifer Howell y Trista Harig de Azusa Pacific University y UC Merced, aparece en la revista "Social Psychological and Personality Science".
En el primer estudio, se reclutaron 820 mujeres, el 40% informó que eran solteras, el 33% estaban casadas y el 27% dijo que estaba en una relación comprometida pero no casada. De ellos, el 85% dijo que eran heterosexuales, y fueron el foco de este estudio.
Las mujeres respondieron a una serie de preguntas que midieron sus rasgos de personalidad, creencias sobre los roles de género y su historial de citas. También se les preguntó si pensaban que una cita por comida era socialmente aceptable.
El 23% de las mujeres en este primer grupo reveló que habían participado en una cita por comida. La mayoría lo hacía ocasionalmente o raramente. Aunque las mujeres que habían participado en estas citas creían que era aceptable, la mayoría de las mujeres creían que salir por comida era desde cuestionable hasta inaceptable.
El segundo estudio analizó un conjunto similar de preguntas de 357 mujeres heterosexuales y encontró que el 33% había participado en una cita por comida. Es importante señalar, sin embargo, que ninguno de estos estudios reclutó muestras representativas de mujeres, por lo que no podemos saber si estos porcentajes son precisos para las mujeres en general.
Aquellos de mujeres que se involucraron en citas por comida obtuvieron puntajes más altos en los rasgos de personalidad de la "triada oscura".
"Varios rasgos de la llamada "triada oscura" se han relacionado con comportamientos engañosos y de explotación en las relaciones románticas, como las aventuras de una noche, fingir un orgasmo o enviar imágenes sexuales no solicitadas", dice Collisson.
Collisson y Harig dijeron que se interesaron en el tema de las citas por comida después de leer sobre el fenómeno en las noticias.
En cuanto a la cantidad de las citas por comida que pueden estar ocurriendo en los Estados Unidos, Collisson dice que ello no se puede inferir de la investigación actual:
"Podrían ser más frecuentes, por ejemplo, si las mujeres mintieran u omitieran este tipo de citas para mantener una visión positiva de sí mismas o de su historial de citas", dice Collisson.
Los investigadores también señalan que las citas por comida pueden ocurrir en muchos tipos de relaciones y que pueden ser perpetradas por todos los géneros.
Suscríbete a mi canal de YouTube

submitted by Unmono12 to nosoyundesgraciado [link] [comments]


LOS DOS CARNALES - PARA IMPRESIONARTE - YouTube Mujeres venezolanas se prostituyen en las calles de Perú ... Cuando eres la bajita de la relación/ alto+bajita - YouTube ATLETISMO 25 Fases del salto de altura - YouTube Citas Con Mujeres Altas TOP 7: los cocientes intelectuales más altos en la ... ¿Cómo es hablarle a Mujeres más Altas que tú? - Reto Zajárova aborda las citas falsas de altos cargos de Rusia en medios latinoamericanos Edson Lima relembra Altos e Baixos na carreira e cita Berg Rabelo Niveles Altos de Prolactina - Dr. David Garita

Lugares altos Que es, Concepto y Definicion

  1. LOS DOS CARNALES - PARA IMPRESIONARTE - YouTube
  2. Mujeres venezolanas se prostituyen en las calles de Perú ...
  3. Cuando eres la bajita de la relación/ alto+bajita - YouTube
  4. ATLETISMO 25 Fases del salto de altura - YouTube
  5. Citas Con Mujeres Altas
  6. TOP 7: los cocientes intelectuales más altos en la ...
  7. ¿Cómo es hablarle a Mujeres más Altas que tú? - Reto
  8. Zajárova aborda las citas falsas de altos cargos de Rusia en medios latinoamericanos
  9. Edson Lima relembra Altos e Baixos na carreira e cita Berg Rabelo
  10. Niveles Altos de Prolactina - Dr. David Garita

A ex Magnificos Luciene Melo falou o que nunca tinha dito sobre sua passagem pela banda. - Duration: 13:09. babadosdoforro 15,892 views Niveles Altos de Prolactina • Dr. David Garita www.drdavidgarita.com Citas 83454585 al 89. En Monterrey América Noticias, América TeVé 5pm, 6pm, 10pm y 11pm. Más en americateve.com Visita nuestro web: http://www.americateve.com/ Señal en vivo: http://www.americ... This video is unavailable. Watch Queue Queue. Watch Queue Queue María Zajárova, vocera del Ministerio de Exteriores de Rusia, denuncia que la prensa latina e internacional falsifican la postura oficial de su país respecto... El salto de altura consta de cuatro fases: carrera, batida, fase aérea y la caída. TODOS LOS VÍDEOS DE ATLETISMO AQUÍ: https://www.youtube.com/watch?v=IMiBti... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Por si quieres apoyar el canal: https://paypal.me/pools/c/8faBvkFujE (cualquier cantidad vale y te llevarás un saludo en mis vídeos ☺ ) Podéis seguirme en In... Share your videos with friends, family, and the world Las esposas bajitas y los esposos altos tienen los matrimonios más felices, según la ciencia - Duration: 8:51. GENIAL 148,350 views. 8:51.